Aeroporto de namoro

Felipe Araújo, após assumir namoro com Estella Defant, foi fotografado de mãos dadas com a modelo ao deixar aeroporto de São Paulo nesta quinta-feira (30). Mulher de Quaresma recorda início do namoro: «Marcámos o primeiro encontro no aeroporto» 5 Ricardo Quaresma, que está atualmente na Turquia ao serviço no clube turco Kasimpasa, e a mulher, Daphne, estão juntos há dez anos e continuam a mostrar-se um casal feliz e apaixonado. Após um ano de namoro, rapper Usher e a namorada vão ser pais. O bebé é o terceiro filho do músico. ... Aeroporto de Lisboa. Cerca de 1.400 pessoas em fila sem distanciamento Conversa online em Aeroporto de Gran Canária, Espanha. Com mais de 479 milhões de utilizadores em todo o mundo no Badoo, encontrarás alguém com os mesmos interesses em Aeroporto de Gran Canária. Faz agora mesmo novos amigos em Aeroporto de Gran Canária no Badoo! Relacionamento com Mulheres Casadas em Macaé - Rio de Janeiro, bate papo, namoro virtual ou real, encontre seu par perfeito em nosso site de relacionamento grátis para Macaé.Fotos de mulheres casadas Macaé, contato, whatsapp e números de mulheres casadas de Macaé.. Escolha abaixo uma mulher casada em Macaé, que mais te interessar: Erika Januza revela namoro com rapaz que conheceu no aeroporto De acordo com a revista Contigo, a artista deu uma entrevista durante o lançamento de um perfume, na noite desta segunda-feira (26) Mulher de Quaresma recorda início do namoro: 'Marcámos o primeiro encontro no aeroporto' A viver na Turquia, o jogador e a companheira abriram o coração para falar do romance. Em tempos de pandemia, o casal confessou que a quarentena não foi fácil de cumprir com os filhos. Megan Fox e Machine Gun Kelly são vistos juntos em aeroporto após vazar namoro Atriz, que se separou de Brian Austin no fim do ano passado, iniciou recentemente o relacionamento com o rapper 1 ... Bate-papo aqui: Aeroporto de Uberlândia, Brasil. Mais de 480 milhões de pessoas estão aqui: Aeroporto de Uberlândia. Faça novos amigos aqui: Aeroporto de Uberlândia no Badoo hoje! Relacionamento com Mulheres Casadas em Jardim Aeroporto III, Franca - São Paulo, bate papo, namoro virtual ou real, encontre seu par perfeito em nosso site de relacionamento grátis para Jardim Aeroporto III.Fotos de mulheres casadas Jardim Aeroporto III, contato, whatsapp e números de mulheres casadas de Jardim Aeroporto III.. Escolha abaixo uma mulher casada em Jardim Aeroporto III, que ...

Minha namorada terminou comigo

2020.09.05 13:58 tOKYOFF Minha namorada terminou comigo

É isso, minha namorada terminou comigo. Após 4 anos e 2 meses ela terminou comigo por mensagem.
Namoramos por 4 anos, sempre tivemos brigas mas sempre nos resolviamos na conversa, sem desavença sem remorso. No final do ano passado como de costume eu vou para Natal ver minha família e como não sou eu que marco o dia de volta das passagens, acabei voltando apenas em fevereiro, ela ficou chateada mas tudo ficou de boa, foi me buscar no aeroporto e tal. Seguimos o ano normal, saimos e tal, até que chegou a pandemia (esqueci de mencionar que ela conseguiu um estágio em São Paulo no começo do ano), ainda nos viamos normal já que a doença ainda estava "controlada". Quando começou a quarentena deixamos de nos ver já que ela continou trabalhando e eu como grupo de risco, não queria pegar 3 ônibus pra ver ela. Meu pai sabia que não ia dar certo a gente se separar por muito tempo já que vivíamos grudados e se ofereceu pra buscar e levar ela todo fim de semana. Foi perfeito, ela não trabalhava de fim de semana, seguimos todos os protocolos de higiene e ficavamos felizes.
Em um fim de semana ela veio pra cá, super feliz, passamos o dia felizes, fizemos churrasco e tal. Uma semana depois ela termina comigo por mensagem... eu sou extremamente apegado e praticamente me humilhei pra que aquilo não acontecesse, marquei de nos encontrarmos para conversar melhor. Long story short, ela não queria mudar de ideia porque diz que demorou pra tomar essa decisão. Ela me diz que sente que não é mais o mesmo relacionamento, que estavamos empurrando com a barriga porque a gente não conversava mais (completamente descartando o fato de que ela não usa o celular direto e passa parte do dia trabalhando), expliquei que a gente não tinha mais tempo pra conversar e disse que mesmo assim eu sempre tempo todo dia conversar com ela, ficou irritadada e disse "nem transamos mais" (no meio de uma pandemia????) e eu disse que podiamos resolver tudo, não precisava de tudo isso, mas não adiantou.
Agora depois de um mês continuo triste, não tenho coragem de tirar nossa foto da mesa. Meus amigos apenas falam com e esqueceram que eu também estou sofrendo. Tenho que ver os posts dela no face praticamente fazendo graça do nosso término (piadas de "você já terminou um namoro mas...", "você casaria comigo sabendo que...") e isso machuca porque ela passa por isso como se 4 anos não fosse nada. Nem eu nem ela contamos para alguns amigos e família e nem sei como iremos fazer isso, vou ter que explicar pra toda minha familia que terminamos e ficar triste a cada pergunta dela.
Sentirei falta da família dela.
Minha ideia não era dizer tudo isso mas acabou que ficou desse tamanho, como a única pessoa que era minha amiga era minha namorada preferi desabafar aqui mesmo, onde infelizmente sei que vou ter mais ajuda do que meus "amigos". Só de vocês lerem será de enorme feito pra mim, gostaria de agradecer este sub, há pessoas de muita compaixão aqui.
Bom, vale mencionar que tive uma época com depressão e possuo ansiedade extremamente forte então continua difícil superar isso mas deixarei que me dêem conselhos.
submitted by tOKYOFF to desabafos [link] [comments]


2020.06.18 06:58 Kwaan_ Abandonado no pior momento

Olá, luba e editores, gatas e turma que está a ver. Essa história aconteceu na volta de um intercâmbio no Canadá, estavamos em grupo e tinha uma menina que eu estava tentanto "conquista-la" pela minha inteligência, pois eu era o melhor aluno do curso. No intercâmbio começamos a ficar, eu estava tentando pedir ela em namoro mais toda tentativa alguém atrapalhava, na volta estávamos no aeroporto ia começar a chover todo mundo foi de uber para suas casas, a menina morava num bairro perto do aeroporto, ela pediu para eu levar ela para casa a pé. Eu já estava feliz, pois eu ia pedir ela namoro, isso não aconteceu porque no meio do papo um 20 minutos depois do aeropoto, dois cara numa moto anuciaram um assalto, a fdp saiu correndo com as males e tudo e eu sendo assaltado, levaram tudo: minhas malas, celular, mochila. Nunca mais vi a guria, ela saiu do curso.
submitted by Kwaan_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.04.26 08:37 gabr10 Um resumo dos meus últimos meses.

Estou tendo uma crise que nunca tive antes e precisava colocar isso tudo pra fora. Esses foram os momentos mais recentes da minha vida e que me fizeram estar sentido o que estou sentindo agora. Talvez seja uma crise de ansiedade? Pânico? Depressão? Não sei.
Final do ano passado conheci uma pessoa maravilhosa, a gente saiu, nós curtimos muito. Quando ela tava mal eu ia pra casa dela, me preocupava demais. Teve um dia que eu fui lá e ela tava bem mal, numa crise fodida de ansiedade por se sentir sozinha, ela morava solo e estudava pra medicina. Fiquei lá com ela até umas meia noite e decidi chamá-la para dormir comigo em casa, pra tentar ocupar a cabeça e fazer algo diferente, ela topou.
Foi a primeira vez em 24 anos que levei uma mulher pra casa, e a gente não tava nem namorando ainda. Era um sábado, ela dormiu comigo e melhorou bastante, no domingo minha família tava reunida e minha mãe perguntou se a gente queria ir lá, ela hesitou mas decidimos ir, todo mundo tava com a atenção em nós dois pq até então nunca me viram com ninguém, eu tava nervoso mas foi tudo bem, passamos o dia lá com minha família, ela curtiu bastante e voltamos pra casa, deitamos, conversamos um pouco e ela me pediu em namoro. Sinceramente fui pego de surpresa, falei pra ela que não tava satisfeito com umas coisas em mim e achei melhor não oficializarmos naquela hora. Até ai tudo bem, continuamos sem o título de namorados. Gosto dela como nunca gostei de ninguém, pra ficar claro. Só não achei a melhor hora pra aceitar o pedido.
O "problema" é que dois dias depois ela me deu a notícia que tinha passado em medicina em outro estado. E foi. Fiquei muito feliz por ela, que entraria no seu curso dos sonhos mas também fiquei triste por mim - talvez me chamem de egoísta - que acabara de perder uma pessoa que me fez sentir coisas que nunca tinha sentido, que pela primeira vez me faria sentir 100% feliz com minha vida.
No dia que ela foi embora eu me lembrei o que era chorar, na minha vida toda chorei em situações muitíssimo raras, mas assim que entrei no ônibus sentei no fundo, já sabendo o que iria acontecer comigo. Chorei o caminho todo, mais um sentimento novo que ela me fez sentir. Nunca senti a tristeza de uma despedida.
Ela foi para o estado novo e eu comecei a pensar no futuro, valeria a pena um relacionamento à distância? Quando conseguiria vê-la? Será que ela sente o mesmo por mim?
Até hoje penso muito nisso tudo. Após várias conversas mais choradeiras ela preferiu que a gente continuasse a se falar porém não queria nada sério com essa distância. Me deixou livre pra sair com outras pessoas, e ela claro, também. Ainda assim eu queria muito a ver novamente, estava (e estou) morrendo de saudades - outro sentimento que nunca havia sentido tão intensamente. Aliás, essa é a palavra, intensidade. Tudo o que vivemos foi muito intenso, mesmo que breve: as vezes que estávamos juntos, as conversas, os sentimentos.
Ela viajou uma semana antes do carnaval, eu já estava monitorando os preços das passagens aéreas para num futuro próximo matar essa saudade. Mal sabia eu novamente me frustaria com a vida. Pouco tempo tempo o corona vírus começa a assustar o mundo. Tudo e todos pararam. Agora não faço ideia de quando a verei novamente... se ela ainda sente a mesma coisa que eu. Essa é uma pergunta que me faço frequentemente, sou muito inseguro. Acho que ainda não estou preparado para aceitar que talvez a gente não se veja nunca mais. . . Com esse coronavírus comecei a ficar preocupado com mais outras coisas... trabalho no aeroporto, passei umas semanas indo antes de adiantarem minhas férias. Acompanhei a quantidade de vôos ir de centenas por dia para unidades, o movimento reduziu em cerca de 95% no meu trabalho. A equipe é de 5 pessoas e colocaram 3 de férias. Meu retorno é no próximo mas mas não faço ideia se irão me manter oh me demitir. Está tudo muito volátil, trabalho com turismo e essa área está sendo profundamente impactada, não sei como vai ser a volta do movimento no aeroporto. Meses? Anos? Essa incerteza com o futuro está me corroendo por dentro de uma forma que não sei explicar.
Estava pretendendo fazer o curso para virar comissário (trabalhava diretamente com tripulações e achei muito interessante) porém agora também não tenho perspectiva nenhuma. A azul, que é a companhia que mais voa aqui colocou milhares de tripulantes de licença não remunerada, agora há todos esses que já fizeram o curso, a prova da Anac e já possuem experiência numa fila de espera sem previsão de retorno. Não sei se vale a pena fazer o curso e esperar tudo isso melhorar. . . Falando da quarentena, logo no começo tive um episódio leve onde me senti verdadeiramente triste, sem vontade de fazer nada, que durou um ou dois dias. Agora, há poucos momentos atrás tive uma bem mais pesada, onde fiquei pensando sobre tudo na minha vida, minhas relações, meus planos, meu futuro. Acho que o que piorou também foi o fato de ter ido pra emergência com minha mãe recentemente, ela foi tratada e voltou pra casa melhor mas hoje, ela foi novamente para o médico, achava que era a tireóide desregulada, não se sentia bem. Quando voltou me contou que era uma crise de ansiedade, o médico deu 60 dias de atestado.
Meu cachorro também teve que fazer uma cirurgia antes de ontem, e temos que cuidar dele esses dias.
Acho que tudo isso me fez sentir assim.
É isso, acho que me prolonguei muito mais do que queria. Peço desculpas e se você leu até aqui muito obrigado.
TLDR: Conheci uma pessoa massa, quase começamos a namorar mas ela passou no curso em outro estado e foi embora. Pretendia visitá-la mas o corona acabou não só com esses planos mas com minhas perspectivas futuras, trabalho com turismo e não sei como serão os próximos meses. Pretendia fazer o curso pra virar comissário e isso também foi por água a baixo pq agora há milhares deles sem emprego. Minha mãe teve algumas crises de ansiedade e meu cachorro fez uma cirurgia recentemente. Meu pai continua indo trabalhar mesmo sendo grupo de risco.
TLDR do TLDR: estou muito fodido, triste, minha mãe mal; sem mulher, talvez sem emprego e não sei o q vou fazer no futuro.
submitted by gabr10 to desabafos [link] [comments]


2020.04.26 07:30 gabr10 Um resumo dos meus últimos meses até hoje.

Estou tendo uma crise que nunca tive antes e precisava colocar isso tudo pra fora. Esses foram os momentos mais recentes da minha vida e que me fizeram estar sentido o que estou sentindo agora. Talvez seja uma crise de ansiedade? Pânico? Depressão? Não sei.
Final do ano passado conheci uma pessoa maravilhosa, a gente saiu, nós curtimos muito. Quando ela tava mal eu ia pra casa dela, me preocupava demais. Teve um dia que eu fui lá e ela tava bem mal, numa crise fodida de ansiedade por se sentir sozinha, ela morava solo e estudava pra medicina. Fiquei lá com ela até umas meia noite e decidi chamá-la para dormir comigo em casa, pra tentar ocupar a cabeça e fazer algo diferente, ela topou.
Foi a primeira vez em 24 anos que levei uma mulher pra casa, e a gente não tava nem namorando ainda. Era um sábado, ela dormiu comigo e melhorou bastante, no domingo minha família tava reunida e minha mãe perguntou se a gente queria ir lá, ela hesitou mas decidimos ir, todo mundo tava com a atenção em nós dois pq até então nunca me viram com ninguém, eu tava nervoso mas foi tudo bem, passamos o dia lá com minha família, ela curtiu bastante e voltamos pra casa, deitamos, conversamos um pouco e ela me pediu em namoro. Sinceramente fui pego de surpresa, falei pra ela que não tava satisfeito com umas coisas em mim e achei melhor não oficializarmos naquela hora. Até ai tudo bem, continuamos sem o título de namorados. Gosto dela como nunca gostei de ninguém, pra ficar claro. Só não achei a melhor hora pra aceitar o pedido.
O "problema" é que dois dias depois ela me deu a notícia que tinha passado em medicina em outro estado. E foi. Fiquei muito feliz por ela, que entraria no seu curso dos sonhos mas também fiquei triste por mim - talvez me chamem de egoísta - que acabara de perder uma pessoa que me fez sentir coisas que nunca tinha sentido, que pela primeira vez me faria sentir 100% feliz com minha vida.
No dia que ela foi embora eu me lembrei o que era chorar, na minha vida toda chorei em situações muitíssimo raras, mas assim que entrei no ônibus sentei no fundo, já sabendo o que iria acontecer comigo. Chorei o caminho todo, mais um sentimento novo que ela me fez sentir. Nunca senti a tristeza de uma despedida.
Ela foi para o estado novo e eu comecei a pensar no futuro, valeria a pena um relacionamento à distância? Quando conseguiria vê-la? Será que ela sente o mesmo por mim?
Até hoje penso muito nisso tudo. Após várias conversas mais choradeiras ela preferiu que a gente continuasse a se falar porém não queria nada sério com essa distância. Me deixou livre pra sair com outras pessoas, e ela claro, também. Ainda assim eu queria muito a ver novamente, estava (e estou) morrendo de saudades - outro sentimento que nunca havia sentido tão intensamente. Aliás, essa é a palavra, intensidade. Tudo o que vivemos foi muito intenso, mesmo que breve: as vezes que estávamos juntos, as conversas, os sentimentos.
Ela viajou uma semana antes do carnaval, eu já estava monitorando os preços das passagens aéreas para num futuro próximo matar essa saudade. Mal sabia eu novamente me frustaria com a vida. Pouco tempo tempo o corona vírus começa a assustar o mundo. Tudo e todos pararam. Agora não faço ideia de quando a verei novamente... se ela ainda sente a mesma coisa que eu. Essa é uma pergunta que me faço frequentemente, sou muito inseguro. Acho que ainda não estou preparado para aceitar que talvez a gente não se veja nunca mais. . . Com esse coronavírus comecei a ficar preocupado com mais outras coisas... trabalho no aeroporto, passei umas semanas indo antes de adiantarem minhas férias. Acompanhei a quantidade de vôos ir de centenas por dia para unidades, o movimento reduziu em cerca de 95% no meu trabalho. A equipe é de 5 pessoas e colocaram 3 de férias. Meu retorno é no próximo mas mas não faço ideia se irão me manter oh me demitir. Está tudo muito volátil, trabalho com turismo e essa área está sendo profundamente impactada, não sei como vai ser a volta do movimento no aeroporto. Meses? Anos? Essa incerteza com o futuro está me corroendo por dentro de uma forma que não sei explicar.
Estava pretendendo fazer o curso para virar comissário (trabalhava diretamente com tripulações e achei muito interessante) porém agora também não tenho perspectiva nenhuma. A azul, que é a companhia que mais voa aqui colocou milhares de tripulantes de licença não remunerada, agora há todos esses que já fizeram o curso, a prova da Anac e já possuem experiência numa fila de espera sem previsão de retorno. Não sei se vale a pena fazer o curso e esperar tudo isso melhorar. . . Falando da quarentena, logo no começo tive um episódio leve onde me senti verdadeiramente triste, sem vontade de fazer nada, que durou um ou dois dias. Agora, há poucos momentos atrás tive uma bem mais pesada, onde fiquei pensando sobre tudo na minha vida, minhas relações, meus planos, meu futuro. Acho que o que piorou também foi o fato de ter ido pra emergência com minha mãe recentemente, ela foi tratada e voltou pra casa melhor mas hoje, ela foi novamente para o médico, achava que era a tireóide desregulada, não se sentia bem. Quando voltou me contou que era uma crise de ansiedade, o médico deu 60 dias de atestado.
Meu cachorro também teve que fazer uma cirurgia antes de ontem, e temos que cuidar dele esses dias.
Acho que tudo isso me fez sentir assim.
É isso, acho que me prolonguei muito mais do que queria. Peço desculpas e se você leu até aqui muito obrigado.
TLDR: Conheci uma pessoa massa, quase começamos a namorar mas ela passou no curso em outro estado e foi embora. Pretendia visitá-la mas o corona acabou não só com esses planos mas com minhas perspectivas futuras, trabalho com turismo e não sei como serão os próximos meses. Pretendia fazer o curso pra virar comissário e isso também foi por água a baixo pq agora há milhares deles sem emprego. Minha mãe teve algumas crises de ansiedade e meu cachorro fez uma cirurgia recentemente. Meu pai continua indo trabalhar mesmo sendo grupo de risco.
TLDR do TLDR: estou muito fodido, triste, minha mãe mal; sem mulher, talvez sem emprego e não sei o q vou fazer no futuro.
submitted by gabr10 to brasil [link] [comments]


2020.04.15 21:50 jjdanilo # A garota que eu gosto fez algo muito errado, me ajudem

A história é longa, mas é importante para que vocês entendam o contexto geral da situação
Eu estou junto com uma garota há 7 meses, a gente se conheceu em São Paulo e ficou 4 meses juntos por aqui, só que ela estava morando com a tia, acabou tendo uma discussão feia com ela e teve que voltar para Manaus, para a casa dos pais.
A nossa relação é complicada, a gente esta junto, mas não oficializamos um namoro sério, com aliança e tudo, até porque a gente não teve tempo, aconteceu muita coisa em pouco tempo.
Quando ela estava em São Paulo tudo era muito intenso, ela era uma garota muito sexy(e famosinha no Insta), as nossas discussões giravam em torno dos problemas de redes sociais, não eram discussões tão pesadas, acredito que ciúmes que qualquer casal tenha.
Antes de ela ir para Manaus, eu levei ela para o aeroporto, a gente ficou 4 horas conversando antes dela pegar voo, e uma das coisas que eu perguntei para ela é como ia ser dali pra frente. Eu falei pra ela que considerava ela uma namorada já e ela falou que gostava muito de mim e que se ela ficasse em São Paulo iria querer namorar comigo.
Quando ela foi para Manaus, a gente não parou de se falar, só que agora a gente conversava com menos frequência, as ligações tinham cada vez menos assunto, girava basicamente em torno de falar como foi nosso dia, que a gente se amava, sentia falta das coisas que a gente fazia e planos para se ver no futuro.
Eu estava confortável com a situação, era um relacionamento a distância temporário, então eu não podia esperar muito, embora eu sentisse ela cada vez mais distante, mas isso parecia normal para um relacionamento deste tipo. Até que, semana passada...
De uns 6 dias pra cá ela fez duas coisas muito errada. A primeira foi quando eu estava sem sono, aí umas 4 horas da manhã eu vi um status dela no WhatsApp, uma mensagem sem sentido algum para mim:
"É difícil você ter sentimentos por alguém que sabe que você vai se ferrar no final de tudo"
Certamente isso não foi pra mim, eu não ia me ferrar no final de tudo(só se ela me traísse), quando eu li isso, meu sangue esquentou e eu fui questionar com ela o que era isso. Ela apagou o status e disse que não era nada, e falou para eu esquecer, eu insisti, mas ela não quis falar sobre isso.
Eu chorei muito nesse dia, mas eu gosto muito dela para pensar em terminar, a gente teve algo muito bom no inicio e talvez ela tivesse se arrependido. Eu deixei isso de lado, mas não é algo que se esquece do dia pra noite.
Ai a gente voltou a se falar normal, até que aconteceu a segunda coisa, que foi bem pior....
Bom, eu disse que no início do relacionamento, com menos de um mês juntos, a gente teve uma conversa por causa de uma foto que ela tinha no Instagram na cama com outro cara, não era nude, mas era uma foto bastante íntima, eu falei pra ela tirar essa foto se a gente fosse ficar junto. Eu fui perguntei pra ela se ela ainda tinha sentimentos pelo cara e ela respondeu que não e tirou a foto.
Eu tinha acabado de acordar, e vi essa foto no PERFIL DO WHATSAPP DA GAROTA, eu fiquei puto, soltei a língua mesmo, estava muito nervoso, a conversa foi basicamente assim:
ela: bom dia amor
eu: bom o dia o clho, pq vc ta com um lixo desse no perfil. Não acredito que você tem essa foto ainda, achei que tinha deletado pra sempre. Tu ainda fala com esse cara? Pq tu ta usando isso?
ela: oxe, é só uma foto, não to com ele e nem imaginava que voce ia ficar assim
Ai ela foi lá e colocou nossa foto junto de perfil no WhatsApp
eu: você imaginou que eu ficar como
ela: sei la
eu: nem penso em mim
ela: pensei sim, achei que nao ia ter problema
Então eu fui perguntando e ela se esquivando, o negócio é que não deu em nada, eu falei na hora pra ela não fazer mais isso, nunca mais, pra ela deletar aquela foto, nunca mais iria querer ver aquilo na minha vida.
Ela mostrou o símbolo de uma lixeira, pediu desculpas, e a gente tem conversado pouco desde então.
Eu queria saber o que vocês acham, como vcs teriam reagido, é um negócio que não consigo tirar da cabeça e, inclusive, já tive pesadelos com isso, na minha cabeça isso configura como traição, não sei na de vocês.
Vocês acham que eu to sendo mole demais? Duro demais? Trouxa demais? Isso já aconteceu com vocês? É errado eu querer saber quem é esse cara das fotos? Devo insistir mais nas explicações? Devo deixar de lado? Ou devo terminar?
Preciso da ajuda de vocês...
submitted by jjdanilo to desabafos [link] [comments]


2020.03.13 11:32 corounavairus História de um fim de namoro

Olá pessoas, é o seguinte:
Comecei a namorar muito cedo, com meus 14 anos, e esse relacionamento se estendeu até os meus 21 anos. Passei essa fase de descoberta e amadurecimento todo ao lado dessa pessoa em específico, tivemos nossos bons momentos mas também foi um relacionamento muito abusivo. Ela era muito insegura e projetava as inseguranças em mim, me privava de ter amigos, e como resposta, fazia o mesmo com ela. Até que no final de 2018, fui até a casa dela a ajudar, pois ela tinha depressão e estava muito mal, morava sozinha e tudo mais, então fui dar uma força (na verdade, a casa dela parecia um chernobyl de sujeira, ela tinha um problema na mão o qual ela não resolvia, oferecia ajuda mas ela não aceitava, creio eu que usava isso como válvula de escape para dizer que não fazia nada por conta do problema na mão), sentei pra conversar com ela, perguntei o que estava afligindo ela, pois ela nunca teve problemas com nada a ponto de ser um gatilho para desenvolver uma depressão, logo, eu não entendia bem o porquê dela ficar mal, e sempre projetei que a culpa fosse minha, então nesse dia perguntei se ela era transexual, não sei porquê, mas isso veio em mente, por conta de alguns mínimos sinais, e ela respondeu um "talvez" com jeito de sim. Naquele momento tudo que eu não tinha entendido fez sentido, agora eu entendia o porquê dela sofrer tanto.
Meu mundo caiu naquele momento, não por conta dela ser transexual, pois finalmente percebi o porquê dela sofrer tanto e fiquei triste por isso, mas por conta de quê aquele foi um momento em que a pessoa que até então conhecia morreria. Doeu demais, foi como um luto, escutei até de amigos de que eu não tinha o direito de sofrer pois quem estava sofrendo de verdade era ela. Sentia que não podia sofrer pois isso faria de mim uma pessoa transfóbica. Então fui forte, apesar de ter passado uns dois meses chorando e fiz o que pude pra apoiar minha namorada. Quando ela finalmente resolveu começar os tratamentos hormonais, ela terminou comigo. O dia do término foi uns dos dias mais sofridos pra mim, era final de semestre da faculdade e eu estava passando muito mal, tenho problemas desde a infância com depressão e ansiedade, e só estava aguentando passar por várias coisas turbulentas na minha vida pois iria a um show de uma banda que amo muito em São Paulo, o dia do show foi muito feliz pra mim, sinceramente, fazia tempo que não me sentia bem daquela forma. Logo após o show liguei pra ela pra contar tudo, estava muito feliz, e ela atendeu com uma voz triste e não deu a mínima e falou que tava ocupada. Voltei pra minha cidade no dia seguinte, logo após ter saído do aeroporto ela disse que iria para minha casa, pensei que queria me ver, ela chegou com uma cara muito fechada, e eu estava super animada contando tudo e mostrando fotos e vídeos e ela aparentemente nem aí. Ela pediu pra conversar e terminou comigo. Aquilo me destruiu. Toda a felicidade que vivi naquele show foi embora. Enquanto estávamos sentadas num banquinho que sempre a chamava pra ficar e admirar a vista e relaxar, eu escrevi em dois papeis, como se fosse um decreto que nosso namoro havia terminado, e com um batom, coloquei nossas digitais ali, logo após, rasguei o meu e falei pra ela que esperava que um dia ela rasgasse o dela também. Pois eu a amava muito e não queria isso para a gente.
Bom, ela começou a fazer o tratamento hormonal e começou a se envolver com uma menina que eu já suspeitava durante nosso namoro, sinto que ela terminou comigo pois queria ficar com esta menina sem culpa, porém, a menina se dizia bi, mas na verdade, a menina não a via como menina. Minha ex é uma mulher trans, logo esta menina a enxergava como homem. Ela percebeu isso e um tempo depois voltou a falar comigo, falava que sentia saudade, e a gente se reaproximou.
Bom, resolvemos viajar, eu, ela e mais dois amigos, foi uma viagem horrível, me sentia totalmente excluída, mas acabamos nos aproximando, dormimos na mesma barraca e tudo mais e acabamos transando. Era no meio do mato, então eu estava indo tomar banho de noite, mas meu celular tinha descarregado e n tinha como colocar pra carregar, então pedi o da minha ex emprestado. Só queria a lanterna. Porém ela me deu o celular destravado, e tomei minha pior decisão: olhar a conversa dela com esta menina. Li coisas horríveis que ela disse de mim para esta menina, a menina pedia pra ela passar meu número para me xingar, falava que eu ter sido estuprada era mentira, troca de fotos das duas e coisas assim, não consegui ler muita coisa. Eu só consegui devolver o celular dela com esta conversa aberta e sair correndo no meio do mato. Tomei uma bela de uma queda no meio do escuro e por ali fiquei, chorando. Ela me pediu mil desculpas mas me senti a pior pessoa do universo, e pra falar a verdade até hoje me sinto.
Então, a gente tentou fazer o relacionamento funcionar de novo, ela passou os três meses seguintes na minha casa, porém ela não ajudava em nada, e passava o dia todo deitada lendo webtoon, coisas sobre RPG e assistindo JoJo. Ela dizia que eu não superar este lance dela com a menina estava destruindo a gente, e então eu resolvi me calar e aguentar isso. Mas o peso dela não fazer nada por nós e por ela, e tudo isso me fez pedir pra que ela voltasse pra casa da vó, pois estava no fim do meu semestre e precisava de foco e de tempo para mim. Nesse mesmo momento, uma amiga em comum nossa falou para eu baixar o Tinder, nunca havia utilizado, ela falou que era um bom local para fazer amizades, eu tinha comentado com ela que estava triste pois me sentia isolada. Então baixei aquilo, usava o Tinder ao lado da minha ex, mostrando todas as descrições engraçadas que via. Então ela resolveu baixar também, e bom, logo em seguida ela voltou pra casa da vó.
Então ela mal falava comigo no whatsapp, apesar de passar 100% online. Me tratava bem seco. Eu tinha a chamado para sair e ela negou o convite, tinha planejado pedir ela em namoro oficialmente, e ela sabia disso, e negou. No outro dia perguntei se ela queria terminar comigo, e ela disse que sim, e terminou por whatsapp. Disse que estava sendo algo muito destrutivo. Fiquei muito mal, tentei me matar, pois logo quando nos reaproximamos perguntei se ela realmente queria isso, pois da outra vez que ela terminou comigo, perdi todo meu semestre por causa disso e falei que a faculdade era algo muito importante pra mim para me deixar abalar novamente e fuder tudo de novo. E ela prometeu que queria estar comigo.
Então ela terminou, e continuou falando comigo. Pedi para que nos bloqueássemos porque se não eu não conseguiria a superar, marcamos de nos encontrar um mês depois para conversar. Porém o que aconteceu é que ela se aproximou de uma menina que a minha ''amiga'' que falou para eu baixar o tinder apresentou para ela. (Detalhe: Quando terminei meu namoro, contei para esta amiga que estava muito mal e que queria morrer, ela brigou comigo e falou que eu tinha que me tratar, e que não iria falar mais comigo por um tempo, isto também me magoou demais) 15 dias depois do nosso término, ela já estava namorando outra pessoa. Me bloqueou de absolutamente tudo e disse que não queria falar comigo nunca mais. Sinto que nossos amigos em comum passaram a me tratar diferente também, sinto que me julguem, como se eu tivesse sido transfóbica, ou sei lá, feito algo de ruim pra minha ex, não sei o que ela pode ter dito sobre mim. Não tenho amigos, os que dizia ser meus, na verdade sempre foram dela, só tinha proximidade pois éramos namoradas. Estou completamente sozinha. Me dediquei tanto a este namoro, abri mão de muita coisa, inclusive dos meus estudos, e agora estou aqui, sofrendo. Me sinto um lixo por não superar isso, eu sinto muita falta dela e ainda a amo, ela agora trabalha, tem se virado na vida. Mudou de atitude. Gostaria que ela tivesse feito isso comigo, pensava em ter uma casa com ela, uma família, e lutava por isso, mas a vida é assim, quase nada sai como planejado. É isso aí.
Desculpem meu texto longo.
submitted by corounavairus to desabafos [link] [comments]


2016.05.31 05:48 aikosutcliff [Conselho] Poderiam me ajudar com uma situação difícil?

(Isso é um assunto sério mesmo eu copiando um texto que meu namorado fez e colando aqui) Meu namorado ia postar isso, mas como ele criou uma conta no reddit só pra isso hoje, não tem como postar. Então vou copiar e colar o que ele ia postar: Sou um lurker a um bom tempo e vim pedir ajuda.
Bem, não sei se alguém poderia ajudar com esse tipo de coisa, mas aí vai:
Eu namoro a distância tem 4 anos (eu já a visitei algumas vezes, claro) e minha namorada está tendo momentos difíceis onde ela mora (maus tratos e muito desdém da família com ela) e planeja vir pra cá.
Eu vou ajudar ela com tudo que for possível, mas eu preciso de ajuda com algumas coisas.
O pai dela não é uma pessoa boa, a trata com desdém e a ameaça constantemente deixando ela com medo de acabar nem conseguindo vir, com medo de represália.
Nosso plano é que ela fique aqui, no sentido de morar, especialmente porque a família dela não é razoável e nunca deixou que ela viesse antes por período algum, mesmo me oferecendo a pagar tudo, então temos que evitar o alarde deles no começo (quase uma fuga) mas não sabemos como.
Tenho alguma esperança que a relação da família com ela melhore hora ou outra, mas no momento (e nos ultimos anos), sem chance. Já pensei em diplomacia mas o pai dela não aceita conversa, mesmo eu nunca tendo feito nada pra ele, e obviamente, ele não leva a opinião da filha em conta.
Ela é maior de idade (18, acabados de completar) e eu também (22), e o certo seria ela vir de avião (eu moro em Porto Alegre e ela em SP) mas tenho outras dúvidas nisso: Locomoção até o aeroporto, e se há algum tipo específico de mala mais adequado pra levar o máximo de roupas possivel.
Ela mora bem longe do aeroporto de GRU (na zona oeste de SP, praticamente Barueri) e eu não tenho ideia do quão caro seria um taxi (quase certeza que Uber não vai em aeroporto) até o aeroporto e como pagá lo, já que ela ainda não tem fonte de renda.
A situação é um pouco complicada e não tenho muito a quem perguntar, então peço essa mão a vocês.
submitted by aikosutcliff to brasil [link] [comments]


Mulheres Casadas em Jardim Aeroporto III, para namoro ...