Serviço de encontros branco

Fatinha23 Castelo Branco, 23 anos “A utilização deste site para encontros em Castelo Branco é muito simples. Bastou fazer a minha inscrição gratuita, preencher o meu perfil com informações elementares sobre mim e o tipo de homem que procuro e começou a aventura. Encontros e paquera Portugal. Português mulheres. Warning! DON'T ever send money to someone you meet online! If someone asks you for money, please report the user by using our Report Abuse feature or contact us. Anúncios de encontros Castelo Branco. Milhares de solteiros online. Inscrição gratuita O 9º Encontro de Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares contou, ainda, com o momento cultural “Biblioteca Escolar: espaço de encontros”, pelos alunos do Agrupamento de Escolas D. Sancho I e um momento audiovisual intitulado “O que é que a Biblioteca têm?”, realizado pelo Agrupamento de Escolas de Padre Benjamim Salgado. Homem Procura Homem Anuncios Gratis Encontros. Os cookies ajudam-nos a fornecer, proteger e melhorar os serviços. Ao continuar a usar o nosso site, você concorda com a nossa Política de Cookies . Eva, 36, Ukraine, Kiev, Kiev Height: 5'5' (1 m 67 cm), Weight: 104lbs (47.2 kg) Hair: Branco, Eye: Azul, Religion: Non-believer Children: 0, Language: English, Russian Anúncios de Homens que procuram encontros sexuais com mulheres, homens ou casais para sexo e encontros íntimos. ... Sou jovem de 22 anos bonito com muita tesao e leite para dar grossa ao gosto faço o serviço prefeito basta me contacto por mensagem. Portugal, Coimbra, ... sou rapaz de 25 anos,branco, 23cm de pau, bonito e charmoso ... Mulher Procura Homem Anuncios Gratis Encontros. Os cookies ajudam-nos a fornecer, proteger e melhorar os serviços. Ao continuar a usar o nosso site, você concorda com a nossa Política de Cookies . Anúncios de Casais que procuram encontros sexuais com Homem, para sexo e encontros íntimos. ... Portugal, Castelo Branco, Castelo Branco Casal procura Homem. Um copo de vinho, carícias, sexo e prazer mútuo! Olá! Eu chamo-me Carlota, mas os meus amigos chama-me de Cati, sou uma jovem de 43 anos solteira e sem filhos ambas as situações por ... O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, ontem , no Aeroporto de Lisboa, um homem de 45 anos, por existência de indícios da prática dos crimes de tráfico de seres humanos, auxílio à imigração ilegal e uso de documento alheio.

[Tradução] Os Outros confundiram Waymar Royce com um Stark

2020.07.25 05:31 altovaliriano [Tradução] Os Outros confundiram Waymar Royce com um Stark

Texto original: https://www.reddit.com/asoiaf/comments/9qvrsy/spoilers_extended_the_killing_of_a_range
Autor: u/JoeMagician
Título original: The Killing of a Ranger
[…] Esta é a versão reescrita da minha teoria de 2015, A Cold Death in the Snow: The Killing of a Ranger, com algumas seções novas e conclusões mais bem explicadas, além de um bom e velho tinfoil. E significativamente menos citações, adequações nos spoilers e menos texto em negrito. Eu queria fazer um vídeo da teoria e não estava satisfeito com a versão original, então aqui está uma versão nova e aprimorada como um bônus.
O vídeo completo está aqui, se você preferir assistir, e a versão em podcast aqui, se você preferir ouvir, bem como pode ser encontrada no Google Play e no iTunes.
Aproveite!

Os Três Patrulheiros

Um dos eventos menos compreendidos em ASOIAF acontece exatamente no capítulo de abertura da saga. Waymar Royce, um fidalgo do Vale, e os dois patrulhieros Will e Gared estão perseguindo selvagens saqueadores na Floresta Assombrada. Antes que possamos nos localizar, Waymar é emboscado pelos demônios de gelo conhecidos como Os Outros. Waymar pronuncia sua famosa e incrivelmente foda frase "Dance comigo, então" e começa o duelo. Waymar segura as pontas até que o Outro acerta um golpe, depois zomba do patrulheiro e, finalmente, a espada de Wamyar se quebra contra a lâmina de gelo. Um fragmento perfura o olho de Waymar e o grupo de Outros que se aproxima, cerca-o e mata-o com golpes coordenados. Para piorar, Waymar é reanimado como uma criatura e massacra seu ex-companheiro Will. O outro irmão deles, Gared, escapa do ataque e foge para o Sul até ser capturado em uma fortaleza perto de Winterfell e executado por Ned Stark em razão de ter desertado da Patrulha.
É um prólogo que deixa o leitor com muitas perguntas não respondidas sobre o que acabou de ler. Por que esses patrulheiros foram atacados e por tantos outros? Onde estavam seus servos mortos-vivos que eles normalmente usam para matar? E por que eles estavam duelando com Waymar Royce em particular, um guarda de nenhuma nota em particular em sua primeira missão? Primeiro, vejamos o histórico de Waymar.
Sor Waymar Royce era o filho mais novo de uma Casa antiga com herdeiros demais. Era um jovem atraente de dezoito anos, olhos cinzentos, elegante e esbelto como uma faca. Montado em seu enorme corcel de batalha negro, o cavaleiro elevava-se bem acima de Will e Gared, montadosem seus garranos de menores dimensões. Trajava botas negras de couro, calças negras de lã, luvas negras de pele de toupeira e uma cintilante cota de malha negra e flexível por cima de várias camadas de lã negra e couro fervido. Sor Waymar era um Irmão Juramentado da Patrulha da Noite havia menos de meio ano, mas ninguém poderia dizer que não se preparara para a sua vocação. Pelo menos no que dizia respeito ao guarda-roupa.
(AGOT, Prólogo)
Segundo as informações que recebemos, Waymar foi o terceiro filho do formidável "Bronze" Yohn Royce, lorde de Pedrarruna e da casa Royce. Ninguém sabe ao certo por que Waymar escolheu se juntar à Patrulha. Sendo filho de um Senhor, ele poderia se casar em uma Casa menor e obter suas próprias propriedades, tornar-se um cavaleiro de torneios, visitar Essos e lutar como um mercenário se quisesse. Poderia fazer quase tudo. Em vez disso, escolheu se juntar à Patrulha da Noite. E Waymar é muito bonito, Sansa Stark se apaixonou por ele à primeira vista:
Foi hóspede em Winterfell quando o filho foi para o Norte vestir o negro – tinha uma tênue lembrança de ter se apaixonado perdidamente por Sor Waymar.
(AFFC, Alayne I)
Gared e Will são um pouco menos ilustres. Will é um caçador furtivo apanhado por Lord Mallister e escolheu a Muralha em vez de perder a mão. Gared ingressou na Patrulha quando menino e é patrulheiro há quarenta anos. Senhor comandante Mormont fala muito bem deles.
Mormont pareceu quase não ouvi-lo. O velho aquecia as mãos no fogo.
Enviei Benjen Stark em busca do filho de Yohn Royce, perdido em sua primeira patrulha. O rapaz Royce estava verde como a grama de verão, mas insistiu na honra de seu próprio comando, dizendo que lhe era devido enquanto cavaleiro. Não desejei ofender o senhor seu pai e cedi. Enviei-o com dois homens que considerava dos melhores que temos na Patrulha. Mas fui tolo.
(AGOT Tyrion III)

A Missão

Agora que estamos mais familiarizados com esses patrulheiros, vamos abordar a explicação mais simples: que foi um encontro acidental entre os Outros e os patrulheiros. Talvez os Outros estivessem viajando pela floresta para se encontrar com Craster e acidentalmente encontraram três patrulheiros. Faz sentido. Os Outros e os patrulheiros são inimigos históricos. No entanto, existem grandes problemas nisso. O primeiro é quando Royce e companhia alcançam suas presas, os saqueadores já foram transformados em criaturas.
Prestou atenção à posição dos corpos?
Will encolheu os ombros.
Um par deles está sentado junto ao rochedo. A maioria está no chão. Parecem caídos.
Ou adormecidos – sugeriu Royce.
Caídos – insistiu Will. – Há uma mulher numa árvore de pau-ferro, meio escondida entre os galhos. Uma olhos-longos – ele abriu um tênue sorriso. – Assegurei-me de que não conseguiria me ver. Quando me aproximei, notei que ela também não se movia – e sacudiu-se por um estremecimento involuntário.
Está com frio? – perguntou Royce.
Um pouco – murmurou Will. – É o vento, senhor.
O jovem cavaleiro virou-se para seu grisalho homem de armas. Folhas pesadas de geada suspiravam ao passar por eles, e o corcel de batalha movia-se de forma inquieta.
Que lhe parece que possa ter matado aqueles homens, Gared? – perguntou Sor Waymar com ar casual, arrumando o longo manto de zibelina.
Foi o frio – disse Gared com uma certeza férrea. – Vi homens congelar no inverno passado e no outro antes desse, quando eu era pequeno.
Waymar, porém, percebe algo errado na avaliação de Gared. Está quente demais para a estação, tanto que o Muralha está derretendo ou "chorando".
Se Gared diz que foi o frio… – começou Will.
Você fez alguma vigia nesta última semana, Will?
Sim, senhor – nunca havia uma semana em que ele não fizesse uma maldita dúzia de vigias.
Aonde o homem queria chegar?
E em que estado encontrou a Muralha?
Úmida – Will respondeu, franzindo a sobrancelha. Agora que o nobre o fizera notar, via os fatos com clareza. – Eles não podem ter congelado. Se a Muralha está úmida, não podem. O frio não é suficiente.
Royce assentiu.
Rapaz esperto. Tivemos alguns frios passageiros na semana passada, e uma rápida nevasca de vez em quando, mas com certeza não houve nenhum frio suficientemente forte para matar oito homens adultos.
Os saqueadores morrem congelados com o tempo quente demais. Como leitores, sabemos que os Outros têm controle sobrenatural sobre o frio, indicando que eles são os assassinos. E então, quando Waymar e Will voltam, descobrem que os corpos desapareceram.
O coração parou em seu peito. Por um momento, não se atreveu a respirar. O luar brilhava acima da clareira, sobre as cinzas no buraco da fogueira, sobre o abrigo coberto de neve, sobre o grande rochedo e sobre o pequeno riacho meio congelado. Tudo estava como estivera algumas horas antes.
Eles não estavam lá. Todos os corpos tinham desaparecido.

A Armadilha

O curioso Waymar morde a isca e a armadilha foi ativada. Will, de seu ponto estratégico em cima de uma árvore, vê seus predadores desconhecidos emergirem da floresta. (AGOT, Prólogo)
Uma sombra emergiu da escuridão da floresta. Parou na frente de Royce. Era alta, descarnada e dura como ossos velhos, com uma carne pálida como leite. Sua armadura parecia mudar de cor quando se movia; aqui era tão branca como neve recém-caída, ali, negra como uma sombra, por todo o lado salpicada com o escuro cinza-esverdeado das árvores. Os padrões corriam como o luar na água a cada passo que dava.
Will ouviu a exalação sair de Sor Waymar Royce num longo silvo. [...]
Emergiram em silêncio, das sombras, gêmeos do primeiro. Três… quatro… cinco… Sor Waymar talvez tivesse sentido o frio que vinha com eles, mas não chegou a vê-los, não chegou a ouvi-los. Will tinha de chamá-lo. Era seu dever. E sua morte, se o fizesse. Estremeceu, abraçou a árvore e manteve o silêncio.
Os Outros armaram uma armadilha para esses patrulheiros e a puseram em ação, não foi um encontro casual. Eles estão apenas tentando matar todos os membros da Patrulha da Noite que puderem? Eu não acredito nisso. Will e Waymar são mortos na Floresta Assombrada, mas o terceiro corvo, Gared, consegue escapar dos Outros. Ele corre para o sul até ser pego pelos Starks e decapitado por Lorde Eddard por deserção.
Há seis Outros não feridos, camuflados e ansiosos para matar ali mesmo com ao menos dez criaturas (incluindo Waymar e Will) e eles deixam de perseguir Gared. Matá-lo seria fácil e rápido, e ainda assim eles não o fazem. Isso não aconteceria se eles estivesse apenas tentando empilhar corpos de patrulheiros.

Claro que Craster está envolvido

A única conclusão que resta é que todo o cenário não era uma armadilha para três homens da Patrulha da Noite, e sim uma armadilha para um patrulheiro em particular: Waymar Royce. Ele é escolhido pelos Outros para um duelo individual por sua vida. Mas por quê? Waymar não é nada de especial na Patrulha. Enquanto isso, Gared e Will são veteranos nas terras além da Muralha. Eles seriam os maiores prêmios, taticamente falando. Como os Outros sequer poderiam saber como procurar por Waymar?
Me perdoará por isso, se tiver lido minhas outras teorias, mas mais uma vez, a resposta é Craster. Waymar, Will e Gared passaram pelo menos uma noite na fortaleza de Craster enquanto rastreavam os selvagens saqueadores.
Lorde Mormont disse:
Ben andava à procura de Sor Waymar Royce, que tinha desaparecido com Gared e o jovem Will.
Sim, desses três me lembro. O fidalgo não era mais velho do que um destes cachorros. Orgulhoso demais para dormir debaixo do meu teto, aquele, com seu manto de zibelina e aço negro. Ainda assim, minhas mulheres ficaram de olho grande – olhou de soslaio a mais próxima das mulheres. – Gared disse que iam caçar salteadores. Eu lhe disse que com um comandante assim tão verde era melhor que não os pegassem. Gared não era mau para um corvo.
(ACOK Jon III)
Observa-se aqui que Craster só fala sobre Gared e Waymar, não sobre Will. E Will é um patrulheiro veterano, alguém que Craster provavelmente já conheceria, mas é deixado de fora. Craster lembra Waymar com riqueza de detalhes, concentrando-se em suas roupas finas e boa aparência. Craster se concentrou muito em Waymar, mas quando perguntado sobre para onde os patrulheiros estavam indo quando partiram, Craster responde (ACOK Jon III):
Quando Sor Waymar partiu, para onde se dirigiu?
Craster encolheu os ombros:
Acontece que tenho mais que fazer do que tratar das idas e vindas dos corvos.
Craster não tem coisas melhores para fazer, seus dias giram em torno de ficar bêbado e ser um humano terrível para com suas "esposas". E ele se contradiz, alegando não ter interesse nos patrulheiros ao mesmo tempo que discorre em detalhes sobre Royce. Dado o relacionamento muito próximo de Craster com os Outros (organizando um acordo em que ele dá seus filhos em troca de proteção), esse encontro casual foi o que deu início à cadeia de eventos que levaram à morte de Waymar. Craster viu algo importante em Waymar Royce, algo em que os Outros prestaram muita atenção e agiram de maneira dramática.

A aparência de um Stark

Vamos analisar rapidamente o que Craster poderia ter aprendido. Com suas próprias palavras, ele percebe que Waymar é de alto nascimento. Não é uma informação particularmente valiosa, existem muitos patrulheiros e membros da Patrulha bem nascidos e os Outros não criaram armadilhas individuais para eles até onde sabemos.
Ele poderia ter ficado sabendo que Waymar era da Casa Royce e do Vale. Não há outros homens dos Royces na Patrulha, mas há outro patrulheiro chamado Tim Stone, do Vale. Tim sobrevive à Grande Patrulha e ainda está vivo no final do Festim dos Corvos, então essa parece uma explicação improvável. Talvez ser Royce tenha feito os Outros ficarem atentos. Os Royces tem sangue de Primeiros Homens, uma casa antiga que remonta às brumas da história. Talvez algum tipo de rancor?
Existe algo em seu comportamento? Waymar é altivo e autoconfiante, repele as pessoas com uma atitude de superioridade. Isso aborreceu Craster, mas duvido que os Outros chegariam em força para acalmar um leve aborrecimento do gerente de fábrica de bebês. O quanto eles demonstram interesse em Waymar implica que o que Craster disse a eles foi uma informação suculenta e importante que o atraiu de forma intensa. O que nos resta é a aparência de Waymar (AGOT, Prólogo):
Era um jovem atraente de dezoito anos, olhos cinzentos, elegante e esbelto como uma faca.
Olhos cinzentos, esbeltos, graciosos. Esta é uma descrição que é usada apenas um capítulo depois com um personagem muito famoso (AGOT, Bran I):
Podia-se ver em seus olhos, Stark – os de Jon eram de um cinza tão escuro que pareciam quase negros, mas pouco havia que não vissem. Tinha a mesma idade que Robb, mas os dois não eram parecidos. Jon era esguio e escuro, enquanto Robb era musculoso e claro; este era gracioso e ligeiro; seu meio-irmão, forte e rápido.
Waymar se parece com Jon Snow. Os outros membros conhecidos da Casa Royce que não ficaram grisalhos (Myranda Royce e seus "espessos cachos cor de avelã" e Albar Royce e seus "ferozes suíças negras") têm cabelo preto ou marrom. É lógico que Waymar tambémteria dada a predominância de cabelos escuros nas famílias. A arte oficial dos fundos dos calendários confirma isso, com GRRM aprovando os cabelos pretos de Waymar. Mas Craster não conhece Jon Snow no momento, então por que a comparação importa? A resposta vem da primeira interação de Craster com Jon Snow (ACOK, Jon III):
Quem é este aí? – Craster perguntou, antes que Jon pudesse se afastar. – Tem o ar dos Stark.
É o meu intendente e escudeiro, Jon Snow.
Quer dizer então que é um bastardo? – Craster olhou Jon de cima a baixo. – Se um homem quer se deitar com uma mulher, parece que a devia tomar como esposa. É o que eu faço – enxotou Jon com um gesto. – Bom, corre a cuidar do seu serviço, bastardo, e vê se esse machado está bom e afiado, que não tenho serventia para aço cego.
Craster de relance reconhece Jon corretamente como tendo a aparência de um Stark. Ele não fala isso de novo com mais ninguém que conhece nos capítulos que aparece, ninguém menciona isso depois, é a única vez que Craster diz que alguém se parece com uma família em particular. Ele sabe que aparência os Starks devem ter, e isso é confirmado por outros personagens. Uma de suas características definidoras, mencionadas muitas vezes, são os olhos cinzentos.
Catelyn lembrando Brandon Stark (AGOT, Catelyn VII):
E seu prometido a olhou com os frios olhos cinzentos de um Stark e lhe prometeu poupar a vida do rapaz que a amava.
Jaime Lannister lembrando Ned Stark na época da rebelião (ASOS, Jaime VI):
Lembrou-se de Eddard Stark, percorrendo a cavalo todo o comprimento da sala do trono de Aerys, envolto em silêncio. Só seus olhos tinham falado; olhos de senhor, frios, cinzentos e cheios de julgamento.
Theon lembrando qual deveria ser a aparência de Arya. (ADWD, Fedor II)
Arya tinha os olhos do pai, os olhos cinzentos dos Stark. Uma garota da idade dela podia deixar o cabelo crescer, adicionar uns centímetros à altura, ver os seios aumentarem, mas não podia mudar a cor dos olhos.
Tyrion Lannister reconhece Jon como tendo a aparência Stark também (AGOT, Tyrion II):
O rapaz absorveu tudo aquilo em silêncio. Possuía o rosto dos Stark, mesmo que não tivesse o nome: comprido, solene, reservado, um rosto que nada revelava.
Pelo reconhecimento correto de Craster e dos monólogos internos de Tyrion e Catelyn, parecer um verdadeiro "Stark" significa que você deve ter olhos cinzentos, cabelos castanhos escuros ou pretos e um rosto longo e solene. Waymar Royce tem três destas quatro características. No entanto ele poderia ter todas, se você considerar o rosto de seu pai um indicativo do aspecto do rosto de Waymar (AFFC, Alayne I):
Os últimos a chegar foram os Royce, Lorde Nestor e Bronze Yohn. O Senhor de Pedrarruna era tão alto quanto Cão de Caça. Embora tivesse cabelos grisalhos e rugas no rosto, Lorde Yohn ainda parecia poder quebrar a maior parte dos homens mais novos como se fossem gravetos nas suas enormes mãos nodosas. Seu rosto vincado e solene trouxe de volta todas as memórias de Sansa do tempo que passara em Winterfell.
O mesmo rosto solene que você procuraria em um Stark. Seu rosto até a lembra de Winterfell e, presumivelmente, de seu pai. Acredito que foi isso que Craster viu em Waymar e que ele alertou os Outros a respeito. Ele tinha visto alguém que se parece muito com um Stark, de alto nascimento e jovem. Isso se encaixa em um perfil importante para os Outros, pois eles entram em ação, preparando sua armadilha para Waymar. Infelizmente, Waymar não é um Stark de verdade, mas ele parece próximo o suficiente para enganar Craster e os Outros.

O Royce na Pele de Lobo

No entanto, Craster não está totalmente errado sobre Waymar ser parecido com um Stark. Os Starks e Royces se casaram recentemente. Beron Stark, tetravô de Jon, casou-se com Lorra Royce. E sua neta, Jocelyn Stark, filha de William Stark e Melantha Blackwood, casou-se com Benedict Royce, dos Royces dos Portões da Lua. Via Catelyn descobrimos onde no Vale seus filhos se casaram:
O pai do seu pai não tinha irmãos, mas o pai dele tinha uma irmã que se casou com um filho mais novo de Lorde Raymar Royce, do ramo menor da casa. Eles tiveram três filhas, todas as quais casaram com fidalgos do Vale. Um Waynwood e um Corbray comc erteza. A mais nova... pode ter sido um Templeton, mas...
(ASOS Catelyn V)
Este é o ramo errado da casa Royce, no entanto, suas filhas todas se casaram com outras famílias nobres, tornando possível que o sangue Stark chegasse, através de casamentos políticos, ao ramo principal da família e Waymar. Sabemos muito pouco sobre a árvore genealógica Royce para além dos membros atuais, nem sabemos o nome ou a casa da esposa de Yohn Royce.
No meu vídeo The Wild Wolves: The Children of Brandon Stark , proponho que Waymar seja realmente um bastardo secreto dos Stark na casa Royce. Há uma quantidade razoável de conexões entre o Lobo Selvagem e Waymar, particularmente sua coragem e sua busca por aventura. Se essa teoria fosse verdadeira, fortaleceria o raciocínio por trás do ataque dos Outros a Waymar, pois ele pode ser um Stark em tudo menos no nome. Você pode imaginar que, enquanto Waymar, Will e Gared estavam andando pela Floresta Assombrada, os Outros seguiam silenciosamente, inspecionando Waymar de longe e ficando excitados por terem encontrado quem procuravam. Talvez eles pudessem sentir o cheiro do sangue do lobo nele.
É minha conclusão que Waymar Royce foi morto pelos Outros por engano, devido às informações incorretas de seu batedor de reconhecimento Stark (Craster). Waymar foi morto por não ser o cara certo. Mas a partir da armadilha e da situação que os Outros criaram, podemos descobrir quem eles esperavam encontrar.

O teste e o ritual

Primeiro, eles montam uma armadilha elaborada usando criaturas para enganar os patrulheiros. A partir disso, podemos concluir que eles esperavam que seu alvo fosse muito cauteloso e inteligente. Caso contrário, eles poderiam simplesmente encontrá-los à noite e se esgueirar para matar. Eles acreditavam que precisavam prender os Stark que estavam caçando.
Segundo, o número de Outros que aparecem. Seis outros aparecem, uma grande quantidade deles para uma disputa que ser espadachins aparentemente experientes. Mais tarde na história, os Outros apenas enviam um para matar pelo menos três membros da Patrulha da Noite, mas Sam o mata com uma adaga de obsidiana. Para Waymar, eles enviam seis. Se você quer alguém para assistir ao duelo, você envia um ou dois extras. Outros cinco implicam que a pessoa que você duelará terá muito sucesso. Você está prevendo que essa pessoa provavelmente matará vários Outros antes que a luta termine. Eles o temem e o respeitam. No entanto, eles descobrem que essas suposições não são verdadeiras. Primeiro, eles verificam a espada de Waymar quando ele a levanta, quase que temendo-a.
Sor Waymar enfrentou o inimigo com bravura.
Neste caso, dance comigo.
Ergueu a espada bem alto, acima da cabeça, desafiador. As mãos tremiam com o peso da arma, ou talvez devido ao frio. Mas naquele momento, pensou Will, Sor Waymar já não era um rapaz, e sim um homem da Patrulha da Noite. O Outro parou. Will viu seus olhos, azuis, mais profundos e mais azuis do que quaisquer olhos humanos, de um azul que queimava como gelo. Will fixou-se na espada que estremecia, erguida, e observou o luar que corria, frio, ao longo do metal. Durante um segundo, atreveu-se a ter esperança.
Quando estão certos de que a espada não está prestes a explodir em chamas como Luminífera, eles seguem em frente e testam suas habilidades com a lâmina.
Então, o golpe de Royce chegou um pouco tarde demais. A espada cristalina trespassou a cota de malha por baixo de seu braço. O jovem senhor gritou de dor. Sangue surgiu por entre os aros, jorrando no ar frio, e as gotas pareciam vermelhas como fogo onde tocavam a neve. Os dedos de Sor Waymar tocaram o flanco. Sua luva de pele de toupeira veio empapada de vermelho.
O Outro disse qualquer coisa numa língua que Will não conhecia; sua voz era como o quebrar do gelo num lago de inverno, e as palavras, escarnecedoras.
(AGOT, Prólogo):
O Outro acerta um golpe, e você quase pode dizer o que ele está dizendo. "Esse cara não deveria ser um lutador incrível?" Então eles executam outro teste
Quando as lâminas se tocaram, o aço despedaçou-se.
Um grito ecoou pela noite da floresta, e a espada quebrou-se numa centena de pedaços, espalhando os estilhaços como uma chuva de agulhas. Royce caiu de joelhos, guinchando, e cobriu os olhos. Sangue jorrou-lhe por entre os dedos.
Os observadores aproximaram-se uns dos outros, como que em resposta a um sinal. Espadas ergueram-se e caíram, tudo num silêncio mortal.
Era um assassinato frio. As lâminas pálidas atravessaram a cota de malha como se fosse seda. Will fechou os olhos. Muito abaixo, ouviu as vozes e os risos, aguçados como pingentes.
(AGOT, Prólogo)
O sinal da morte de Waymar é que sua espada se quebra no frio. Eles esperam que Waymar tenha uma espada que resista a seus ataques frios, pelo menos de aço valiriano. Quando sua espada não o resiste, eles estão convencidos de que Waymar não é quem eles querem e o matam.
Vale a pena prestar muita atenção em quão estranhos esses comportamentos são baseados em como os Outros atacam, como evidenciado mais adiante na história. Em seu ataque ao Punho dos Primeiros Homens, não há Outros à vista, eles usam exclusivamente criaturas. Da mesma forma, eles usam criaturas para expulsar Sam e Gilly do motim na fortaleza de Craster. Quando Sam mata um com sua adaga de obsidiana, apenas um Outro considera uma luta fácil encarar três homens da Patrulha da Noite. Na tentativa de matar Jeor Mormont e Jeremy Rykker, esta missão é dada a duas criaturas sozinhas.
Eles operam como fantasmas, matando nas sombras em sua camuflagem gelada e deixando seus fantoches fazerem seu trabalho sujo. Mas aqui eles abandonam totalmente seu comportamento furtivo. Isso implica que isso foi incrivelmente importante para eles, e a organização parece um ritual ou cerimônia de algum tipo.
Há mais uma coisa em que os Outros têm seus olhos treinados. Depois que Waymar recebe seu ferimento, seu sangue começa a escorrer para a luva e depois sangra abertamente do lado dele. O que está acontecendo até agora pode ser apenas um caso de identificação incorreta de Stark por Craster. Esse detalhe, no entanto, nos dá uma imagem muito diferente. Isso nos diz que eles estão procurando Jon Snow sem saber o nome dele. Deixe-me explicar.
No final de A Dança dos Dragões, Jon é morto por seus irmãos da Patrulha da Noite e sente o frio da morte sobre ele. No programa de TV, Jon é ressuscitado por Melisandre praticamente a mesma pessoa que ele era, com algumas cicatrizes retorcidas. O mesmo vale para Beric Dondarrion, cujos próprios retornos da morte servem como preparação para Jon. Em uma entrevista à Time Magazine, George conta uma história muito diferente sobre como o corpo de Beric funciona.
[…] o pobre Beric Dondarrion, que serviu de prenúncio [foreshadowing] de tudo isso, toda vez que ele é um pouco menos Beric. Suas memórias estão desaparecendo, ele tem todas aquelas cicatrizes, está se tornando cada vez mais hediondo, porque ele não é mais um ser humano vivo. Seu coração não está batendo, seu sangue não está fluindo em suas veias, ele é uma criatura [wight], mas uma criatura animado pelo fogo, e não pelo gelo, e agora estamos voltando a toda essa coisa de fogo e gelo.
Isso é parecido com o que o personagem conhecido como Mãos-Frias diz a Bran, que tem isso a dizer sobre sua própria versão dos mortos-vivos e como seu corpo se saiu.
O cavaleiro olhou as mãos, como se nunca as tivesse notado antes.
Assim que o coração para de bater, o sangue do homem corre para as extremidades, onde engrossa e congela. – Sua voz falhava na garganta, tão fina e fraca como ele. – As mãos e os pés incham e ficam negros como chouriço. O resto dele torna-se branco como leite.
(ADWD, Bran I)
O que estão nos mostrando é que, após a ressurreição, os corpos dessas pessoas estão sendo mantidos em um estado de animação suspensa. Eles não bombeiam mais sangue, raramente precisam de comida ou sono, podem até não envelhecer. Quando o sangue bombeia quente do flanco de Waymar, os Outros podem ver que ele não está morto-vivo, como Jon provavelmente estará nos próximos livros.
Some todos esses indícios. Eles estavam procurando por uma espada que fosse resistente à sua magia, certamente aço valiriano como a espada Garralonga que Jon Snow empunha. Eles querem um jovem de cabelos escuros, longos traços faciais e olhos cinzentos de um Stark. Novamente um sinal fúnebre para Jon Snow. Eles querem alguém cujo sangue não flua mais quente. Isso nos dá um indício de que, no futuro, Jon estará sendo procurado por ele; passada sua morte e ressurreição na Muralha.

Um destino escrito em gelo e fogo

Como poderia ser assim? Como os Outros poderiam saber quem é Jon, como ele é e por que ele é importante para eles? A chave para o mistério é o fato de que os Outros foram feitos pelos Filhos da Floresta, e toda a linguagem simbólica e descritiva ao seu redor indica que eles vêm e extraem poderes dos Bosques. E sabemos o que isso significa: visão verde e sonhos verdes. Ou visão de gelo. Semelhante ao que vemos em personagens como Bran, Jojen, Melisandre, Cara-Malhada e muito mais. Acesso a um mundo de sonhos sem tempo com características altamente simbólicas. Como exemplo, é assim que Jojen interpreta Bran em seus sonhos.
Os olhos de Jojen eram da cor do musgo, e às vezes, quando se fixavam, pareciam estar vendo alguma outra coisa. Como acontecia agora.
Sonhei com um lobo alado preso à terra por correntes de pedra cinza – ele disse. – Era um sonho verde, por isso soube que era verdade. Um corvo estava tentando quebrar suas correntes com bicadas, mas a pedra era dura demais, e seu bico só conseguia arrancar lascas.
(ACOK, Bran IV)
A natureza incerta do mundo dos sonhos verdes torna perfeitamente compreensível como os Outros poderiam confundir Waymar com Jon. Eles podem tê-lo visto apenas em flashes, seu rosto obscurecido, seu nome desconhecido, seu período exato incerto. Lembre-se de quantos problemas os Targaryens, valirians, Melisandre e muitos outros tentaram adivinhar quando o Príncipe prometido chegaria, interpretando a estrela que sangrava e o nascimento em meio a sal e fumaça "criativamente" ao longo de sua história. Os Outros podem estar fazendo a mesma coisa com quem vêem no futuro, e há um sonho em particular que pode aterrorizá-los. O sonho de Jon.
Flechas incendiárias assobiaram para cima, arrastando línguas de fogo. Irmãos espantalhos caíram, seus mantos negros em chamas. Snow, uma águia gritou, enquanto inimigos escalavam o gelo como aranhas. Jon estava com uma armadura de gelo negro, mas sua lâmina queimava vermelha em seu punho. Conforme os mortos chegavam ao topo da Muralha, ele os enviava para baixo, para morrer novamente. Matou um ancião e um garoto imberbe, um gigante, um homem magro com dentes afiados, uma garota com grossos cabelos vermelhos. Tarde demais, reconheceu Ygritte. Ela se foi tão rápido quanto aparecera.
O mundo se dissolveu em uma névoa vermelha. Jon esfaqueava, fatiava e cortava. Atingiu Donal Noye e tirou as vísceras de Dick Surdo Follard. Qhorin Meia-Mão caiu de joelhos, tentando, em vão, estancar o fluxo de sangue do pescoço.
Sou o Senhor de Winterfell – Jon gritou. Robb estava diante dele agora, o cabelo molhado com neve derretida. Garralonga cortou sua cabeça fora.
(ADWD, Jon XII)
Jon vestido com uma armadura de gelo empunhando uma espada flamejante, lutando sozinho contra as hordas de mortos-vivos, matando repetidas vezes sua própria família, entes queridos e irmãos. Essa pessoa seria sem dúvida um problema para os Outros. Ou eles podem ter visto a visão igualmente aterrorizante de Melisandre sobre Jon.
As chamas crepitavam suavemente, e em seu crepitar ela ouviu uma voz sussurrando o nome de Jon Snow. Seu rosto comprido flutuou diante dela, delineado em chamas vermelhas e laranja, aparecendo e desaparecendo novamente, meio escondido atrás de uma cortina esvoaçante. Primeiro ele era um homem, depois um lobo, no fim um homem novamente. Mas as caveiras estavam ali também, as caveiras estavam todas ao redor dele.
(ADWD, Melisandre I)
Jon e Waymar também incorporam traços clássicos do Último Herói, a pessoa que de alguma forma terminou a Longa Noite. Waymar até parece animado quando percebe que os invasores podem ter sido mortos pelos Outros. Conforme a Velha Ama,
[…] o último herói decidiu procurar os filhos da floresta, na esperança de que sua antiga magia pudesse reconquistar aquilo que os exércitos dos homens tinham perdido. Partiu para as terras mortas com uma espada, um cavalo, um cão e uma dúzia de companheiros. Procurou durante anos, até perder a esperança de chegar algum dia a encontrar os filhos da floresta em suas cidades secretas. Um por um os amigos morreram, e também o cavalo, e por fim até o cão, e sua espada congelou tanto que a lâmina se quebrou quando tentou usá-la. E os Outros cheiraram nele o sangue quente e seguiram-lhe o rastro em silêncio, perseguindo-o com matilhas de aranhas brancas, grandes como cães de caça…
(AGOT, Bran IV)
A missão Outros pode ser tão simples quanto garantir que o Último Herói nunca chegue aos Filhos da Floresta novamente, que não haverá salvação para os homens desta vez. Eles também cercaram a caverna de Corvo de Sangue, talvez como mais uma defesa contra o Herói que se aproximava deles. Enquanto os humanos consideram o Último Herói como uma lenda de grandes realizações, para os Outros ele seria o Grande Outro, a versão deles do Rei da Noite. Um demônio que acabou com suas ambições, um monstro com uma espada que os destrói com um toque e é incansável, destemido. Faz sentido que, se pensassem que haviam encontrado essa pessoa, eles trariam um grande número de si mesmos para o duelo. É o medo que os fez ser tão cautelosos com Waymar. Medo de terem encontrado seu verdadeiro inimigo mais uma vez. O demônio da estrela que sangra, um monstro feito de fumaça e sal com uma espada flamejante.
E a pergunta permanece: quando eles finalmente encontrarem essa pessoa, o que farão com ela? Vimos alguém falhar nos testes, que teve uma morte rápida e brutal. E se ocorrer um sucesso? Eles vão matá-lo de novo? Manterão Jon refém? Irão convertê-lo em seu novo rei do inverno? Desfilarão seu corpo eterno na frente de seus exércitos? Ainda podemos descobrir quando os Ventos do Inverno soprarem e o lobo branco finalmente uive.
TL;DR - Waymar foi morto porque Craster o achou muito parecido com um jovem e bem nascido patrulheiro Stark, um perfil que combina com Jon Snow. Os Outros podem até estar procurando especificamente Jon Snow por visões ou sonhos verdes com o mesmo empenho com que o mundo dos vivos está procurando por Azor Ahai e o Príncipe Prometido.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.07.23 10:09 diplohora Mes estudos para o CACD - Bruno Pereira Rezende

Livro do diplomata Bruno Pereira Rezende
INTRODUÇÃO
📷📷Desde quando comecei os estudos para o Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), li dezenas de recomendações de leituras, de guias de estudos extraoficiais, de dicas sobre o concurso, sobre cursinhos preparatórios etc. Sem dúvida, ter acesso a tantas informações úteis, vindas de diversas fontes, foi fundamental para que eu pudesse fazer algumas escolhas certas em minha preparação, depois de algumas vacilações iniciais. Mesmo assim, além de a maioria das informações ter sido conseguida de maneira dispersa, muitos foram os erros que acho que eu poderia haver evitado. Por isso, achei que poderia ser útil reunir essas informações que coletei, adicionando um pouco de minha experiência com os estudos preparatórios para o CACD neste documento.
Além disso, muitas pessoas, entre conhecidos e desconhecidos, já vieram me pedir sugestões de leituras, de métodos de estudo, de cursinhos preparatórios etc., e percebi que, ainda que sempre houvesse alguma diferenciação entre as respostas, eu acabava repetindo muitas coisas. É justamente isso o que me motivou a escrever este documento – que, por não ser (nem pretender ser) um guia, um manual ou qualquer coisa do tipo, não sei bem como chamá-lo, então fica como “documento” mesmo, um relato de minhas experiências de estudos para o CACD. Espero que possa ajudar os interessados a encontrar, ao menos, uma luz inicial para que não fiquem tão perdidos nos estudos e na preparação para o concurso.
Não custa lembrar que este documento representa, obviamente, apenas a opinião pessoal do autor, sem qualquer vínculo com o Ministério das Relações Exteriores, com o Instituto Rio Branco ou com o governo brasileiro. Como já disse, também não pretendo que seja uma espécie de guia infalível para passar no concurso. Além disso, o concurso tem sofrido modificações frequentes nos últimos anos, então pode ser que algumas coisas do que você lerá a seguir fiquem ultrapassadas daqui a um ou dois concursos. De todo modo, algumas coisas são básicas e podem ser aplicadas a qualquer situação de prova que vier a aparecer no CACD, e é necessário ter o discernimento necessário para aplicar algumas coisas do que falarei aqui a determinados contextos. Caso você tenha dúvidas, sugestões ou críticas, fique à vontade e envie-as para [[email protected] ](mailto:[email protected])(se, por acaso, você tiver outro email meu, prefiro que envie para este, pois, assim, recebo tudo mais organizado em meu Gmail). Se tiver comentários ou correções acerca deste material, peço, por favor, que também envie para esse email, para que eu possa incluir tais sugestões em futura revisão do documento.
Além desta breve introdução e de uma também brevíssima conclusão, este documento tem quatro partes. Na primeira, trato, rapidamente, da carreira de Diplomata: o que faz, quanto ganha, como vai para o exterior etc. É mais uma descrição bem ampla e rápida, apenas para situar quem, porventura, estiver um pouco mais perdido. Se não estiver interessado, pode pular para as partes seguintes, se qualquer prejuízo para seu bom entendimento. Na segunda parte, trato do concurso: como funciona, quais são os pré-requisitos para ser diplomata, quais são as fases do concurso etc. Mais uma vez, se não interessar, pule direto para a parte seguinte. Na parte três, falo sobre a preparação para o concurso (antes e durante), com indicações de cursinhos, de professores particulares etc. Por fim, na quarta parte, enumero algumas sugestões de leituras (tanto próprias quanto coletadas de diversas fontes), com as devidas considerações pessoais sobre cada uma. Antes de tudo, antecipo que não pretendo exaurir toda a bibliografia necessária para a aprovação, afinal, a cada ano, o concurso cobra alguns temas específicos. O que fiz foi uma lista de obras que auxiliaram em minha preparação (e, além disso, também enumerei muitas sugestões que recebi, mas não tive tempo ou vontade de ler – o que também significa que, por mais interessante que seja, você não terá tempo de ler tudo o que lhe recomendam por aí, o que torna necessário é necessário fazer algumas escolhas; minha intenção é auxiliá-lo nesse sentido, na medida do possível).
Este documento é de uso público e livre, com reprodução parcial ou integral autorizada, desde que citada a fonte. Sem mais, passemos ao que interessa.
Parte I – A Carreira de Diplomata
INTRODUÇÃO
Em primeiro lugar, rápida apresentação sobre mim. Meu nome é Bruno Rezende, tenho 22 anos e fui aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD) de 2011. Sou graduado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (turma LXII, 2007-20110), e não tinha certeza de que queria diplomacia até o meio da universidade. Não sei dizer o que me fez escolher a diplomacia, não era um sonho de infância ou coisa do tipo, e não tenho familiares na carreira. Acho que me interessei por um conjunto de aspectos da carreira. Comecei a preparar-me para o CACD em meados de 2010, assunto tratado na Parte III, sobre a preparação para o concurso.
Para maiores informações sobre o Ministério das Relações Exteriores (MRE), sobre o Instituto Rio Branco (IRBr), sobre a vida de diplomata etc., você pode acessar os endereços:
- Página do MRE: http://www.itamaraty.gov.b
- Página do IRBr: http://www.institutoriobranco.mre.gov.bpt-b
- Canal do MRE no YouTube: http://www.youtube.com/mrebrasil/
- Blog “Jovens Diplomatas”: http://jovensdiplomatas.wordpress.com/
- Comunidade “Coisas da Diplomacia” no Orkut (como o Orkut está ultrapassado, procurei reunir todas as informações úteis sobre o concurso que encontrei por lá neste documento, para que vocês não tenham de entrar lá, para procurar essas informações):
http://www.orkut.com.bMain#Community?cmm=40073
- Comunidade “Instituto Rio Branco” no Facebook: http://www.facebook.com/groups/institutoriobranco/
Com certeza, há vários outros blogs (tanto sobre a carreira quanto sobre a vida de diplomata), mas não conheço muitos. Se tiver sugestões, favor enviá-las para [[email protected].](mailto:[email protected])
Além disso, na obra O Instituto Rio Branco e a Diplomacia Brasileira: um estudo de carreira e socialização (Ed. FGV, 2007), a autora Cristina Patriota de Moura relata aspectos importantes da vida diplomática daqueles que ingressam na carreira. Há muitas informações desatualizadas (principalmente com relação ao concurso), mas há algumas coisas interessantes sobre a carreira, e o livro é bem curto.
A DIPLOMACIA E O TRABALHO DO DIPLOMATA
Com a intensificação das relações internacionais contemporâneas e com as mudanças em curso no contexto internacional, a demanda de aprimoramento da cooperação entre povos e países tem conferido destaque à atuação da diplomacia. Como o senso comum pode indicar corretamente, o
diplomata é o funcionário público que lida com o auxílio à Presidência da República na formulação da política externa brasileira, com a condução das relações da República Federativa do Brasil com os demais países, com a representação brasileira nos fóruns e nas organizações internacionais de que o país faz parte e com o apoio aos cidadãos brasileiros residentes ou em trânsito no exterior. Isso todo mundo que quer fazer o concurso já sabe (assim espero).
Acho que existem certos mitos acerca da profissão de diplomata. Muitos acham que não irão mais pagar multa de trânsito, que não poderão ser presos, que nunca mais pegarão fila em aeroporto etc. Em primeiro lugar, não custa lembrar que as imunidades a que se referem as Convenções de Viena sobre Relações Diplomáticas e sobre Relações Consulares só se aplicam aos diplomatas no exterior (e nos países em que estão acreditados). No Brasil, os diplomatas são cidadãos como quaisquer outros. Além disso, imunidade não é sinônimo de impunidade, então não ache que as imunidades são as maiores vantagens da vida de um diplomata. O propósito das imunidades é apenas o de tornar possível o trabalho do diplomata no exterior, sem empecilhos mínimos que poderiam obstar o bom exercício da profissão. Isso não impede que diplomatas sejam revistados em aeroportos, precisem de vistos, possam ser julgados, no Brasil, por crimes cometidos no exterior etc.
Muitos também pensam que irão rodar o mundo em primeira classe, hospedar-se em palácios suntuosos, passear de iate de luxo no Mediterrâneo e comer caviar na cerimônia de casamento do príncipe do Reino Unido. Outros ainda acham que ficarão ricos, investirão todo o dinheiro que ganharem na Bovespa e, com três anos de carreira, já estarão próximos do segundo milhão. Se você quer ter tudo isso, você está no concurso errado, você precisa de um concurso não para diplomata, mas para marajá. Obviamente, não tenho experiência suficiente na carreira para dizer qualquer coisa, digo apenas o que já li e ouvi de diversos comentários por aí. É fato que há carreiras públicas com salários mais altos. Logo, se você tiver o sonho de ficar rico com o salário de servidor público, elas podem vir a ser mais úteis nesse sentido. Há não muito tempo, em 2006, a remuneração inicial do Terceiro-Secretário (cargo inicial da carreira de diplomata), no Brasil, era de R$ 4.615,53. Considerando que o custo de vida em Brasília é bastante alto, não dava para viver de maneira tão abastada, como alguns parecem pretender. É necessário, entretanto, notar que houve uma evolução significativa no aspecto salarial, nos últimos cinco anos (veja a seç~o seguinte, “Carreira e Salrios). De todo modo, já vi vários diplomatas com muitos anos de carreira dizerem: “se quiser ficar rico, procure outra profissão”. O salário atual ajuda, mas não deve ser sua única motivação.
H um texto ótimo disponível na internet: “O que é ser diplomata”, de César Bonamigo, que reproduzo a seguir.
O Curso Rio Branco, que frequentei em sua primeira edição, em 1998, pediu-me para escrever sobre o que é ser diplomata. Tarefa difícil, pois a mesma pergunta feita a diferentes diplomatas resultaria, seguramente, em respostas diferentes, umas mais glamourosas, outras menos, umas ressaltando as vantagens, outras as desvantagens, e não seria diferente se a pergunta tratasse de outra carreira qualquer. Em vez de falar de minhas impressões pessoais, portanto, tentarei, na medida do possível, reunir observações tidas como “senso comum” entre diplomatas da minha geraç~o.
Considero muito importante que o candidato ao Instituto Rio Branco se informe sobre a realidade da carreira diplomática, suas vantagens e desvantagens, e que dose suas expectativas de acordo. Uma expectativa bem dosada não gera desencanto nem frustração. A carreira oferece um pacote de coisas boas (como a oportunidade de conhecer o mundo, de atuar na área política e econômica, de conhecer gente interessante etc.) e outras não tão boas (uma certa dose de burocracia, de hierarquia e dificuldades no equacionamento da vida familiar). Cabe ao candidato inferir se esse pacote poderá ou não fazê-lo feliz.
O PAPEL DO DIPLOMATA
Para se compreender o papel do diplomata, vale recordar, inicialmente, que as grandes diretrizes da política externa são dadas pelo Presidente da República, eleito diretamente pelo voto popular, e pelo Ministro das Relações Exteriores, por ele designado. Os diplomatas são agentes políticos do Governo, encarregados da implementação dessa política externa. São também servidores públicos, cuja função, como diz o nome, é servir, tendo em conta sua especialização nos temas e funções diplomáticos.
Como se sabe, é função da diplomacia representar o Brasil perante a comunidade internacional. Por um lado, nenhum diplomata foi eleito pelo povo para falar em nome do Brasil. É importante ter em mente, portanto, que a legitimidade de sua ação deriva da legitimidade do Presidente da República, cujas orientações ele deve seguir. Por outro lado, os governos se passam e o corpo diplomático permanece, constituindo elemento importante de continuidade da política externa brasileira. É tarefa essencial do diplomata buscar identificar o “interesse nacional”. Em negociações internacionais, a diplomacia frequentemente precisa arbitrar entre interesses de diferentes setores da sociedade, não raro divergentes, e ponderar entre objetivos econômicos, políticos e estratégicos, com vistas a identificar os interesses maiores do Estado brasileiro.
Se, no plano externo, o Ministério das Relações Exteriores é a face do Brasil perante a comunidade de Estados e Organizações Internacionais, no plano interno, ele se relaciona com a Presidência da República, os demais Ministérios e órgãos da administração federal, o Congresso, o Poder Judiciário, os Estados e Municípios da Federação e, naturalmente, com a sociedade civil, por meio de Organizações Não Governamentais (ONGs), da Academia e de associações patronais e trabalhistas, sempre tendo em vista a identificação do interesse nacional.
O TRABALHO DO DIPLOMATA
Tradicionalmente, as funções da diplomacia são representar (o Estado brasileiro perante a comunidade internacional), negociar (defender os interesses brasileiros junto a essa comunidade) e informar (a Secretaria de Estado, em Brasília, sobre os temas de interesse brasileiro no mundo). São também funções da diplomacia brasileira a defesa dos interesses dos cidadãos brasileiros no exterior, o que é feito por meio da rede consular, e a promoção de interesses do País no exterior, tais como interesses econômico-comerciais, culturais, científicos e tecnológicos, entre outros.
No exercício dessas diferentes funções, o trabalho do diplomata poderá ser, igualmente, muito variado. Para começar, cerca de metade dos mil1 diplomatas que integram o Serviço Exterior atua no Brasil, e a outra metade nos Postos no exterior (Embaixadas, Missões, Consulados e Vice-Consulados). Em Brasília, o diplomata desempenha funções nas áreas política, econômica e administrativa, podendo cuidar de temas tão diversos quanto comércio internacional, integração regional (Mercosul), política bilateral (relacionamento do Brasil com outros países e blocos), direitos humanos, meio ambiente ou administração física e financeira do Ministério. Poderá atuar, ainda, no Cerimonial (organização dos encontros entre autoridades brasileiras e estrangeiras, no Brasil e no exterior) ou no relacionamento do Ministério com a sociedade (imprensa, Congresso, Estados e municípios, Academia, etc.).
No exterior, também, o trabalho dependerá do Posto em questão. As Embaixadas são representações do Estado brasileiro junto aos outros Estados, situadas sempre nas capitais, e desempenham as funções tradicionais da diplomacia (representar, negociar, informar), além de promoverem o Brasil junto a esses Estados. Os Consulados, Vice-Consulados e setores consulares de Embaixadas podem situar-se na capital do país ou em outra cidade onde haja uma comunidade brasileira expressiva. O trabalho nesses Postos é orientado à defesa dos interesses dos cidadãos brasileiros no exterior. Nos Postos multilaterais (ONU, OMC, FAO, UNESCO, UNICEF, OEA etc.), que podem ter natureza política, econômica ou estratégica, o trabalho envolve, normalmente, a representação e a negociação dos interesses nacionais.
O INGRESSO NA CARREIRA
A carreira diplomática se inicia, necessariamente, com a aprovação no concurso do Instituto Rio Branco (Informações sobre o concurso podem ser obtidas no site http://www2.mre.gov.birbindex.htm). Para isso, só conta a competência – e, talvez, a sorte – do candidato. Indicações políticas não ajudam.
AS REMOÇÕES
Após os dois anos de formação no IRBr , o diplomata trabalhará em Brasília por pelo menos um ano. Depois, iniciam-se ciclos de mudança para o exterior e retornos a Brasília. Normalmente, o diplomata vai para o exterior, onde fica três anos em um Posto, mais três anos em outro Posto, e retorna a Brasília, onde fica alguns anos, até o início de novo ciclo. Mas há espaço para flexibilidades. O diplomata poderá sair para fazer um Posto apenas, ou fazer três Postos seguidos antes de retornar a Brasília. Isso dependerá da conveniência pessoal de cada um. Ao final da carreira, o diplomata terá passado vários anos no exterior e vários no Brasil, e essa proporção dependerá essencialmente das escolhas feitas pelo próprio diplomata. Para evitar que alguns diplomatas fiquem sempre nos “melhores Postos” – um critério, aliás, muito relativo – e outros em Postos menos privilegiados, os Postos no exterior estão divididos em [quatro] categorias, [A, B, C e D], obedecendo a critérios não apenas de qualidade de vida, mas também geográficos, e é seguido um sistema de rodízio: após fazer um Posto C, por exemplo, o diplomata terá direito a fazer um Posto A [ou B], e após fazer um Posto A, terá que fazer um Posto [B, C ou D].
AS PROMOÇÕES
Ao tomar posse no Serviço Exterior, o candidato aprovado no concurso torna-se Terceiro-Secretário. É o primeiro degrau de uma escalada de promoções que inclui, ainda, Segundo-Secretário, Primeiro-
-Secretário, Conselheiro, Ministro de Segunda Classe (costuma-se dizer apenas “Ministro”) e Ministro de Primeira Classe (costuma-se dizer apenas “Embaixador”), nessa ordem. Exceto pela primeira promoção, de Terceiro para Segundo-Secretário, que se dá por tempo (quinze Terceiros Secretários são promovidos a cada semestre), todas as demais dependem do mérito, bem como da articulação política do diplomata. Nem todo diplomata chega a Embaixador. Cada vez mais, a competição na carreira é intensa e muitos ficam no meio do caminho. Mas, não se preocupem e também não se iludam: a felicidade não está no fim, mas ao longo do caminho!
DIRECIONAMENTO DA CARREIRA
Um questionamento frequente diz respeito à possibilidade de direcionamento da carreira para áreas específicas. É possível, sim, direcionar uma carreira para um tema (digamos, comércio internacional, direitos humanos, meio ambiente etc.) ou mesmo para uma região do mundo (como a Ásia, as Américas ou a África, por exemplo), mas isso não é um direito garantido e poderá não ser sempre possível. É preciso ter em mente que a carreira diplomática envolve aspectos políticos, econômicos e administrativos, e que existem funções a serem desempenhadas em postos multilaterais e bilaterais em todo o mundo, e n~o só nos países mais “interessantes”. Diplomatas est~o envolvidos em todas essas variantes e, ao longo de uma carreira, ainda que seja possível uma certa especialização, é provável que o diplomata, em algum momento, atue em áreas distintas daquela em que gostaria de se concentrar.
ASPECTOS PRÁTICOS E PESSOAIS
É claro que a vida é muito mais que promoções e remoções, e é inevitável que o candidato queira saber mais sobre a carreira que o papel do diplomata. Todos precisamos cuidar do nosso dinheiro, da saúde, da família, dos nossos interesses pessoais. Eu tentarei trazem um pouco de luz sobre esses aspectos.
DINHEIRO
Comecemos pelo dinheiro, que é assunto que interessa a todos. Em termos absolutos, os diplomatas ganham mais quando estão no exterior do que quando estão em Brasília. O salário no exterior, no entanto, é ajustado em função do custo de vida local, que é frequentemente maior que no Brasil. Ou seja, ganha-se mais, mas gasta-se mais. Se o diplomata conseguirá ou não economizar dependerá i) do salário específico do Posto , ii) do custo de vida local, iii) do câmbio entre a moeda local e o dólar, iv) do fato de ele ter ou não um ou mais filhos na escola e, principalmente, v) de sua propensão ao consumo. Aqui, não há regra geral. No Brasil, os salários têm sofrido um constante desgaste, especialmente em comparação com outras carreiras do Governo Federal, frequentemente obrigando o diplomata a economizar no exterior para gastar em Brasília, se quiser manter seu padrão de vida. Os diplomatas, enfim, levam uma vida de classe média alta, e a certeza de que não se ficará rico de verdade é compensada pela estabilidade do emprego (que não é de se desprezar, nos dias de hoje) e pela expectativa de que seus filhos (quando for o caso) terão uma boa educação, mesmo para padrões internacionais.
SAÚDE
Os diplomatas têm um seguro de saúde internacional que, como não poderia deixar de ser, tem vantagens e desvantagens. O lado bom é que ele cobre consultas com o médico de sua escolha, mesmo que seja um centro de excelência internacional. O lado ruim é que, na maioria das vezes, é preciso fazer o desembolso (até um teto determinado) para depois ser reembolsado, geralmente em 80% do valor, o que obriga o diplomata a manter uma reserva financeira de segurança.
FAMÍLIA : O CÔNJUGE
Eu mencionei, entre as coisas n~o t~o boas da carreira, “dificuldades no equacionamento da vida familiar”. A primeira dificuldade é o que fará o seu cônjuge (quando for o caso) quando vocês se mudarem para Brasília e, principalmente, quando forem para o exterior. Num mundo em que as famílias dependem, cada vez mais, de dois salários, equacionar a carreira do cônjuge é um problema recorrente. Ao contrário de certos países desenvolvidos, o Itamaraty não adota a política de empregar ou pagar salários a cônjuges de diplomatas. Na prática, cada um se vira como pode. Em alguns países é possível trabalhar. Fazer um mestrado ou doutorado é uma opção. Ter filhos é outra...
Mais uma vez, não há regra geral, e cada caso é um caso. O equacionamento da carreira do cônjuge costuma afetar principalmente – mas não apenas – as mulheres, já que, por motivos culturais, é mais comum o a mulher desistir de sua carreira para seguir o marido que o contrário2.
CASAMENTO ENTRE DIPLOMATAS
Os casamentos entre diplomatas não são raros. É uma situação que tem a vantagem de que ambos têm uma carreira e o casal tem dois salários. A desvantagem é a dificuldade adicional em conseguir que ambos sejam removidos para o mesmo Posto no exterior. A questão não é que o Ministério vá separar esses casais, mas que se pode levar mais tempo para conseguir duas vagas num mesmo Posto. Antigamente, eram frequentes os casos em que as mulheres interrompiam temporariamente suas carreiras para acompanhar os maridos. Hoje em dia, essa situação é exceção, não a regra.
FILHOS
Não posso falar com conhecimento de causa sobre filhos, mas vejo o quanto meus colegas se desdobram para dar-lhes uma boa educação. Uma questão central é a escolha da escola dos filhos, no Brasil e no exterior. No Brasil, a escola será normalmente brasileira, com ensino de idiomas, mas poderá ser a americana ou a francesa, que mantém o mesmo currículo e os mesmos períodos escolares em quase todo o mundo. No exterior, as escolas americana e francesa são as opções mais frequentes,
podendo-se optar por outras escolas locais, dependendo do idioma. Outra questão, já mencionada, é o custo da escola. Atualmente, não existe auxílio-educação para filhos de diplomatas ou de outros Servidores do Serviço Exterior brasileiro, e o dinheiro da escola deve sair do próprio bolso do servidor.
CÉSAR AUGUSTO VERMIGLIO BONAMIGO - Diplomata. Engenheiro Eletrônico formado pela UNICAMP. Pós- graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Programa de Formação e Aperfeiçoamento - I (PROFA -
I) do Instituto Rio Branco, 2000/2002. No Ministério das Relações Exteriores, atuou no DIC - Divisão de Informação Comercial (DIC), 2002; no DNI - Departamento de Negociações Internacionais, 2003, e na DUEX - Divisão de União Europeia e Negociações Extrarregionais. Atualmente, serve na Missão junto à ONU (DELBRASONU), em NYC.
2 Conforme comunicado do MRE de 2010, é permitida a autorização para que diplomatas brasileiros solicitem passaporte diplomático ou de serviço e visto de permanência a companheiros do mesmo sexo. Outra resolução, de 2006, já permitia a inclusão de companheiros do mesmo sexo em planos de assistência médica.
Para tornar-se diplomata, é necessário ser aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD), que ocorre todos os anos, no primeiro semestre (normalmente). O número de vagas do CACD, em condições normais, depende da vacância de cargos. Acho que a quantidade normal deve girar entre 25 e 35, mais ou menos. Desde meados dos anos 2000, como consequência da aprovação de uma lei federal, o Ministério das Relações Exteriores (MRE/Itamaraty3) ampliou seus quadros da carreira de diplomata, e, de 2006 a 2010, foram oferecidas mais de cem vagas anuais. Com o fim dessa provisão de cargos, o número de vagas voltou ao normal em 2011, ano em que foram oferecidas apenas 26 vagas (duas delas reservadas a portadores de deficiência física4). Para os próximos concursos, há perspectivas de aprovação de um projeto de lei que possibilitará uma oferta anual prevista de 60 vagas para o CACD, além de ampliar, também, as vagas para Oficial de Chancelaria (PL 7579/2010). Oficial de Chancelaria, aproveitando que citei, é outro cargo (também de nível superior) do MRE, mas não integra o quadro diplomático. A remuneração do Oficial de Chancelaria, no Brasil, é inferior à de Terceiro-Secretário, mas os salários podem ser razoáveis quando no exterior. Já vi muitos casos de pessoas que passam no concurso de Oficial de Chancelaria e ficam trabalhando no MRE, até que consigam passar no CACD, quando (aí sim) tornam-se diplomatas.
Para fazer parte do corpo diplomático brasileiro, é necessário ser brasileiro nato, ter diploma válido de curso superior (caso a graduação tenha sido realizada em instituição estrangeira, cabe ao candidato providenciar a devida revalidação do diploma junto ao MEC) e ser aprovado no CACD (há, também, outros requisitos previstos no edital do concurso, como estar no gozo dos direitos políticos, estar em dia com as obrigações eleitorais, ter idade mínima de dezoito anos, apresentar aptidão física e mental para o exercício do cargo e, para os homens, estar em dia com as obrigações do Serviço Militar). Os aprovados entram para a carreira no cargo de Terceiro-Secretário (vide hierarquia na próxima seç~o, “Carreira e Salrios”). Os aprovados no CACD, entretanto, não iniciam a carreira trabalhando: há, inicialmente, o chamado Curso de Formação, que se passa no Instituto Rio Branco (IRBr). Por três semestres, os aprovados no CACD estudarão no IRBr, já recebendo o salário de Terceiro-Secretário (para remunerações, ver a próxima seç~o, “Hierarquia e Salrios).
O trabalho no Ministério começa apenas após um ou dois semestres do Curso de Formação no IRBr (isso pode variar de uma turma para outra), e a designação dos locais de trabalho (veja as subdivisões do MRE na página seguinte) é feita, via de regra, com base nas preferências individuais e na ordem de classificação dos alunos no Curso de Formação.
3 O nome “Itamaraty” vem do nome do antigo proprietrio da sede do Ministério no Rio de Janeiro, o Bar~o Itamaraty. Por metonímia, o nome pegou, e o Palácio do Itamaraty constitui, atualmente, uma dependência do MRE naquela cidade, abrigando um arquivo, uma mapoteca e a sede do Museu Histórico e Diplomático. Em Brasília, o Palácio Itamaraty, projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 1970, é a atual sede do MRE. Frequentemente, “Itamaraty” é usado como sinônimo de Ministério das Relações Exteriores.
4 Todos os anos, há reserva de vagas para deficientes físicos. Se não houver número suficiente de portadores de deficiência que atendam às notas mínimas para aprovação na segunda e na terceira fases do concurso, que têm caráter eliminatório, a(s) vaga(s) restante(s) é(são) destinada(s) aos candidatos da concorrência geral.
O IRBr foi criado em 1945, em comemoração ao centenário de nascimento do Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira. Como descrito na página do Instituto na internet, seus principais objetivos são:
harmonizar os conhecimentos adquiridos nos cursos universitários com a formação para a carreira diplomática (já que qualquer curso superior é válido para prestar o CACD);
desenvolver a compreensão dos elementos básicos da formulação e execução da política externa brasileira;
iniciar os alunos nas práticas e técnicas da carreira.
No Curso de Formação (cujo nome oficial é PROFA-I, Programa de Formação e Aperfeiçoamento - obs.: n~o sei o motivo do “I”, n~o existe “PROFA-II”), os diplomatas têm aulas obrigatórias de: Direito Internacional Público, Linguagem Diplomática, Teoria das Relações Internacionais, Economia, Política Externa Brasileira, História das Relações Internacionais, Leituras Brasileiras, Inglês, Francês e Espanhol. Há, ainda, diversas disciplinas optativas à escolha de cada um (como Chinês, Russo, Árabe, Tradução, Organizações Internacionais, OMC e Contenciosos, Políticas Públicas, Direito da Integração, Negociações Comerciais etc.). As aulas de disciplinas conceituais duram dois semestres. No terceiro semestre de Curso de Formação, só há aulas de disciplinas profissionalizantes. O trabalho no MRE começa, normalmente, no segundo ou no terceiro semestre do Curso de Formação (isso pode variar de uma turma para outra). É necessário rendimento mínimo de 60% no PROFA-I para aprovação (mas é praticamente impossível alguém conseguir tirar menos que isso). Após o término do PROFA-I, começa a vida de trabalho propriamente dito no MRE. Já ouvi um mito de pedida de dispensa do PROFA I para quem já é portador de título de mestre ou de doutor, mas, na prática, acho que isso não acontece mais.
Entre 2002 e 2010, foi possível fazer, paralelamente ao Curso de Formação, o mestrado em diplomacia (na prática, significava apenas uma matéria a mais). Em 2011, o mestrado em diplomacia no IRBr acabou.
Uma das atividades comuns dos estudantes do IRBr é a publicação da Juca, a revista anual dos alunos do Curso de Formação do Instituto. Segundo informações do site do IRBr, “[o] termo ‘Diplomacia e Humanidades’ define os temas de que trata a revista: diplomacia, ciências humanas, artes e cultura. A JUCA visa a mostrar a produção acadêmica, artística e intelectual dos alunos da academia diplomática brasileira, bem como a recuperar a memória da política externa e difundi-la nos meios diplomático e acadêmico”. Confira a página da Juca na internet, no endereço: http://juca.irbr.itamaraty.gov.bpt-bMain.xml.
Para saber mais sobre a vida de diplomata no Brasil e no exterior, sugiro a conhecida “FAQ do Godinho” (“FAQ do Candidato a Diplomata”, de Renato Domith Godinho), disponível para download no link: http://relunb.files.wordpress.com/2011/08/faq-do-godinho.docx. Esse arquivo foi escrito há alguns anos, então algumas coisas estão desatualizadas (com relação às modificações do concurso, especialmente). De todo modo, a parte sobre o trabalho do diplomata continua bem informativa e atual.
MEUS ESTUDOS PARA O CACD – http://relunb.wordpress.com
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2020.07.02 04:49 altovaliriano A segunda vida de Jon Snow

ENTERTAINMENT WEEKLY: Então, por que você matou Jon Snow?
GRRM: Ah, você acha que ele está morto?
ENTERTAINMENT WEEKLY: Bem, eu acho. Sim. Foi assim que eu entendi. Do jeito que foi escrito, parecia que ele estava mortalmente ferido - e, sabe, é você [escrevendo]!
GRRM: Bem. Não vou falar se ele está morto ou não. [...]
21/07/2011
Graças à série da HBO, hoje temos certeza que a história de Jon não termina em A Dança dos Dragões. Na TV, depois de assassinado, Melisandre trouxe Jon de volta a vida quase que instantaneamente. Porém, temo motivos para acreditar que o mesmo não ocorrerá nos livros.
A Dança dos Dragões começa com o POV estranho de Varamyr Seis-Peles morrendo. No meio de detalhes sobre as consequências da derrota de Mance, sua relação com seus animais e memórias de sua vida, Varamyr nos conta que um troca-peles passa a habitar seu companheiro animal quando morre.
É a primeira vez que ouvimos falar sobre a "segunda vida". Exatamente no mesmo livro que Jon é morto. E a última palavra sussurrada por Jon Snow antes de morrer é justamente “Fantasma”. GRRM queria ser pouco sutil. Talvez para que não pensássemos que o ganho [cliffhanger] fosse se Jon estava morto ou não, mas o que aconteceria com Jon uma vez que entrasse em Fantasma.
Portanto, quando falamos na segunda vida de Jon nos referimos ao tempo em que Jon habitará Fantasma.
Os prenúncios [foreshadows] que temos são de que esta situação não será permanente. Melisandre tem uma visão nas chamas em “primeiro ele era um homem, depois um lobo, no fim um homem novamente” (ADWD, Melisandre). Assim, há uma indicação que Jon voltará a ser humano depois de um tempo.
Mas quanto tempo seria? Menos de uma semana? Várias semanas? Meses? Segundo A Mais Precisa Linha do Tempo, os eventos em A Dança dos Dragões ocorre em um lapso de tempo de aproximadamente seis meses. Dessa forma, penso que este seria o limite temporal máximo em Ventos do Inverno. Ninguém pensa que Jon ficará o próximo livro inteiro no lobo. Então tem que ser menos do que isso.
O ínterim que fera e homem dividirão o mesmo corpo tem implicações muito relevantes. O espaço de tempo teria relação direta com o estado de decomposição de seu corpo.
Existem um consenso de que o corpo de Jon seria jogado nas celas de gelo na Muralha. A razão disse é que Jon pediu que a neve que barrava o acesso à celas fosse limpa e que havia cadáveres de selvagens lá, à espera de que voltassem a vida para estudo:
Os cadáveres. Jon quase se esquecera deles. Esperara aprender algo dos corpos que trouxera do bosque de represeiros, mas os mortos haviam teimosamente permanecido mortos. – Precisamos desencavar essas celas.
(ADWD, Jon XIII)
Ao ter atirado esses cadáveres nas celas, Jon pode ter colocado na cabeça de Marsh e outros intendentes que ali era um bom local para manter corpos que pudessem se levantar. Não que Marsh suspeite que Jon vá ressuscitar, mas seria um bom local para isolar um corpo do resto da Patrulha.
De fato, ao mesmo tempo em que as celas são o local ideal para preservar um corpo, o acesso às celas é barrado pelas nevascas de Inverno, sendo necessário “dez intendente e dez pás” para o serviço. Além disso, o trabalho teria que ser renovado, até mesmo para que eventuais prisioneiros continuem vivos:
– Essas celas estarão enterradas novamente pela manhã. Melhor tirarmos os prisioneiros antes que sufoquem.
(ADWD, Jon XIII)
Portanto, um corpo jogado nas celas de gelo seria conservado tanto pelo frio quanto pela limitação da quantidade de ar disponível. Fica claro que Martin está dando dicas de que o ambiente perfeito para que os motineiros abandonem o corpo de Jon, tirando-o de vista de todos e obstando o acesso a ele.
Ao mesmo tempo, o corpo decomporia muito lentamente, o que possibilitaria Jon retornar a seu corpo com poucas modificações em suas feições. Eu, pessoalmente, até acredito que ele se tornaria pálido, suas mãos e pés ficariam pretos em razão do fluxo de sangue que ocorrerá enquanto o corpo não for reanimado e os ferimentos das punhaladas nunca cicatrizarão por completo.
Fora a decomposição do corpo humano morto, a outra consequência do tempo que Jon ficará em Fantasma é o que Jon faria ou presenciaria enquanto estiver no lobo.
No Casamento Vermelho, sabemos que os homens Frey correram para matar Vento Cinzento, que foi libertado por Raynald Westerling (AFFC, Jaime VII). Poderia algo semelhante ocorre durante o Motim em Castelo Negro? Existe um troca-peles recém-chegado na Muralha que pode ter a sensibilidade de perceber que Jon está vivendo agora em seu lobo e correr para libertá-lo antes que os motineiros se lembrem de Fantasma.
Entre os cavaleiros, vinha um homem a pé, com um grande animal trotando em seus calcanhares. Um javali, Jon viu. Um javali monstruoso. [...].
Borroq. – Tormund virou a cabeça e cuspiu.
Um troca-peles. – Isso não era uma pergunta. De algum modo, ele sabia.
(ADWD, Jon XII)
Borroq, inclusive, já havia sido prenunciado no prólogo de Varamyr, quando ele conta sobre um encontro de troca-peles que ele presenciou quando tinha 10 anos de idade:
[…] Haggon o levou a um encontro. Os wargs eram os mais numerosos no grupo, os irmãos-lobos, mas o garoto achou os outros estranhos e mais fascinantes. Borroq se parecia tanto ao seu javali que só lhe faltavam as presas, Orell tinha sua águia, Briar, seu gato-das-sombras (no momento em que os viu, Lump desejou um gato-das-sombras para si), a mulher-cabra Grisella…
(ADWD, Prólogo)
Ele demonstrou saber dos poderes inconscientes de Jon, ser cordial com o Lorde Comandante e ter em mente um senso de urgência em relação a ameaça que os Outros representam:
– Irmão – disse Borroq.
– É melhor você ir. Estamos prestes a fechar o portão.
– Faça isso – Borroq falou. – Feche bem e apertado. Eles estão vindo, corvo. – Sorriu o sorriso mais feio que Jon já vira e seguiu para o portão. O javali seguiu atrás dele. A neve que caía cobriu seus rastros.
(ADWD, Jon XIII)
Foi Borroq quem deu a deixa para Jon Snow falar da Carta Rosa no Salão dos Escudos, após o Lorde Comandante falar que Tormund seguiria para Durolar:
– E onde você estará, corvo? – Borroq trovejou. – Escondido aqui em Castelo Negro com seu cachorro branco?
– Não. Eu cavalgarei para o sul. – Então Jon leu para eles a carta que Ramsay Snow escrevera.
(ADWD, Jon XIII)
E é Borroq a razão pela qual Fantasma não estava presente no Salão dos Escudos:
Fantasma o teria seguido também, mas quando o lobo começou a caminhar atrás dele, Jon o agarrou pelo cangote e o arrastou para dentro. Borroq poderia estar entre os reunidos no Salão de Escudos. A última coisa que precisava agora era seu lobo atacando o javali do troca-peles.
(ADWD, Jon XIII)
Entretanto, o javali de Borroq também não estava presente:
Borroq estava recostado contra uma parede em um canto escuro. Felizmente, seu javali não estava em evidência em lugar algum.
(ADWD, Jon XIII)
Assim, Borroq pode muito bem ter saído do Salão para procurar seu javali após o discurso de Jon, para acompanhar o Lorde Comandante e ter acompanhado o motim de longe. Isso daria tempo hábil para que o troca-peles chegasse a Fantasma antes dos motineiros e o libertasse.
Uma vez solto, Fantasma conseguiria muito bem passar despercebido. O lobo gigante é conhecido por não produzir quase nenhum som, sendo extremamente furtivo. Por outro lado, sua pelagem branca fornece uma camuflagem ideal para a neve que agora caí aos borbotões em Castelo Negro. Em outras palavras, Fantasma poderia escolher tanto partir para longe quanto espreitar nas redondezas.
Mas o que Jon-Fantasma faria longe de Castelo Negro? Partiria para Winterfell e tentaria matar Ramsay? Ou ficaria no Castelo espreitando o motineiros? Borroq o levaria a algum lugar específico? Jon tentaria ir para algum dos castelos para os quais enviou seus amigos, a fim de obter ajuda deles? Procuraria Melisandre? Seguiria ao Sul para se unir a Nymeria? Bran entraria em contato? O corvo de Mormont o guiaria?
GRRM tem experiência em escrever capítulos dos pontos de vistas de lobos, mas este seriam capítulo bem trabalhosos. Eu, pessoalmente, veria acharia interessante se Jon deixasse de ser um personagem POV, mas dificilmente isso ocorrerá.
O mais capaz é que Martin entre em capítulos extremamente detalhados e complexos de Jon percebendo o mundo através dos olhos de um animal, enquanto sua consciência desvanece lentamente dentro do bicho. Porém, isso não indica que os capítulos de Jon serão chatos. Há alguns eventos que podem render bons conflitos mesmo dentro do lobo gigante.
[SPOILERS de Ventos do Inverno]Jeyne Poole está vindo para Castelo Negro sob o disfarce de Arya. Como Jon morto, mesmo que ele perceba a farsa, não poderá contar a ninguém. Isso pode dissuadí-lo de tentar enfrentar Bolton e fazê-lo mudar de rumo. Ou ele não conseguiria entender a situação do ponto de vista de Fantasma?
Por outro lado, caso permaneça nas redondezas, como Jon-Fantasma reagiria à queima de Shireen? Tudo indica que este evento ocorrerá enquanto ele estiver “morto”. Fantasma tentaria intervir? Ele conseguiria entender a situação estando dentro do lobo?
Por fim, existe a possibilidade de que os Outros cheguem a Castelo Negro antes que Jon consiga ser trazido de volta a seu corpo. Nestas circunstâncias, seu corpo poderia ser reanimado pelos Outros, enquanto sua consciência ainda estava dentro de Fantasma?
Eu tenho uma suspeita de que os Outros não conseguem reanimar troca-peles, pois no prólogo de A Dança dos Dragões, Varamyr vê o corpo reanimado de Cynara como retorna ao acampamento já vivendo uma segunda vida em Um-Olho, mas não vê seu próprio corpo perambulando morto-vivo.
Talvez os Outros necessitem que as consciências ainda estejam no corpo para reanimá-los, o que explicaria Varamyr ter visto seu próprio corpo (e criaria uma boa justificativa futura para os Outros não conseguirem ressuscitar corpos mortos há muito tempo – como aqueles na cripta de Winterfell ou no cemitério de Castelo Negro).
O que vocês acham destas questões?
(Na próxima “Quarta de Ventos do Inverno”, pretendo escrever sobre o método de ressurreição em si, seus efeitos sobre Jon e o que ele fará após ser ressucitado)
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.06.15 01:43 Lost-Morning Cadeia de Ma Zigu Peng Yunhui: Na vida de uma criança, não há "um passo" ao acaso, deve haver um "plano"! O Mazars Valley desenvolveu o "Manual do Proprietário para mães e filhos de 0 a 6 anos"

Cadeia de Ma Zigu Peng Yunhui: Na vida de uma criança, não há
妈仔谷连锁彭云辉:孩子的人生,“一步”都不能随意,该有“计划”!妈仔谷为你制定“0-6岁母婴成长使用说明书”
Cadeia de Ma Zigu Peng Yunhui: Na vida de uma criança, não há "um passo" ao acaso, deve haver um "plano"! O Mazars Valley desenvolveu o "Manual do Proprietário para mães e filhos de 0 a 6 anos"
文 周君君

https://preview.redd.it/nzp4szxjpy451.jpg?width=3648&format=pjpg&auto=webp&s=316e6fff974f58a648370cd8b1ecc2e1ec7c4185
如果你走入妈仔谷总部,你会看上墙上一幕幕彭爸爸的黑白照片。一个眼睛不大却自带喜感的男人用温柔充满着爱的眼神对婴儿每一个细节呵护的照片,有的是他在喂婴儿喝奶,有的是他为婴儿在按摩,有的是为婴儿在换尿片,有的是在跟婴儿说话,有的是哄婴儿睡觉,有的是给婴儿洗澡……每一幕,都让人感受到浓浓的父爱,深深的感动,深深的震撼。
Se você entrar na sede do Vale Ma Zi, verá a foto em preto e branco de Peng Peng na parede. Uma foto de um homem com olhos pequenos, mas com um sentimento de alegria que cuida de todos os detalhes do bebê com olhos gentis e amorosos, alguns estão alimentando o bebê para beber leite, outros estão massageando o bebê e outros estão trocando a fralda para o bebê. Alguns estão conversando com os bebês, outros estão convencendo os bebês a dormir e outros estão banhando os bebês ... Cada cena faz as pessoas sentirem o amor de um pai forte, profundamente comovido, profundamente chocado.
人生路不可随意,每一步都得用心地走,每种遇见都会在人生当中留下印记,无论遇见人,遇见事,遇见物件;据世界儿童心理学,行为学专家数据,一个人初生到这个世界时0-6岁,是感知能力最强的时候,他的一切“遇见”都会被他深刻的感知,然后雕刻在他潜意识深处,伴随他一生,影响他一生的每一次“抉择”。所以每个父母希望能用更正确的方法论,更专业的方法,更专业的“情绪”,去为孩子做更多“对”的事情,希望能让孩子“遇见”更多的美好。可是初为父母,几乎都是处于混沌状态。
O caminho da vida não pode ser aleatório. Cada passo deve ser tomado com cuidado. Todo encontro deixará uma marca na vida. Não importa quando você conhece pessoas, quando conhece coisas, quando conhece coisas; de acordo com dados de especialistas em psicologia e comportamento infantil no mundo, uma pessoa nasce aqui. O mundo tem de 0 a 6 anos. É o momento em que a capacidade de perceber é a mais forte. Todas as suas "reuniões" serão profundamente sentidas por ele e depois gravadas nas profundezas de sua mente subconsciente, que o acompanharão por toda a vida e afetarão todas as "escolhas" em sua vida. Portanto, todos os pais esperam usar metodologias mais corretas, métodos mais profissionais e "emoções" mais profissionais para fazer coisas mais "certas" para seus filhos, na esperança de fazê-los "encontrar-se" mais bonitos. Mas os primeiros pais estão quase em um estado de caos.
那时的彭云辉和妻子自然也处于混沌之列。十四年前,还是独生子女的时代,孩子的降生就是每个家庭最重要的事情和全部关注的中心。那年,彭云辉初为人父,那是种非常奇妙的体验。充满惊喜,感叹生命的神奇和伟大,同时,又诚惶诚恐,不知道该如何正确地去面对新生命的成长,总担心一个细节没做好给孩子带来创伤,造成悔恨。
Naquela época, Peng Yunhui e sua esposa estavam naturalmente no caos. Quatorze anos atrás, era a idade de ter apenas filhos.O nascimento de um filho é a coisa mais importante e o foco de todas as famílias. Naquele ano, Peng Yunhui era o pai e foi uma experiência muito maravilhosa. Cheia de surpresas, lamentando a magia e a grandeza da vida, ao mesmo tempo sincera e com medo, não sei como enfrentar corretamente o crescimento de uma nova vida, sempre preocupada que um detalhe que não seja bem feito traga trauma à criança e causará remorso.
女人刚生完孩子,作息时间完全被打乱,又对孩子的过分紧张,对环境的过于敏感,很容易产生一定的忧郁情绪,而哺乳期阶段情绪的忧郁或者波动却直接影响到母乳的质量和产量。而彭云辉妻子就属于这种类型,孩子不足两个月母乳已经不足以供应孩子的需求。吃什么奶粉,吃什么辅食就成了一家老小讨论研究的重要话题。彭云辉开始专心研习专业书籍,在网上收集经验,唯恐选择错误让新生孩子受到一点伤害。
Uma mulher acabou de dar à luz um filho, sua agenda é completamente interrompida, ela está excessivamente nervosa com o filho e é sensível demais ao ambiente. É fácil produzir uma certa quantidade de depressão. No entanto, a depressão ou flutuação do humor durante a lactação afeta diretamente a qualidade do leite materno. E rendimento. A esposa de Peng Yunhui pertence a esse tipo: o leite materno para crianças com menos de dois meses não é suficiente para atender às necessidades das crianças. Que leite em pó comer e que alimentos complementares se tornaram um tópico importante para os jovens discutirem e pesquisarem. Peng Yunhui começou a se concentrar no estudo de livros profissionais e na coleta de experiências na Internet, para que a escolha errada não prejudicasse um pouco o recém-nascido.
那一段日子,彭云辉夫妇感觉每天过的慌慌张张,像在打乱仗。面对孩子每一天的成长,父母不仅需要谨言慎行给他们最好的成长环境,同时还需要战战兢兢如履薄冰的挑选他的食物和用品。从吃,怎么吃,何时吃,吃什么。到用什么,如何用,用那种。好不容易能够把吃的用的折腾好,孩子脸上冒痘痘,生病发烧……全家又成了热锅上的蚂蚁,家中又开始演绎着兵荒马乱人心惶惶的大剧,去医院打针吃药又担心孩子摄入抗生素,不去医院,似乎网上的经验之谈许多也没有成效……
Naquela época, o casal Peng Yunhui sentia pânico todos os dias, como se estivesse travando uma guerra. Diante do crescimento dos filhos todos os dias, os pais não apenas precisam ter cuidado e proporcionar o melhor ambiente para o crescimento, mas também precisam escolher a comida e os suprimentos de uma maneira assustadora. De comer, como comer, quando comer e o que comer. Para o que usar, como usar, use isso. Afinal, eu era capaz de jogar a comida, o rosto da criança estava com acne e ele estava doente e febril ... toda a família se tornou uma formiga na panela quente novamente, e a família começou a realizar um drama terrivelmente perturbado por soldados e cavalos. Preocupado com as crianças que tomam antibióticos e não vão ao hospital, parece que muitas conversas sobre experiências on-line não são eficazes ...
彭云辉对自己的理解,认为自己最大的优点就是相信任何事只要通过用心的学习以及实践,多参考优秀的经验一定可以找到更正确的方法,以更正确的方法,制定更正确的计划去做好。
O entendimento de Peng Yunhui de si mesmo acredita que sua maior vantagem é que ele acredita que tudo pode ser encontrado através de cuidadoso estudo e prática, e referindo-se a uma excelente experiência. .
他开始满世界去求教母婴专家,阅读大量书籍,经常去向有优秀经验的人学习,功夫不负有心人。孩子未满周岁,他已经从一个‘无知’的混沌爸爸,成长为朋友圈中传说的‘母婴专家彭爸爸’。从孩子什么阶段选择什么奶粉,配以什么辅食,到如何安抚孩子入睡,到小儿推拿,到孩子简单的小毛病,过敏,头疼脑热,闹肚子,他都可以处理的游刃有余。朋友经常笑他说他是可以“制定婴幼儿成长全计划”的“彭博士,彭爸爸。”然而,朋友们自己成为父母时,又经常上门找“彭博士”讨教求助。后来发展成经常一群朋友抱着孩子围坐在“彭博士”家开“座谈会”,后来朋友的朋友也慢慢加入了这个“行列”。当孩子有个头疼脑热,吃喝拉撒异常,大家都已经默认先跑“彭博士”家。由于彭云辉原本就是佛系性格,温和而乐于助人,后来朋友圈都昵称他为“彭爸爸。”
Ele começou a procurar o conselho de especialistas em mães e bebês em todo o mundo, leu um grande número de livros e muitas vezes aprendeu com pessoas com excelente experiência. A criança tem menos de um ano de idade e cresceu de um pai caótico da ignorância para um lendário especialista em mães e bebês, Peng Peng, no círculo de amigos. Ele pode lidar com tudo, desde qual leite em pó a criança escolhe em qualquer estágio, qual alimento suplementar, como acalmar a criança para dormir, massagem infantil, pequenos problemas infantis simples, alergias, dores de cabeça, febre cerebral e problemas estomacais. Os amigos costumavam rir dele e diziam que ele era "Dr. Peng, pai Peng", que pode "fazer um plano completo para o crescimento de bebês e crianças pequenas". No entanto, quando os amigos se tornaram pais, muitas vezes procuravam o Dr. Peng para obter ajuda. Mais tarde, tornou-se um grupo de amigos segurando crianças em torno da casa do "Dr. Peng" para realizar um "simpósio" e, em seguida, amigos de amigos gradualmente se juntaram ao "posto". Quando a criança tem dor de cabeça e calor no cérebro, comer e beber Lhasa é anormal, todo mundo deixou de executar o "Dr. Peng" primeiro. Como Peng Yunhui era originalmente um personagem budista, ele foi gentil e prestativo.Mais tarde, seu círculo de amigos o apelidou de "Papa Peng".
那一年,彭云辉如平时一样一边吃着早餐一边读着报纸,一个醒目的标题吸引了他——产妇患抑郁抱着两个孩子跳楼。看完以后,他深深惊憾,久久不能平静,连续两天吃任何食物都味同嚼蜡,无法下咽。第二天,彭云辉和妻子商量,决定放弃奋斗十几年年营收超千万的贸易公司,开一家母婴店,他将从源头开始精选最好的吃用物品,同时,用他所学集合一些专家为初生父母们制定更专业的母婴全系统计划,以及母婴日常问题提供解决方案,他觉得这真是太重要了,他跟妻子讲起了昨天报纸上那骇人听闻的那則新闻,妻子听后唏嘘不已回想起自己曾经也患过轻微的产后抑郁,非常支持丈夫的选择,认为这确实是很有意义,能够帮助他人的事。
Naquele ano, Peng Yunhui estava tomando café da manhã e lendo o jornal como sempre, e uma manchete impressionante o atraiu - a mãe com depressão e segurando dois filhos pulando. Depois de assistir, sentiu-se profundamente arrependido por não conseguir se acalmar por um longo tempo, e comer qualquer comida por dois dias consecutivos com gosto de mascar cera e não conseguir engolir. No dia seguinte, Peng Yunhui discutiu com sua esposa e decidiu abrir mão de uma empresa comercial com uma receita anual de mais de 10 milhões de yuans e abrir uma loja para mães e bebês, que selecionará os melhores alimentos e suprimentos da fonte e, ao mesmo tempo, usará seu Aprenda a reunir alguns especialistas para formular um plano de sistema mãe-filho mais profissional para pais recém-nascidos e fornecer soluções para os problemas diários de mães e bebês.Ele acha que isso é realmente importante.Ele disse à esposa sobre as notícias apavorantes do jornal de ontem. Depois de ouvir isso, a esposa suspirou e lembrou-se de ter sofrido uma leve depressão pós-parto, apoiando muito a escolha do marido e achou que era realmente significativa e poderia ajudar os outros.
2005年彭云辉创立“妈仔谷”,字面意思是妈妈孩子在一个欢乐安全的世界里。“马仔谷”真正的寓意是,每一位马仔谷的服务顾问都能秉承大爱,幼吾幼以及人之幼,把天底下每个孩子都视如己出去爱和呵护,为宝爸宝妈提供科学育儿系统解决方案并帮助每个家庭把母婴养成计划落实到每一天的生活中去,让每个父母都能成为“母婴专家。”
Em 2005, Peng Yunhui fundou o "Vale Mãe", que literalmente significa que mãe e filho estão em um mundo feliz e seguro. A verdadeira implicação do "Mazi Valley" é que todo consultor de serviços do Ma Zi Valley pode defender grande amor, jovens e jovens, e tratar todas as crianças do mundo como se não estivessem por amor e carinho. Pais e mães fornecem soluções científicas para o sistema parental e ajudam cada família a implementar planos de desenvolvimento de mãe para filho em suas vidas diárias, para que cada pai possa se tornar um "especialista em mães e filhos".
而今妈仔谷已经成为母婴衣,食,住,行,用,教,乐,按摩,咨询,心理辅导等全方位一站式服务的互动机构,成为中国专业制定母婴计划的领先品牌。连锁店超过数百家,专业母婴顾问超过2000人,影响亿万家庭,成为亿万家庭信赖的知名品牌。
Hoje, a Ma Zai Gu se tornou uma agência interativa abrangente e abrangente para roupas de mãe e bebê, comida, moradia, viagens, uso, ensino, música, massagem, aconselhamento, aconselhamento psicológico, etc., e tornou-se a marca líder da China na formulação profissional de planos para mães e bebês. Existem mais de centenas de cadeias de lojas e mais de 2.000 consultores profissionais de mães e bebês, afetando centenas de milhões de famílias e tornando-se marcas bem conhecidas, confiadas por centenas de milhões de famílias.
彭云辉说:“我一直非常非常爱孩子,我非常爱孩子的笑,那是世界上最纯净的笑容,我们该感恩与孩子的“相遇”,我们该珍惜善待与孩子相处的每个时刻,我们得设法尽可能让他感知到这个世界很多很多的美好,遇见这个世界很多很多的爱,这就是妈仔谷存在的意义。”孩子诞生,我们不再恐慌,混沌,我们一起牵手去妈仔谷吧!
Peng Yunhui disse: "Eu sempre amo muito crianças. Amo muito o sorriso das crianças. Esse é o sorriso mais puro do mundo. Devemos ser gratos pelo" encontro "com crianças. Devemos valorizar cada momento que temos com crianças. Você tem que tentar fazê-lo sentir o máximo possível neste mundo, e conhecer muitos, muitos amores neste mundo, que é o significado da existência de Ma Zai Gu. "O nascimento de um filho, não mais entramos em pânico, caos, vamos para Ma Zai Gu Certo!
盘湘文化 周君君
submitted by Lost-Morning to u/Lost-Morning [link] [comments]


2019.12.17 16:22 CarlosPorto Fontes acadêmicas para a ligação entre "criado-mudo" e escravidão Propaganda ETNA

Bom dia,
Já se faz quase um mês que procuro fonte para a versão da etimologia de "criado-mudo" conforme apresentada na propaganda da ETNA : https://www.youtube.com/watch?v=C2szquntLLs.
Infelizmente somente encontro textos repetidos, em blogs e outros sites, sem fontes históricas. E em pesquisa paralela, encontrei é claro diversos relatórios dos maus tratos aos escravos domésticos, porém não do papel apresentado na propaganda de um escravo que ficasse nos quartos.
  1. Sendo assim agradeço qualquer auxílio na busca principal pela origem do nome do móvel como idéia brasileira, adaptação de uma função efetuada por escravos.
  2. Em paralelo se houver descrição desta função específica também agradeço.
Me foi apontado o livro de Auguste Saint-Hilaire, "Viagem ao Rio Grande do Sul", porém não se aplica à 'função' descrita na propaganda sendo de um abuso diferente:
RIO PELOTAS, 11 de setembro. – O tempo está hoje horrível, não pude nem se quer sair, e o vento ainda me impede de partir. A mesa do meu hospedeiro é farta; principalmente a carne de vaca aí se apresenta sob as mais variadas formas; entretanto comemos pão e bebemos vinho. Nas charqueadas os negros são tratados com muito rigor. O Sr. Chaves é considera do um dos charqueadores mais humanos, no entanto ele e sua mulher só falam a seus escravos com extrema severidade, e estes parecem tremer diante dos seus patrões. Há sempre na sala um negrinho de dez a doze anos, que permanece de pé, pronto a ir chamar os outros escravos, a oferecer um copo de água e a prestar pequenos serviços caseiros. Não conheço criatura mais infeliz do que esta criança. Não se assenta, nunca sorri, jamais se diverte, passa a vida tristemente apoiado à parede e é, freqüentemente, martiriza do pelos filhos do patrão. Quando anoitece, o sono o domina, e quando não há ninguém na sala, põe-se de joelhos para poder dormir; não é esta casa a única onde há este desumano hábito de se ter sempre um negrinho perto de si para dele utilizar-se, quando necessário. Já tenho declarado que nesta capitania os negros são tratados com brandura e que os brancos com eles se familiarizam mais do que noutros lugares. Isto é verdadeiro para os escravos das estâncias, que são poucos, mas não o é para os das charqueadas que, sendo em grande número e cheios de vícios trazidos da capital, devem ser tratados com mais rigor.
Ora este texto deixa claro que se fala dos maus tratos a um escravo doméstico que trabalha na sala, nos moldes de um vallet /mordomo / mensageiro inglês, não a uma figura que ficasse no quarto do senhor ou seus herdeiros durante toda a noite (com um copo-d'água! - diz a propaganda).
Na minha visão foi feita uma ligação de diversos fatos históricos reais e que são pouco abordados, demostrativos de que os maus-tratos aos escravos não se limitavam aqueles que prestavam serviços externos mas também aos domésticos, e criado um serviço ou papel possível mas imaginário. E por fim meu maior desacordo é na ligação de toda esta carga histórica ao infeliz móvel, ainda se passando pela origem da palavra! Como se a ideia pela peça de mobília fosse originária do Brasil.
Uma origem possível ao termo: um aportuguesamento do dumb waiter (dumb em inglês tem o sentido tradicional mudo, e não só o comum "incapaz de raciocínio") ou silent servant dois outros tipos de móveis comuns na época na INGLATERRA, infelizmente não são as mesmas peças de mobiliário porém não seria mais provável? Já temos birô que é um aportuguesamento do Francês bureaux, que se tratava apenas de tecidos sobre os móveis e foram generalizados para o escritório como um todo mas em algumas regiões do país é sinônimo corrente da mesma mobília "criado-mudo".
submitted by CarlosPorto to QueroFonte [link] [comments]


2019.11.06 22:36 UniuM Motoristas TVDE e suas ações

Hoje a caminho de casa, ia numa via de duas faixas e do nada ultrapassa-me um Peugeot branco com o distico TVDE pela direita, pé no fundo a ''razar'' completamente tanto o carro que ia na faixa da direita mais à frente, como a mim que ia na esquerda. Antes que digam que eu estava a atrapalhar na esquerda, não é verdade, a via trata-se de uma estrada nacional em que o limite até é de 60 e a zona onde o tipo me ultrapassa é comum ter radares moveis em ambos os sentidos daí até ter abrandado um pouco, mas nada fora do normal, lá está, até ia acima do limite.
O problema é que eu acabei por acompanhar o tipo sem querer, e cada rotunda, cada vez que ele podia passar pela direita e basicamente fazer asneira, ele fez. Tive pena de não estar com a gopro, era muito bem apanhado. Assim só posso mesmo debitar a minha frustração.
Mesmo ao final do nosso encontro ele quase que provoca um acidente mesmo ao pé de um colégio, e foi aí que eu achei que gostava de saber quem era este Hamilton dos ubers, porque este tipo está a trabalhar na estrada. Ele supostamente é profissional, não devia ter comportamentos destes. Depois de chegar a casa, pesquisei sobre o que é que se pode fazer ao ver este tipo de ações na estrada, já que é fácil identificar um táxi pela licença que têm na traseira do carro, também devia dar para um motorista TVDE, talvez reclamar com exito seria outra questão, ao menos conseguimos identificar o motorista de táxi, já nos TVDE, acho que é impossível. Outros profissionais de empresas certificadas andam mesmo com aquele numero 800 para outros condutores ligarem se virem alguma transgressão que achem que merece ser reportada.
Pesquisando um pouco reparei que em portais variados, e no portal da queixa, na parte do IMT, as respostas indicam que eles apenas se limitam a apontar para a GNR e a PSP no que toca a problemas de transito. Bem sei que por norma queixas sem provas e pouco fundamento, "apenas vi e disse", caiem em saco roto e não servem para grande coisa. Mas imaginem se um dia vão descansados da vida e levam com um Matutazo destes por trás só porque ele quer voltar rápido para a área de uma dinâmica para ganhar mais no fim do dia?
Outra questão prende-se com o facto das empresas para quem estes motoristas trabalham só estarem ''responsáveis'' por eles junto dos seus clientes e no tempo em que eles estão a fazer o serviço, se desligarem a app, acoplarem um foguete ao tejadilho e passarem à frente de uma escola a 450kmh é problema da PSP e GNR, que é sempre claro, mas não deviam estar mais restritos dado que trabalham na estrada?
Se o trabalho do IMT é apenas passar cheques em branco em forma de licenças TDVE e não haver fiscalização e uma proatividade em controlar, então estas licenças servem apenas para estatística.
submitted by UniuM to portugal [link] [comments]


2019.09.08 10:11 altovaliriano De: Tywin - Para: Hoster

Um texto longo, mas com TLDR no final.

1. Pista
Eu estava lendo Jaime contar a Devan sobre os arranjos para o noivado Lysa, quando reparei nisso:
– A primeira vez que vi Correrrio, era um escudeiro tão verde como a grama estival –, disse Jaime ao primo. – O velho Sumner Crakehall me mandou entregar uma mensagem, que ele jurou não poderia ser confiada a um corvo. Lorde Hoster reteve-me durante uma quinzena enquanto pensava na resposta, e sentou-me ao lado da filha Lysa a cada refeição.
(AFFC, Jaime V)
Á princípio acreditei que Sumner havia inventado uma desculpa esfarrapada para que Jaime fosse a Correrrio conhecer Lysa e ser avaliado por Hoster.
Mas a estratégia não parece fazer sentido. Por que Tywin triangularia a notícia com Sumner e faria mistério para Jaime? Se Tywin quisesse que Jaime fosse a Correrrio, bastaria ordenar a Jaime. Além disso, por que um escudeiro faria a viagem a Correrrio sem o cavaleiro a que servia? Não seria mais adequado?
2. Cronologia
Com essas perguntas em mente, comecei a analisar se esta farsa não foi armada depois que Jaime e Cersei começaram a por em prática o plano de tornar Jaime cavaleiro da guarda real. Mas a cronologia não permite:
À mesa, ignorara a pobre Lysa, enquanto pressionava Brynden Tully, pedindo-lhe histórias sobre Maelys, o Monstruoso, e o Príncipe de Ébano. Sor Brynden era mais novo do que sou agora, refletiu Jaime, e eu mais novo do que Peck.
(AFFC, Jaime V)
Jaime está com 34 anos ao falar isso. Segundo este parâmetros, o encontro deveria ter acontecido entre 277 DC (quando Jaime entrou a serviço de Sumner) e 279 DC (quando Peixe Negro teria 34 anos, segundo a estimativa mais flexível). Coincidência ou não, o noivado de Catelyn com Brandon foi realizado por volta de 277 DC.
Por outro lado, o encontro com Cersei se deu depois que Sor Harlan Grandison da Guarda Real já estava morto e Jaime já era um cavaleiro:
Jaime, entretanto, passara quatro anos como escudeiro de Sor Sumner Crakehall e conquistara as esporas contra a Irmandade da Mata do Rei. Mas quando fez uma breve visita a Porto Real no caminho de volta para Rochedo Casterly, principalmente para ver a irmã, Cersei puxou-o de lado e sussurrou que Lorde Tywin pretendia casá-lo com Lysa Tully, chegando ao ponto de convidar Lorde Hoster a vir à cidade para conversar sobre o dote. Mas se Jaime vestisse o branco, podia ficar sempre perto dela. O velho Sor Harlan Grandison morrera durante o sono, o que não podia ser mais apropriado para alguém cujo símbolo era um leão adormecido. Aerys iria querer um jovem para ocupar o seu lugar, portanto, por que não um leão rugindo para o lugar de um sonolento?
(ASOS, Jaime VII)
Como Grandison morreu em 281 DC, a visita a Correrrio deve ter acontecido de 2 a 4 anos antes do torneio de Harrenhal. Como o torneio havia sido anunciado desde 280 DC, podemos afirmar que a visita a Correrrio se deu 1 ou 3 anos antes do anúncio.
Por sua vez, o encontro com Cersei ocorreu meses antes do torneio. Ou seja, Tywin falava abertamente sobre casar Jaime e Lysa após o anúncio do Torneio, o que não fazia antes.
3. Conteúdo
Na carta havia algo sobre um arranjo de casamento entre Lysa e Jaime, possivelmente. Mas não era isso que tornava seu conteúdo não confiável para um corvo. Olhando para a cronologia, o torneio de Harrenhal parece um divisor de águas sobre a divulgação do noivado. Portanto, eu acho que Tywin falou a Hoster de forma explícita sobre Aerys.
A mensagem foi passada no ano 277 ou depois, ou seja, durante ou depois do Desafio de Valdocaso.
Se foi durante, Aerys estava sequestrado e isso dava meios e oportunidade para Tywin conspirar livremente contra Aerys. Inclusive justifica que Tywin tenha se sentido à vontade o suficiente para demonstrar conforto com a morte de Aerys e declarar-se abertamente favorável à sucessão de Rhaegar:
A maior parte dos membros do pequeno conselho estava com a Mão, do lado de fora de Valdocaso, neste momento, e vários deles argumentaram contra o plano de Lorde Tywin, alegando que tal ataque certamente incitaria Lorde Darklyn a matar o rei Aerys. "Pode ser que sim, pode ser que não", dizem que Tywin Lannister respondeu, "mas, se fizer, temos um rei melhor bem aqui". E ergueu a mão para indicar o príncipe Rhaegar.
(TWOIAF, Aerys II)
Se a mensagem foi entregue depois, tanto melhor. Com a visível decadência mental de Aerys depois do evento, certamente Tywin conseguiria provar seu argumento de que Aerys estava fora de controle e necessitava deixar o Trono de Ferro.
Portanto, eu acho que Hoster e Tywin estavam bolando algo, e esse algo se transubstanciou na forma do torneio de Harrenhal, possivelmente para atrair Rhaegar para um terreno neutro. O terreno escolhido foi justamente nas Terras Fluviais, nas terras de um dos súditos de Hoster, com quem Rhaegar tinha alguma conexão via um guarda de sua confiança: Oswell Whent.
o torneio foi anunciado pela primeira vez por Walter Whent, Senhor de Harrenhal, no final do ano de 280 d.C., não muito tempo depois de uma visita de seu irmão mais novo, Sor Oswell Whent, um cavaleiro da Guarda Real.
(TWOIAF, O Ano da Falsa Primavera)
Talvez Oswell tenha ido em pessoa porque também carregava uma mensagem "que não poderia ser confiada a um corvo".
4. Motivo
Certamente, a parte mais especulativa deste texto.
Se era certo que quem governava o reino era Tywin e não Aerys, obviamente que Hoster veria vantagens na aliança por casamento com o homem mais poderoso dos Sete Reinos. Mas seria isso suficiente para Hoster achar que valeria a pena o risco? Talvez, se Tywin demonstrasse ter Rhaegar consigo.
Da parte de Tywin, a razão parece mais fácil de descobrir: Hoster tinha o reino que ficava entre as Terras Ocidentais e as Terras da Coroa. Além disso, era o miolo de Westeros, por onde todas rotas passavam. Um aliado estratégico e com filhas em idade para casar. Pode ser que, inclusive, Tywin tenha visto a rede que os Starks estavam formando com os Tully, Arryn e Baratheon e quis ter uma participação nela também.
5. Comportamento
Quaisquer que tenham sido as reais intenções de Tywin e Hoster, o plano foi por água abaixo com a nomeação de Jaime para a guarda real. Contudo, alguns dos comportamentos de ambos Hoster e Tywin após o fracasso da aliança também parecem apontar para existência de segundas intenções.
Tywin não apareceu para o torneio que eu aqui proponho que ele tenha engendrado. Me parece que por saber que sua presença não contribuiria em nada, salvo sua própria humilhação. Ainda assim, o torneio contou com a presença maciça de homens das Terras Ocidentais:
Embora Lorde Tywin não tivesse se dignado a participar do torneio em Harrenhal, dezenas de seus senhores vassalos e centenas de cavaleiros estavam ali, e aplaudiram com ânimo e vigor o mais novo e mais jovem Irmão Juramentado da Guarda Real.
(TWOIAF, O Ano da Falsa Primavera)
Essa nota sobre a presença dos senhores Ocidentais parece estar cobrindo uma ausência deliberada de Tywin, e parece demonstrar que mesmo diante da derrota Lorde Lannister ainda tinha interesse de continuar com seus planos, mesmo que a margem de lucro a esta altura houvesse minguado significativamente.
Um dos indícios que esta leitura está correta é o fato de que Tywin propôs a Hoster uma nova aliança, substituindo Jaime por Tyrion. Não é surpreendente que Tully tenha recusado com escárnio ("ele respondeu que queria um homem inteiro para a filha" - ASOS, Tyrion III), mesmo que ele soubesse que Lysa não era mais donzela. O que surpreende é que Tywin tenha tentado a todo custo honrar o compromisso.
Veja: a situação não é igual ao que ocorreu quando Tywin ofereceu o filho anão para se casar com Elia Martell. Naquele momento, Tyrion não era apenas um anão bebê, mas também era o segundo na linha de sucessão. Tywin havia recusado disponibilizar Jaime sem nenhuma justificativa, de modo que deixava claro que a intenção era insultar.
Quando Tywin tenta barganhar com Hoster pela manutenção do compromisso, Tyrion tinha 8 anos e era o primeiro na linha de sucessão. Portanto, a jogada soa mais como um ato desesperado de Tywin do que com uma tentativa gratuita de ofender Tully. E o desespero de Tywin parece demonstrar a extensão do interesse que ele tinha no compromisso.
Por fim, outro elemento que liga Hoster a Tywin é o fato de ambos terem começado a rebelião neutros (no caso de Tully, a fonte é semi-canônica, do verbete de Lysa Tully no aplicativo oficial para celular), ainda que Hoster tenha depois se aliado aos rebeldes e, ironicamente, teve que substituir o noivo de Catelyn pelo Stark seguinte na linha de sucessão quando o primeiro morreu.
Um fato que acho esquisito é que Tywin nunca foi procurado ou ameaçado pelos rebeldes (além de aparecer magicamente à tempo nas muralhas de Porto Real para pilhar sozinho a cidade).
6. Conclusão
Ainda faltam algumas lacunas a serem preenchidas, especialmente no quesito das motivações, mas o panorama parece convincente o suficiente para que a tal mensagem que Jaime levou a Correrrio fosse mais do que um estratagema para que ele fosse conhecer e ser conhecido pelos Tully.
Tywin não é o tipo de personagem que você espera que jorre luz num assunto como esse. No entendo, Hoster parecia ser uma pai ligeiramente mais afetuoso e poderia nos dar uma luz. Pena que (convenientemente, talvez) Martin o tenha colocado nos livros como um idoso enfermo e delirante, em seus últimos dias. Nem das palavras soltas que balbuciava em seu leito eu fui capaz de tirar algo sobre o assunto deste tópico.

TL;DR - Tywin Lannister enviou uma carta por meio de Jaime propondo uma aliança secreta com Hoster Tully, concretizada na união das duas casas pelo casamento de Jaime e Lysa. Com o envolvimento de Rhaegar, esta aliança deu origem ao Torneio de Harrenhal. Mas tudo se perdeu quando Jaime entrou para a guarda real (ainda que Tywin tenha desesperadamente tentado manter o compromisso oferecendo Tyrion).
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.03.04 00:14 Manner1918 Nação Livre Brasileira

-Contexto: Estou escrevendo este livro por causa de um devaneio. Estou procurando criticas tanto positivas quanto negativas sobre esta escrita.Para ter um contexto geral antes da leitura, esse livro se passa em um mundo alternativo onde a Alemanha ganhou a Segunda Guerra Mundial, os nazistas também invadiram o Brasil e a tornaram em um estado fantoche a serviço da Alemanha.
Ainda não fiz nenhuma personagem no livro explicar sobre esse evento, ou como eles ganharam a guerra, mas já tenho as ideias principais anotadas em um caderno e tudo vai ser bem explicado. Se você tiver qualquer dúvida sobre o porque eu não dei muitos detalhes sobre qualquer coisa (a casa, as características de personagens, roupas, etc) é porque eu decidi não explicar no momento que a cena acontece, mas vou detalhando sobre tudo ao decorrer do livro.
-Importante: Só estou postando o primeiro capitulo do livro, apesar de ser mais de 3000 palavras. Já escrevi o inicio do segundo capitulo, mas está incompleto.Sinto muito por qualquer erro de português. E sinto muito por ser longo, mas vamos ao inicio do livro:


Eram cinco da manhã, Amélia tinha passado a noite acordada já que sua insônia tinha lhe mantida acordada novamente. Ela virava de um lado para outro na cama, agitava seu cabelo negro e liso que vinha até seus ombros, girava e apalpava seu travesseiro, tentando conseguir dormir ao mínimo alguns minutos. Mas foi tudo em vão e logo ela começava a pensar, enquanto desistia de culpar a sua cama pela insônia, pensava sobre como ela ainda não tinha um pingo de sono e enquanto olhava para o teto de seu quarto, pensava novamente em seus avós, como toda manhã, e como ela sentia saudades deles, de suas risadas, conselhos, puxadas de orelhas e, sobretudo, o cheiro do bolo de chocolate que seu avô fazia enquanto ela escutava as músicas que sua avó ouvia enquanto alimentava seus belíssimos pássaros. A sua avó adorava pássaros, e ela os tinha de todas as cores e espécies que ela poderia se lembrar, ela se lembrava do periquito azul, do canário amarelo, da calopsita cinza, da andorinha branca e um pássaro peculiar que parecia um pequeno pavão, da qual Amélia adorava como parte de sua família e até nomeará o pequeno pássaro como Fênix.
Os avós de Amélia tinham saído do país para viajar, isso de acordo com seus pais que tinham recebido uma carta no mês passado, na carta eles citam que iriam para um lugar muito longe e muito bonito, para Amélia, este lugar só poderia estar cheio de pássaros e bolos de chocolate. Mas, ao se tocar da realidade, ela cortou o seu sorriso da cara ao lembrar que eles nunca escreveram novamente, nem mesmo uma carta ou cartão postal. Ela pensava se tinha feito algo de errado antes deles partirem, talvez tenha sido o quadro do vovô que ela tinha derrubado ao brincar de astronauta no quarto de seus avós, ou talvez o vovô tenha ficado bravo com ela por ela derrubar o fermento, fazendo que o bolo do vovô não tenha crescido, ou poderia ter sido a gota d’água ela ter desligado a música da vovó acidentalmente em seu aniversário de seis anos. Ou talvez ela não era uma boa ouvinte dos conselhos, talvez ela nem merecesse os ouvir, ela não se sentia corajosa como sua avó, ou astuta como seu avô, pensando bem, ela não se sentia nem forte, nem observadora, ou dedicada, focada, e até mesmo inteligente como seus avós. Como toda manhã, ela pensava novamente em outro e novo motivo que poderia justificar a viajem e a não comunicação com ela por parte de seus avós, e hoje, ela pensava que poderia ser a sua gula, talvez se ela não tivesse pedido mais um pedaço de bolo no aniversário de oito anos, eles poderiam ter ficado.
Em todos estes pensamentos, ela notou que seus pais finalmente acordaram, na noite passada eles combinaram de acordar mais cedo para se arrumarem, ela se sentia sozinha com seus pensamentos a noite inteira por causa de sua insônia, ela vira para seu relógio de pilha que marcava seis em ponto, em breve ela teria que ir rapidamente a rua na frente de sua casa, precisando estar com cabelo e roupas arrumadas, e portando um sentimento de foco, força e determinação. Ela sentia dificuldade em todas as etapas, como iria arrumar o cabelo se ele sempre ficava mais alto na parte direita?, como iria arrumar a sua roupa, se ela se sentia desconfortável com a calça e o tênis verdes?, ela odiava os tênis verdes, como iria se levantar com foco, se quando levantava o sono lhe atacava com seus grilhões fortes? como iria sentir força se ela era tão magra em comparação aos seus pais e avós? E, como iria se sentir determinada, se ela deveria ser o motivo para seus avós partirem em uma viajem para outro país que parecia durar para sempre? As seis e quinze, o relógio despertava, ela conseguia ouvir o bairro inteiro se levantando em um pulo, ela queria ter essa força de vontade como os outros, principalmente a força de vontade de seu vizinho que ela nunca virá ficar triste ou desanimado, quem conseguia ficar animado de manhã? Ela pensava consigo mesma. Finalmente, seus pais batem na porta de seu quarto.
-Vamos logo Amélia, não se perca no horário novamente mocinha.
Dizia o seu pai, quase gritando. Ela tinha perdido o horário no dia anterior e enfureceu o seu pai e ela teve que ficar sem ler a parte do jornal que continha as tirinhas que ela adorava, do Capitão Hound, ela não queria perder mais um dia de suas aventuras no espaço. Levantando em seu ritmo e motivada pelas tirinhas que iria ler no fim do dia, pegou em seu armário as suas roupas e as vestiu sem ligar a luz de seu quarto, ela então olhava no espelho e tentava seu arrumar o máximo possível para não desapontar seus pais e finalmente sai do quarto e vai de encontro aos seus pais na sala de estar, ela via o seu pai terminando de se arrumar, ele tinha comprado uma gravata nova após tanto reclamar por falta de uma por quase um mês inteirinho, e reclamava por sempre estar passando vergonha na frente de seus vizinhos que tinham uma gravata nova quase toda semana, mas, dessa vez, ele iria impressionar com a gravata marrom escura de veludo nova, que combinava com seus cabelos e olhos castanhos, mas não tanto com a barba, pensava Amélia. Sua mãe estava otimista com seu cabelo, eles eram cacheados e escuros e todo dia pareciam ser diferentes após o banho e quase nunca à agradavam, mas hoje ela estava contente com o resultado que havia conseguido. O pai de Amélia checava em seu relógio de pulso a cada segundo para estar na rua de sua casa na hora certa, andava de um lado para outro em frente a porta, confiante com sua gravata de veludo.
-Eu sempre fico ansioso, não importa quantas vezes eu faça, ou quão pronto eu esteja, ou acho que esteja. Disse o pai de Amélia sem parar um segundo para respirar.
-Acho que nós já se acostumamos, a Amélia já está aqui e não irá cometer o erro de ontem, aquilo foi um show de horror. Sua mãe falava enquanto arrumava os seus brincos e olhando para a televisão em estática.
-Eu já pedi desculpas, eu só estava pensando no vovô e na vovó novamente e me atrasei, já chegou alguma carta deles mamãe? Amélia sempre tinha um pingo de esperança pela manhã, em que sua mãe lhe diria que havia chegado uma carta de seus avós.
-Já lhe disse para não comentar sobre seus avós, vamos deixar eles aproveitarem a viajem, também não podemos enviar cartas a eles, não sabemos o endereço correto e não podemos fica-
Enquanto sua mãe falava, seu pai a interrompe com um gesto de corte com a mão, e querendo desligar o assunto dos pais de sua esposa, que ele não gostava tanto por um motivo que Amélia não sabia.
-Pedir desculpas não adianta, o que move o nosso país e o mundo são ações, não palavras, você sabe muito bem mocinha, já lhe contamos essa história um milhão de vezes, não precisamos te falar o quão importante é que você sempre esteja na hora, esteja com foco, força e...
-Determinação. Completava Amélia a frase de seu pai com a cabeça baixa, olhando para os seus tênis verdes que tanto odiava.
-Agora, vamos continuar esperando a hora certa, a televisão já está no volume máximo, se o relógio não funcionar, temos a televi... – A fala de seu pai é cortada pelo despertador do relógio de pulso, mostrando que de fato eram sete horas da manhã, ele então desliga o despertador e abre a porta de sua casa com um grande sorriso no rosto, que, para ele mostrava sua força e determinação para continuar o dia e estar na hora exata todo dia seria uma grande demonstração de foco e ele se orgulhava nisso. Sua mãe acompanhou o marido enquanto puxava Amélia pelo ombro para lhe seguir, sua mãe sempre estava de cabeça erguida as sete da manhã, isto mostrava sua determinação, estar com sua filha mostrava o seu foco como mãe, já a sua força era refletida na saúde total de seu marido e sua filha. Amélia sentia que por conseguir levantar de manhã e não desmaiar de sono, era seu foco, aguentar seus pais com esses horários era sua força e, conseguir andar parecendo ridícula com aqueles tênis verdes, eram sua determinação.
Finalmente, os homens de cada casa começavam a elevar a bandeira nos mastros que todas as casas tinham exatamente alinhada, uma bandeira verde, amarela, com um círculo azul no meio e uma grande suástica branca com bordas pretas no meio desse círculo e dentro da suástica possuía em preto a frase “Foco, Força e Determinação”. Com a bandeira no topo, todos levantavam seus braços direitos em direção a bandeira e começavam a cantar o Hino da Nação Livre Brasileira.
Enquanto Amélia cantava o hino, acompanhando o ritmo do hino que estava sendo tocado na televisão da maioria das casas e nas rádios das outras casas, ela olhava ao seu redor, via que todos nunca tiravam os olhos da bandeira, não piscavam ou sequer moviam seus braços estendidos, e se questionava se ela também deveria estar sempre assim, mas ela não aguentava mais estar de pé cedo todos os dias, mesmo que sua insônia lhe mantivesse acordada a noite inteira. Ela olhava o seu vizinho que nunca virá ficar triste, um menino mais velho que Amélia, de cabelos curtos, lisos e loiros, chamado de Arthur Von Müller Hoff Braun, e ele, como toda sua família se orgulhava imensamente de ser totalmente alemão, o pai de Amélia tinha feito uma amizade quase duradoura com essa família. Já do outro lado da rua, ela via diversas crianças quase da mesma idade que ela, mas ela não tinha conhecimento de quase ninguém, ela tentava imaginar os nomes dessas crianças, do que elas gostavam de comer aos Sábados, se elas gostavam de bolo de chocolate, como deveria ser o quarto delas, imaginava se eles tinham uma televisão em casa ou um rádio, de quais desenhos eles mais gostavam, se eles eram alemães, ou italianos, japoneses ou brasileiros e, pensava também como os tênis de outras crianças eram incrivelmente mais legais do que os dela e ainda por cima, pareciam muito mais confortáveis do que os tênis verdes dela. No meio dessas famílias desconhecidas, ela via a sua única amiga da escola, uma menina de cabelos escuros e olhos claros, chamada de Rúbia, Amélia adorava esse nome, por achar muito diferente do que todos que já tinha ouvido na vida e, diferentemente das outras crianças, ela sabia quase tudo sobre Rúbia, começando pelo nome, o que ela gostava de comer aos Sábados, se ela tinha uma televisão, quais desenhos ela gostava e tudo mais. Rúbia não vinha de uma família muito rica, ela tinha exatamente tudo para ter uma boa vida, mas não tinham uma televisão, o que o pai de Amélia achava estranho e dizia que era algo que somente pessoas pobres e sem cultura não teriam uma televisão em casa, mas, a família de Rúbia tinha um rádio que precisava ser ligado em uma tomada, esse rádio não era um orgulho dos pais de Rúbia, mas Amélia achava o rádio incrível, por ser grande, quase do seu tamanho e não precisar comprar pilas quase toda semana, o que ela achava uma inconveniência enorme, além de ser muito bonito por ter um pedaço feito com couro de verdade, apesar de Amélia não saber exatamente de onde o couro vinha. Amélia tinha conhecido Rúbia após precisar de ajuda em História da Alemanha no segundo ano da escola, Rúbia ajudou Amélia em quase todos os aspectos da história alemã e ambas conseguiram notas máximas na última prova do ano escolar e, desde então, ficaram amigas para “todo mundo, para sempre e adiante”, como Amélia sempre dizia.
O hino tinha finalmente acabado, todas as famílias iam para dentro de casa após dobrar a bandeira, o pai de Amélia andava de peito estufado para que todos olhassem a sua gravata de veludo, enquanto ele ia retirar a bandeira para a hastear no próximo dia, já sua mãe foi em direção da família dos Von Müller para conseguir se atualizar nas conversas, já que no dia anterior não conseguiram conversar por causa do atraso de Amélia para cantar o hino nacional. Amélia estava ajudando o seu pai a retirar e dobrar a bandeira do Brasil.
-Filha, por favor, tente manter contato visual com a bandeira, você sabe que todo mundo faz isto.Dizia o seu pai quase sussurrando para Amélia.
-Eu... estava só olhando ao redor, a bandeira não ia sair dali pai. Você nunca fez isto quando criança?
-Se fiz, fui repreendido pelos meus pais, o mesmo que estou fazendo com você. Então eu espero que você siga o meu caminho e me obedeça. Amanhã olhe diretamente para a bandeira e não tire seus olhos dela, fui claro mocinha?
-Tudo bem pai, sinto muito. Disse Amélia com um tom deprimido, olhando novamente para seus tênis verdes. Ela imaginava se deveria contar ao seu pai que o tamanho que ele comprará estava errado, ou se ela deveria aguentar até o próximo ano, quando seu pai poderia comprar-lhe outro tênis, seu pai tinha guardado dinheiro para comprar a Amélia um tênis da marca Griffin, considerado um dos melhores de acordo com o programa de moda alemã que sua mãe tinha visto no ano anterior. Talvez seu pai fosse brigar com ela ou dizer que ela está maluca por não gostar de um tênis tão caro e de marca alemã. Com isto em mente, ela decidiu não falar nada para seu pai, e pensava que no ano seguinte, ele iria lhe comprar um tênis melhor, apesar que tinha medo que seu pai comprasse novamente um tênis que não lhe serviria.
Ela tinha terminado de ajudar seu pai com a bandeira, guardando-a em uma caixa de madeira ao lado da caixa de correio, e em um piscar de olhos seu pai foi para dentro de casa se arrumar para o trabalho e, se conseguisse se arrumar rápido ele conseguiria ver o noticiário da manhã que iria começar as sete e meia da manhã, exatamente a hora em que o hino nacional iria parar de tocar nas televisões e nas rádios. Amélia decide entrar em casa e checar novamente seu material escolar antes da aula, seria a terceira vez que iria fazer isso, já que, de madrugada ela tinha checado duas vezes por não conseguir dormir. Ela conta quantos lápis possui, quantas canetas, até tentou contar quantas folhas tinham em seu livro didático e em seu caderno, mas desistiu quando a contagem chegou a cinquenta e sete e meio, já que ela tinha rasgado uma página do seu caderno no meio para poder desenhar o Capitão Hound e ela juntos em uma aventura longe da sua casa, longe do bairro, longe da escola, longe do Brasil, longe de tudo e todos; Quanto Rúbia viu o desenho, pediu para estar junto com ela, Rúbia admirava os desenhos que Amélia conseguia fazer, ela tinha guardado em casa um desenho de Amélia, sobre uma noite estrelada dentro dos olhos de Rúbia. O desenho com ela, Rúbia e o Capitão Hound estava guardado perto do espelho de seu armário marrom, onde ela poderia ver toda manhã.
Ela escutou o som do jornal sendo jogado contra à porta, ela estava animada para poder ler o quadrinho novo do Capitão Hound, mas sabia que só poderia ler quando seu pai terminasse de ler todas as notícias, o que só acontecia ao anoitecer, mas ela não se importava com isso, porque ela sabia que o Capitão Hound estaria ali a noite para conceder uma proteção vinda do espaço e além. Ela saiu de seu quarto para o corredor, sua mãe ainda não tinha voltado para casa, com certeza a conversa com a vizinha deveria estar muito emocionante, ela pensou consigo mesma. Seu pai veio logo em seguida arrumando uma gravata antiga que ele possuía, com certeza ele só utilizaria a gravata de veludo na hora do hino, ou talvez em alguma outra ocasião importante, como quando sua mãe faria Schnitzel em algum jantar futuro, o pai de Amélia amava Schnitzel, ele abriu a porta da frente e pegou o jornal acenando para alguns vizinhos que estavam na rua, ele logo entrou em casa e guardou o jornal no topo do armário da sala, onde Amélia não alcançava de jeito algum, e ela tinha parado de tentar quando quase quebrou o braço se equilibrando em uma cadeira, querendo mostrar as tirinhas para Rúbia em uma tarde de Sábado. Seu pai então se sentou no sofá da sala e começou a ver o noticiário da manhã, ela se sentou no chão em cima do tapete branco e felpudo para esperar os desenhos as oito da manhã. Ela estava lá em corpo, mas sua mente sempre estava fervendo com novos pensamentos, ela se imaginava comendo novamente um bolo de chocolate de seu avô e vendo o álbum de fotos da vovó, que ela nunca tinha visto por completo, já que sempre começavam a ver tudo novamente toda vez que iam ver as fotos no fim da tarde, e na metade do álbum seu pai sempre chegava para lhe trazer para casa, a vovó sempre tinha histórias novas para contar, mesmo que as fotos eram as mesmas, apesar de Amélia não entender muito bem sobre o que a vovó falava, um tempo em que você não precisava acordar de manhã para cantar o hino, um tempo em que você não tinha toque de recolher, um tempo com o que a vovó chamava de liberdade. O que a vovó queria dizer com liberdade? Amélia nunca tinha visto algo além de sua casa, sua rua, sua escola, a casa de seus avós e o espaço sideral com o Capitão Hound. O pensamento de Amélia foi puxado de novo para o presente quando ela ouviu a televisão dar um alto som do noticiário, e um grito de espanto do papai.
-MINHA NOSSA. Gritou o pai de Amélia.
-Caros telespectadores, é com pesar que anunciamos um ataque terrorista novamente perto da Capital, os terroristas plantaram uma bomba na Praça da Liberdade e acabaram matando dois estudantes da Juventude Hitlerista e um político de alta patente que o nome não será relevado para maior segurança de seus familiares. Estes terroristas são inimigos declarados do Reich e do Brasil Livre, mantenham seus olhos abertos, seus vizinhos podem ser inimigos da nossa nação e da nação alemã, não se esqueçam de denunciar a qualquer autoridade sobre atividades suspeitas ligadas a terrorismo e ligações com tentativas de criar o fim da liberdade de nosso povo e da nossa grande nação. O nosso grande líder Heinrich Hitler II, fará um pronunciamento para a o Reich Alemão devido ao alto número de terroristas nesse ano, este pronunciamento irá ocorrer com intenção de unir a nossa grande nação em uma só causa. O pronunciamento será transmitido as oito da noite, no programa ReichZeit, ou Hora do Reich.Traremos mais notícias sobre o incidente assim que tivermos quaisquer novidades. Voltamos a programação normal. Heil Hitler.
Amélia só tinha visto aquele repórter uma vez na televisão, mas ela sabia que quando ele aparecia não era uma boa notícia, e o seu pai tinha sempre grandes ataques de ansiedade com notícias fortes e alarmantes. Enquanto o repórter falava, imagens da Praça da Liberdade eram mostradas, apesar de Amélia nunca ter visto a praça antes, ela sabia que não era daquele modo que deveria estar, com fogo, ruínas e ambulâncias por todo lado.
-Minha nossa, eu não posso acreditar que ocorreu novamente, deve ser a quinta ou sexta vez que está acontecendo isto. Como isto está acontecendo, como pode estar acontecendo? Meus vizinhos podem ser inimigos? Não só inimigos da nação, mas inimigos da minha liberdade e da minha família. Eu tenho que pensar em algo para me proteger e para proteger minha família. Como... quando, eu, posso fazer algo.... eu teria que, bem, eu posso tentar, não, é impossível... só se eu fizer aquilo, mas não, não posso e nem deveria.Seu pai dizia sem piscar ou respirar, a sua ansiedade estava altíssima.
A mãe de Amélia entra na casa correndo, ela deveria ter visto o mesmo noticiário da casa dos Von Müller. Ela se acalma e respira fundo e nota que seu marido está andando de um lado para outro sem parar.
-Acalme-se Luís, com certeza teremos uma repercussão alta pelo pronunciamento do Führer. Ele vai ajeitar tudo. Nós temos que acreditar na nação. Não podemos perder a cabeça, estamos aqui e juntos iremos passar por qualquer situação.A mãe de Amélia conseguira fazer o marido sentar um instante para respirar.
Amélia não conseguia entender a situação completamente, ela sabia quem era o Führer, mas não entendia como os terroristas agiam, ou porque agiam deste modo, ou quem eram. O repórter havia dito que seus vizinhos poderiam ser inimigos, mas como poderiam? Rúbia era sua amiga para todo mundo, para sempre e adiante. E Arthur era inofensivo, um pouco chato, mas inofensivo sem dúvidas, uma vez ela pisou no sapato dele sem querer e ele que pediu desculpas a Amélia. E no fundo, ela se perguntava se esses ditos “terroristas” iriam gostar do bolo de chocolate do seu avô.

submitted by Manner1918 to EscritoresBrasil [link] [comments]


2019.01.14 15:03 tkaliveira Suicídio esquerdista brasileiro.

Suicídio esquerdista brasileiro.

Não, Ciro Gomes não representa o protagonismo da esquerda, a esquerda estará morta até lá.
ESQUERDA É VERMELHA E DIREITA PODE SER AZUL, AMARELO, VERDE E ATÉ BRANCO.
Os termos direita e esquerda foram criados durante a revolução francesa e se referiam ao lugar onde políticos sentavam no parlamento francês. O uso do termo esquerda tornou-se mais proeminente depois da restauração da monarquia francesa. Mais tarde, o termo foi aplicado a uma série de movimentos sociais, especialmente ao republicanismo, o socialismo, o comunismo e o anarquismo.
O espectro político da esquerda tem suas sub-vertentes podem variar da centro-esquerda a extrema esquerda. O termo centro-esquerda denota uma posição política ligada à política tradicional. Já o termo extrema-esquerda se refere a posições radicais.
O central-esquerdismo abriga grupos como os sociais-democratas, progressistas e socialistas-democráticos e ecossocialistas. Essa vertente do esquerdismo tem uma ideologia mais aberta, ela flerta com sistemas de mercado que se aproximam do liberalismo.
Já a extrema-esquerda é o espectro político que agrupa os partidos que não flertam com os que flertam o central-esquerdismo, mas sim com os que tem como base ideológicas fundadas no radicalismo para emprego de sistemas de gestão em sua plenitude, o comunismo.
Esse espectro não flerta, não é favorável, ele luta pela ditadura do proletariado. A ditadura do proletariado é a condição em que o proletariado detém o controle/poder político.
A ideologia radical da extrema-esquerda traz em seu bojo reformas antiliberais como distribuição equitativa da riqueza e descentralização dos meios de produção.
Aqui no Brasil temos partidos de extrema esquerda, muitos acham que é o Partido dos Trabalhadores - PT e o Partido Socialismo e Liberdade - PSOL mas não é. A extrema esquerda no Brasil é representada por Partido Comunista Brasileiro - PCB, Partido Comunista do Brasil - PCdoB, Partido Comunista Revolucionário - PCR e Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado - PSTU.
PARTIDO DOS TRABALHADORES - PT
Nem tudo que faz oposição a direita é esquerda, houve um tempo em que o Brasil tivera sua idade pré-iluminação, e todos os efeitos da democracia foram suprimidos pelo autoritarismo institucional e alguns já não suportavam mais sobreviver as incursões do regime militar, era necessário fazer uma frente política capaz de abalar as estruturas da autocracia instaurada no brasil naqueles tempos.
O PT foi fundado por um grupo heterogêneo de militantes que faziam frente oposicionista a ditadura militar. A gênese do partido ocorrera com o flerte entre os movimentos sindicais do ABC (São Paulo era proeminentemente o maior território brasileiro com sindicalistas) - aproximação que resultaram em grandes greves entre 1987 e 1980 e militantes da esquerda brasileira que era composta por ex-presos políticos e exilados que puderam retornar com a leia de anistia. O PT desde a fundação abraçou o socialismo democrático, friso que foi um partido que praticamente assumiu o protagonismo pela redemocratização brasileira.
ESCÂNDALOS DO PT
Em 2002 finalmente fora eleito pela primeira vez um membro do partido dos trabalhadores para chefiar o poder executivo da união, Luis Inácio Lula da Silva seria o primeiro petista assumir o maior cargo da política nacional.
Desde então, o PT coleciona um rol premiativo de escândalos nas suas gestões até os dias atuais. O partido dos trabalhadores fizera um gestão na minha opinião popular, e não populista, gestão em que fases dela equilibraram a desigualdade das classes mais baixas com as classes médias difundido acesso a educação, cultura e renda, há quem discorde, porém, em outro artigo, escrevo sobre isso. Vamos ao que interessa neste capítulo, escândalos:
  1. Waldomiro Diniz - era assessor da presidência para assuntos parlamentares e em fevereiro de 2004 foi afastado do cargo após divulgação de vídeo em que aparece cobrando propina para arrecadar dinheiro para campanha eleitoral de 2002.
  2. Mensalão - em 2005 foi a vez do esquema de compra de votos do PT dá as caras ao protagonismo anti-ético e vil. Esquema em que deputados eram pagos com dinheiro público desviado com ajuda do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e operador Marcos Valério.
  3. Cassação de José Dirceu - Ele foi apontado como o chefe do esquema do mensalão mas somente em 2015 ele foi cassado, com 293 votos a favor a Câmara dos Deputados o cassou, o maior depoente sobre foi o Roberto Jefferson.
  4. Alcunhado de Esquema dos "Aloprados" em 2006 a Polícia Federal prendeu Hamilton Lacerda, ex-assessor de Aloizio Mercante que tentava negociar um dossiê falso que ligava José Serra e Geraldo Alckmin ao escândalo dos sanguessugas.
  5. Renúncia de Palocci - em 2006 Antônio Palocci renunciou o cargo de ministro da fazenda depois da acusação de ter chefiado esquema de corrupção na época que era prefeito de Ribeirão Preto. Palocci teria cobrado mesadas de até R$ 50.000,00 mensais de empresas que prestavam serviços à prefeitura para os cofres do PT.
  6. Prisão dos Petistas - Em outubro de 2012, quase dez anos após o escândalo do mensalão, os petistas José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares foram condenados por corrupção ativa e formação de quadrilha.
  7. Dilma Roussef - No primeiro ano de mandato da presidente eleita, saíram/perderam/foram exonerados os ex-ministros Antonio Palocci, Wagner Rossi, Orlando Silva, Pedro Novais e Mario Negromonte.
  8. Lava-Jato - Investigações com foco inicial em desvios de recursos da Petrobras.
  9. Ex-tesoureiro preso - Acusado de receber propina de contratos da Petrobras para o PT, o ex-tesoureiro do PT Jão Vaccari Neto foi preso em 2015.
  10. Pedaladas Fiscais - em parecer unanime do TCU as pedaladas fiscais praticadas pela presidente Dilma Rousseff foram consideradas crime de responsabilidade fiscal.
  11. Marqueteiro é preso - A operação lava-jato é divida em diversas fases, em uma delas chamada "Acarajé", o marqueteiro das campanhas presidenciais do PT, João Santana fora preso junto com sua mulher, Mônica Moura, acusados de receber propina da Odebrecht.
  12. Delcido Amaral - ex-líder do governo, o senador foi preso em flagrante ao tentar comprar o silêncio do delator Nestor Cerveró.
  13. Na 24ª fase da operação lava-jato, Lula conduzido coercitivamente para prestar depoimento.
Muito se diz que na gestão do partido dos trabalhadores ninguém criticava ou via os escândalos que ocorriam. A mídia e as instituições fiscalizadoras não fecharam os olhos para os delitos que envolveram os petistas, com ações na maioria das vezes viciadas e tendenciosas, quando foi conveniente, sempre publicizaram o cerne podre do partido e de sua gestão.
PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA - PDT
O PDT é um partido centro-esquerda, e é alinhado com ideologia trabalhista e socialista democrática. Leonel Brizola após a morte de João Goulart reuniu personalidades progressistas que se encontravam no exílio e outras pessoas que vinham ao Brasil no Encontro dos Trabalhistas do Brasil com Trabalhistas no Exílio, realizado na cidade de Lisboa, em Portugal. O objetivo da reunião foi reorganizar o movimento trabalhista no Brasil.
Nesta reunião foi escrita a Carta de Lisboa, documento que tinham as bases programáticas do partido político que Brizola queria reorganizar no contexto da redemocratização, o partido era o Partido Trabalhista Brasileiro.
Com anistia política concedida em 1979 e a volta do pluripartidarismo ao sistema eleitoral brasileiro, muitos políticos brasileiros voltaram ao país e tentaram recuperar os antigos partidos políticos que existam antes da ditadura militar.
Com a morte de Jango durante a ditadura, Brisola surgiu naturalmente como o líder do PTB e, após sua chegada no país, tentou reorganizar a legenda e foi surpreendido pela ação concorrente de Ivete Vargas, sobrinha-neta de Getúlio Vargas que revindicou para si o controle da Legenda do PTB.
E com ajuda dos militares, que não queriam que Brizola herdasse a legenda do PTB de Jango, o TSE resolveu ceder a legenda aos grupo político liderado pela Ivete Vargas que agrupava políticos que não eram favoráveis a políticas garantistas trabalhistas.
Inconformados com a atitude e considerando o PTB sob a liderança de Ivete Vargas divergentes com os ideias de Jango, Brizola formou um novo partido, um partido para representar os ideias trabalhistas históricos, o Partido Democrático Trabalhista.
2019 - A NOVA ERA
Neste ano de 2019 e desde o período da redemocratização somos comandados por políticos profissionais que sabem exatamente que política é um jogo de toma lá da cá, e que não existe governabilidade sem fazer parte desde jogo. Jogo que permite até mudança de nome, por exemplo, PMDB que hoje é apenas MDB mas que não mudara nada em seus ideais e postura. Para muitos brasileiros os grilhões da corrupção seriam rompidos com a nova era política, nova era alcunhada pela gestão atual.
O chefe do executivo pode ser facilmente enforcado pelas casas legislativas se não entrar no jogo político, e os partidos também seguem a mesma regra. Os partidos independente da legenda, ideologia e estatuto terão que flexibilizar a opinião e postura se quiserem sobreviver e já estão fazendo.
O Senado Federal é o representante do Estado na casa legislativa e sua composição segue conforme abaixo:

Composição atual do Senado Federal

A Câmara dos Deputados Federal representam os interesses do povo na casa legislativa e sua composição segue conforme abaixo:

Composição Atual da Câmara dos Deputados Federais.
Com mais poder no senado federal, é lógico que o governo executivo alinhará relações diplomáticas e cooperativas com MDB e PSDB, fará com os demais partidos, e será interessante como isso poderá ser conduzido, já que o Presidente Bolsonaro tem uma postura radical nas relações partidárias.
Já a representatividade do povo na minhão opinião será de contendas, já que o PT, partido claramente odiado pelo presidente do país, dividirá o poder da representatividade com o PSL, partido do presidente eleito.
O JOGO NÃO PODE PARAR, NUNCA!
Rodrigo Maia do Dem, Deputado Federal assumiu protagonismo na mudança ideológica social atual, o expurgo do esquerdismo para o liberalismo que "vai assumir o país". O Deputado Federal e atual presidente do Senado Federal também já foi acusado pela Procuradoria-Geral da República de ter pedido propina e recebido propina num valor de R$ 600.000,00 e outros recursos não contabilizados da Odebrecht.
A bandeira só não é vermelha porque não pode mais, porque se pudesse, usariam, porque "deles" se beneficiam. PDT, SB e PCdoB em 11/01/2019 avaliam apoio a candidatura a reeleição do Maia a presidência do Senado.
O PDT sinalizando apoio, enfraquece qualquer frente oposicionista ao governo atual.
E em 2017, Maia fez aliança com o PT e PCdoB e emperrou instalações de CPIS para investigar a UNE.
Em 2019, Bolsonaro troca bilhete com Maia escrito "Collor é ....dato?" e fora tudo registrado por repórteres fotográficos, o dedo direito do presidente cobriu as primeiras silabas da palavra que pode ser candidato.

Presidente do Senado trocando Bilhetes com Presidente.
Essa aproximação denota claramente que o PSL está alinhado com o Maia e haverá apoio político a reeleição, e isso será em troca de quê?
Frisando que um presidente do Senado aliado poderá emperrar qualquer ação que ofereça perigo ao presidente e aliados nas casas legislativas, vide que a atual gestão já entrou com o "pé-na-jaca" https://www.reddit.com/BrasildoB/comments/af75ku/todos_sabem_onde_est%C3%A1_queiroz/
FARINHA IGUAL, SACOS DIFERENTES E MESMA BARRIGA.
Depois de tanto tempo, golpe de 64, diretas já, redemocratização, impeachments e PMDB/MDB nunca elege um presidente direto parece-nos que a política ainda é uma arte complexa que muitos outorgam a capacidade de entender e crítica para quem tem o melhor discurso.
Todos os presidentes já tiveram suas relevantes atuações, sejam elas positivas ou negativas. O Brasil é praticamente uma pessoa da geração Y que dá trabalho e mete os pés pelas mãos na modernidade atual.
Podemos criticar tudo e todos para justificar nossas escolhas políticas que abocanham o tesouro nacional e juramos para nós mesmos que "se fosse a gente nos faríamos diferente".
A política sempre será um jogo encantador como o xadrez, cada peça sua função, cada movimento pensado e calculado, até mesmo, quando se entrega um peça de graça para a morte, não se faz isso sem objetivo.
A esquerda brasileira deve sentar e fazer o mea culpa, principalmente a esquerda de verdade, a vertente que não tem quase expressão política pelo fato de sempre ser considerada concursa com o inimigo do Brasil.
Ameaça comunista não existe, o socialismo é implantado no Brasil desde sempre, a própria constituição que tem um viés socialista.
Quando PT, PCdoB e PDT flertam com um presidente do Senado que vai contra seu estatutos, atuação e imparcialidade do cargo, algo está muito errado.
Quando o Partido Socialismo e Liberdade crítica abertamente a Senadora Gleisi Hoffman e o PT por apoiar governos como o de Maduro na Venezuela mostra a cisão que há entre os partidos de esquerda no Brasil, e esse comportamento heterogêneo constroem um campo para movimento como o Movimento Brasil Livre assumir protagonismo de oposição.
Sendo o MBL como é, ele se opões sempre que não concorda que é algo completamente normal, logo mais, o MBL será a verdadeira esquerda. Kim e Cia, a vez de vocês vai chegar.
Logo, de esquerda ou direita, se causa dano social e estigmatiza a democracia e a política como algo ruim a ponto de preferir um sistema de autocracia liderados por militares, ser esquerda ou direta falha imensuravelmente e quem perde somos todos nós.
O que tem havido é que quem detém o poderio político só faz pelos seus, e como reflexo engolimos goela abaixo o xibé político tradicional brasileiro.
REFERÊNCIAS:
CARONE, Edgard - O PCB. São Paulo: DIFEL, 1982;
TSE, Estatuto do Partido Comunista do Brasil;
PRC, 2010 - Vote em que luta e defende os direitos dos trabalhadores e da juventude;
TSE, TSE - Partidos políticos registrados no TSE, 29 de Junho de 2017;
GADOTTI, M. Pereira - O Pra que PT: Origem, Projeto e Consolidação dos Partidos dos Trabalhadores. São Paulo: Cortez, 1989;
O GLOBO, Brasil - 13 escândalos do PT no Poder, site: https://oglobo.globo.com/brasil/13-escandalos-do-pt-no-poder-18803710
HARI, Alexandre Brust - PDT 38 anos de socialismo. PDT, 2018.
EXAME - Como será a Câmara e o Senado após mudanças desta eleição, 2019, site: https://exame.abril.com.bbrasil/como-ficara-a-camara-e-o-senado-apos-as-mudancas-desta-eleicao/
O GLOBO - Ex-executivo da Odebrecht aponta repasses de R$ 600 mil para Rodrigo Maia. - 12/12/2016 - site: https://oglobo.globo.com/brasil/ex-executivo-da-odebrecht-aponta-repasses-de-600-mil-para-rodrigo-maia-20624518
G1 POLÍTICA - Bolsonaro pergunta sobre Collor em bilhete entregue a Rodrigo Maia durante evento na PGR. Publicado em 11/01/2019 - site: https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/01/11/bolsonaro-pergunta-sobre-collor-em-bilhete-entregue-a-rodrigo-maia-durante-evento-na-pgr.ghtml
submitted by tkaliveira to brasil [link] [comments]


2019.01.13 15:04 tkaliveira Suicídio esquerdista brasileiro.

Suicídio esquerdista brasileiro.

Não, Ciro Gomes não representa o protagonismo da esquerda, a esquerda estará morta até lá.
ESQUERDA É VERMELHA E DIREITA PODE SER AZUL, AMARELO, VERDE E ATÉ BRANCO.
Os termos direita e esquerda foram criados durante a revolução francesa e se referiam ao lugar onde políticos sentavam no parlamento francês. O uso do termo esquerda tornou-se mais proeminente depois da restauração da monarquia francesa. Mais tarde, o termo foi aplicado a uma série de movimentos sociais, especialmente ao republicanismo, o socialismo, o comunismo e o anarquismo.
O espectro político da esquerda tem suas sub-vertentes podem variar da centro-esquerda a extrema esquerda. O termo centro-esquerda denota uma posição política ligada à política tradicional. Já o termo extrema-esquerda se refere a posições radicais.
O central-esquerdismo abriga grupos como os sociais-democratas, progressistas e socialistas-democráticos e ecossocialistas. Essa vertente do esquerdismo tem uma ideologia mais aberta, ela flerta com sistemas de mercado que se aproximam do liberalismo.
Já a extrema-esquerda é o espectro político que agrupa os partidos que não flertam com os que flertam o central-esquerdismo, mas sim com os que tem como base ideológicas fundadas no radicalismo para emprego de sistemas de gestão em sua plenitude, o comunismo.
Esse espectro não flerta, não é favorável, ele luta pela ditadura do proletariado. A ditadura do proletariado é a condição em que o proletariado detém o controle/poder político.
A ideologia radical da extrema-esquerda traz em seu bojo reformas antiliberais como distribuição equitativa da riqueza e descentralização dos meios de produção.
Aqui no Brasil temos partidos de extrema esquerda, muitos acham que é o Partido dos Trabalhadores - PT e o Partido Socialismo e Liberdade - PSOL mas não é. A extrema esquerda no Brasil é representada por Partido Comunista Brasileiro - PCB, Partido Comunista do Brasil - PCdoB, Partido Comunista Revolucionário - PCR e Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado - PSTU.
PARTIDO DOS TRABALHADORES - PT
Nem tudo que faz oposição a direita é esquerda, houve um tempo em que o Brasil tivera sua idade pré-iluminação, e todos os efeitos da democracia foram suprimidos pelo autoritarismo institucional e alguns já não suportavam mais sobreviver as incursões do regime militar, era necessário fazer uma frente política capaz de abalar as estruturas da autocracia instaurada no brasil naqueles tempos.
O PT foi fundado por um grupo heterogêneo de militantes que faziam frente oposicionista a ditadura militar. A gênese do partido ocorrera com o flerte entre os movimentos sindicais do ABC (São Paulo era proeminentemente o maior território brasileiro com sindicalistas) - aproximação que resultaram em grandes greves entre 1987 e 1980 e militantes da esquerda brasileira que era composta por ex-presos políticos e exilados que puderam retornar com a leia de anistia. O PT desde a fundação abraçou o socialismo democrático, friso que foi um partido que praticamente assumiu o protagonismo pela redemocratização brasileira.
ESCÂNDALOS DO PT
Em 2002 finalmente fora eleito pela primeira vez um membro do partido dos trabalhadores para chefiar o poder executivo da união, Luis Inácio Lula da Silva seria o primeiro petista assumir o maior cargo da política nacional.
Desde então, o PT coleciona um rol premiativo de escândalos nas suas gestões até os dias atuais. O partido dos trabalhadores fizera um gestão na minha opinião popular, e não populista, gestão em que fases dela equilibraram a desigualdade das classes mais baixas com as classes médias difundido acesso a educação, cultura e renda, há quem discorde, porém, em outro artigo, escrevo sobre isso. Vamos ao que interessa neste capítulo, escândalos:
  1. Waldomiro Diniz - era assessor da presidência para assuntos parlamentares e em fevereiro de 2004 foi afastado do cargo após divulgação de vídeo em que aparece cobrando propina para arrecadar dinheiro para campanha eleitoral de 2002.
  2. Mensalão - em 2005 foi a vez do esquema de compra de votos do PT dá as caras ao protagonismo anti-ético e vil. Esquema em que deputados eram pagos com dinheiro público desviado com ajuda do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e operador Marcos Valério.
  3. Cassação de José Dirceu - Ele foi apontado como o chefe do esquema do mensalão mas somente em 2015 ele foi cassado, com 293 votos a favor a Câmara dos Deputados o cassou, o maior depoente sobre foi o Roberto Jefferson.
  4. Alcunhado de Esquema dos "Aloprados" em 2006 a Polícia Federal prendeu Hamilton Lacerda, ex-assessor de Aloizio Mercante que tentava negociar um dossiê falso que ligava José Serra e Geraldo Alckmin ao escândalo dos sanguessugas.
  5. Renúncia de Palocci - em 2006 Antônio Palocci renunciou o cargo de ministro da fazenda depois da acusação de ter chefiado esquema de corrupção na época que era prefeito de Ribeirão Preto. Palocci teria cobrado mesadas de até R$ 50.000,00 mensais de empresas que prestavam serviços à prefeitura para os cofres do PT.
  6. Prisão dos Petistas - Em outubro de 2012, quase dez anos após o escândalo do mensalão, os petistas José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares foram condenados por corrupção ativa e formação de quadrilha.
  7. Dilma Roussef - No primeiro ano de mandato da presidente eleita, saíram/perderam/foram exonerados os ex-ministros Antonio Palocci, Wagner Rossi, Orlando Silva, Pedro Novais e Mario Negromonte.
  8. Lava-Jato - Investigações com foco inicial em desvios de recursos da Petrobras.
  9. Ex-tesoureiro preso - Acusado de receber propina de contratos da Petrobras para o PT, o ex-tesoureiro do PT Jão Vaccari Neto foi preso em 2015.
  10. Pedaladas Fiscais - em parecer unanime do TCU as pedaladas fiscais praticadas pela presidente Dilma Rousseff foram consideradas crime de responsabilidade fiscal.
  11. Marqueteiro é preso - A operação lava-jato é divida em diversas fases, em uma delas chamada "Acarajé", o marqueteiro das campanhas presidenciais do PT, João Santana fora preso junto com sua mulher, Mônica Moura, acusados de receber propina da Odebrecht.
  12. Delcido Amaral - ex-líder do governo, o senador foi preso em flagrante ao tentar comprar o silêncio do delator Nestor Cerveró.
  13. Na 24ª fase da operação lava-jato, Lula conduzido coercitivamente para prestar depoimento.
Muito se diz que na gestão do partido dos trabalhadores ninguém criticava ou via os escândalos que ocorriam. A mídia e as instituições fiscalizadoras não fecharam os olhos para os delitos que envolveram os petistas, com ações na maioria das vezes viciadas e tendenciosas, quando foi conveniente, sempre publicizaram o cerne podre do partido e de sua gestão.
PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA - PDT
O PDT é um partido centro-esquerda, e é alinhado com ideologia trabalhista e socialista democrática. Leonel Brizola após a morte de João Goulart reuniu personalidades progressistas que se encontravam no exílio e outras pessoas que vinham ao Brasil no Encontro dos Trabalhistas do Brasil com Trabalhistas no Exílio, realizado na cidade de Lisboa, em Portugal. O objetivo da reunião foi reorganizar o movimento trabalhista no Brasil.
Nesta reunião foi escrita a Carta de Lisboa, documento que tinham as bases programáticas do partido político que Brizola queria reorganizar no contexto da redemocratização, o partido era o Partido Trabalhista Brasileiro.
Com anistia política concedida em 1979 e a volta do pluripartidarismo ao sistema eleitoral brasileiro, muitos políticos brasileiros voltaram ao país e tentaram recuperar os antigos partidos políticos que existam antes da ditadura militar.
Com a morte de Jango durante a ditadura, Brisola surgiu naturalmente como o líder do PTB e, após sua chegada no país, tentou reorganizar a legenda e foi surpreendido pela ação concorrente de Ivete Vargas, sobrinha-neta de Getúlio Vargas que revindicou para si o controle da Legenda do PTB.
E com ajuda dos militares, que não queriam que Brizola herdasse a legenda do PTB de Jango, o TSE resolveu ceder a legenda aos grupo político liderado pela Ivete Vargas que agrupava políticos que não eram favoráveis a políticas garantistas trabalhistas.
Inconformados com a atitude e considerando o PTB sob a liderança de Ivete Vargas divergentes com os ideias de Jango, Brizola formou um novo partido, um partido para representar os ideias trabalhistas históricos, o Partido Democrático Trabalhista.
2019 - A NOVA ERA
Neste ano de 2019 e desde o período da redemocratização somos comandados por políticos profissionais que sabem exatamente que política é um jogo de toma lá da cá, e que não existe governabilidade sem fazer parte desde jogo. Jogo que permite até mudança de nome, por exemplo, PMDB que hoje é apenas MDB mas que não mudara nada em seus ideais e postura. Para muitos brasileiros os grilhões da corrupção seriam rompidos com a nova era política, nova era alcunhada pela gestão atual.
O chefe do executivo pode ser facilmente enforcado pelas casas legislativas se não entrar no jogo político, e os partidos também seguem a mesma regra. Os partidos independente da legenda, ideologia e estatuto terão que flexibilizar a opinião e postura se quiserem sobreviver e já estão fazendo.
O Senado Federal é o representante do Estado na casa legislativa e sua composição segue conforme abaixo.

Composição atual do Senado.
Composição Atual do Senado
A Câmara dos Deputados Federal representam os interesses do povo na casa legislativa e sua composição segue conforme abaixo:

Composição Atual da Câmara dos Deputados Federais.

Com mais poder no senado federal, é lógico que o governo executivo alinhará relações diplomáticas e cooperativas com MDB e PSDB, fará com os demais partidos, e será interessante como isso poderá ser conduzido, já que o Presidente Bolsonaro tem uma postura radical nas relações partidárias.
Já a representatividade do povo na minhão opinião será de contendas, já que o PT, partido claramente odiado pelo presidente do país, dividirá o poder da representatividade com o PSL, partido do presidente eleito.
O JOGO NÃO PODE PARAR, NUNCA!
Rodrigo Maia do Dem, Deputado Federal assumiu protagonismo na mudança ideológica social atual, o expurgo do esquerdismo para o liberalismo que "vai assumir o país". O Deputado Federal e atual presidente do Senado Federal também já foi acusado pela Procuradoria-Geral da República de ter pedido propina e recebido propina num valor de R$ 600.000,00 e outros recursos não contabilizados da Odebrecht.
A bandeira só não é vermelha porque não pode mais, porque se pudesse, usariam, porque "deles" se beneficiam. PDT, SB e PCdoB em 11/01/2019 avaliam apoio a candidatura a reeleição do Maia a presidência do Senado.
O PDT sinalizando apoio, enfraquece qualquer frente oposicionista ao governo atual.
E em 2017, Maia fez aliança com o PT e PCdoB e emperrou instalações de CPIS para investigar a UNE.
Em 2019, Bolsonaro troca bilhete com Maia escrito "Collor é ....dato?" e fora tudo registrado por repórteres fotográficos, o dedo direito do presidente cobriu as primeiras silabas da palavra que pode ser candidato.

Presidente do Senado trocando Bilhetes com Presidente.

Essa aproximação denota claramente que o PSL está alinhado com o Maia e haverá apoio político a reeleição, e isso será em troca de quê?
Frisando que um presidente do Senado aliado poderá emperrar qualquer ação que ofereça perigo ao presidente e aliados nas casas legislativas, vide que a atual gestão já entrou com o "pé-na-jaca" https://www.reddit.com/BrasildoB/comments/af75ku/todos_sabem_onde_est%C3%A1_queiroz/
FARINHA IGUAL, SACOS DIFERENTES E MESMA BARRIGA.
Depois de tanto tempo, golpe de 64, diretas já, redemocratização, impeachments e PMDB/MDB nunca elege um presidente direto parece-nos que a política ainda é uma arte complexa que muitos outorgam a capacidade de entender e crítica para quem tem o melhor discurso.
Todos os presidentes já tiveram suas relevantes atuações, sejam elas positivas ou negativas. O Brasil é praticamente uma pessoa da geração Y que dá trabalho e mete os pés pelas mãos na modernidade atual.
Podemos criticar tudo e todos para justificar nossas escolhas políticas que abocanham o tesouro nacional e juramos para nós mesmos que "se fosse a gente nos faríamos diferente".
A política sempre será um jogo encantador como o xadrez, cada peça sua função, cada movimento pensado e calculado, até mesmo, quando se entrega um peça de graça para a morte, não se faz isso sem objetivo.
A esquerda brasileira deve sentar e fazer o mea culpa, principalmente a esquerda de verdade, a vertente que não tem quase expressão política pelo fato de sempre ser considerada concursa com o inimigo do Brasil.
Ameaça comunista não existe, o socialismo é implantado no Brasil desde sempre, a própria constituição que tem um viés socialista.
Quando PT, PCdoB e PDT flertam com um presidente do Senado que vai contra seu estatutos, atuação e imparcialidade do cargo, algo está muito errado.
Quando o Partido Socialismo e Liberdade crítica abertamente a Senadora Gleisi Hoffman e o PT por apoiar governos como o de Maduro na Venezuela mostra a cisão que há entre os partidos de esquerda no Brasil, e esse comportamento heterogêneo constroem um campo para movimento como o Movimento Brasil Livre assumir protagonismo de oposição.
Sendo o MBL como é, ele se opões sempre que não concorda que é algo completamente normal, logo mais, o MBL será a verdadeira esquerda. Kim e Cia, a vez de vocês vai chegar.
Logo, de esquerda ou direita, se causa dano social e estigmatiza a democracia e a política como algo ruim a ponto de preferir um sistema de autocracia liderados por militares, ser esquerda ou direta falha imensuravelmente e quem perde somos todos nós.
O que tem havido é que quem detém o poderio político só faz pelos seus, e como reflexo engolimos goela abaixo o xibé político tradicional brasileiro.
REFERÊNCIAS:
CARONE, Edgard - O PCB. São Paulo: DIFEL, 1982;
TSE, Estatuto do Partido Comunista do Brasil;
PRC, 2010 - Vote em que luta e defende os direitos dos trabalhadores e da juventude;
TSE, TSE - Partidos políticos registrados no TSE, 29 de Junho de 2017;
GADOTTI, M. Pereira - O Pra que PT: Origem, Projeto e Consolidação dos Partidos dos Trabalhadores. São Paulo: Cortez, 1989;
O GLOBO, Brasil - 13 escândalos do PT no Poder, site: https://oglobo.globo.com/brasil/13-escandalos-do-pt-no-poder-18803710
HARI, Alexandre Brust - PDT 38 anos de socialismo. PDT, 2018.
EXAME - Como será a Câmara e o Senado após mudanças desta eleição, 2019, site: https://exame.abril.com.bbrasil/como-ficara-a-camara-e-o-senado-apos-as-mudancas-desta-eleicao/
O GLOBO - Ex-executivo da Odebrecht aponta repasses de R$ 600 mil para Rodrigo Maia. - 12/12/2016 - site: https://oglobo.globo.com/brasil/ex-executivo-da-odebrecht-aponta-repasses-de-600-mil-para-rodrigo-maia-20624518
G1 POLÍTICA - Bolsonaro pergunta sobre Collor em bilhete entregue a Rodrigo Maia durante evento na PGR. Publicado em 11/01/2019 - site: https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/01/11/bolsonaro-pergunta-sobre-collor-em-bilhete-entregue-a-rodrigo-maia-durante-evento-na-pgr.ghtml
submitted by tkaliveira to brasilivre [link] [comments]


2019.01.13 10:17 tkaliveira Suicídio esquerdista brasileiro.

Suicídio esquerdista brasileiro.

Não, Ciro Gomes não representa o protagonismo da esquerda, a esquerda estará morta até lá.

ESQUERDA É VERMELHA E DIREITA PODE SER AZUL, AMARELO, VERDE E ATÉ BRANCO.
Os termos direita e esquerda foram criados durante a revolução francesa e se referiam ao lugar onde políticos sentavam no parlamento francês. O uso do termo esquerda tornou-se mais proeminente depois da restauração da monarquia francesa. Mais tarde, o termo foi aplicado a uma série de movimentos sociais, especialmente ao republicanismo, o socialismo, o comunismo e o anarquismo.
O espectro político da esquerda tem suas sub-vertentes podem variar da centro-esquerda a extrema esquerda. O termo centro-esquerda denota uma posição política ligada à política tradicional. Já o termo extrema-esquerda se refere a posições radicais.
O central-esquerdismo abriga grupos como os sociais-democratas, progressistas e socialistas-democráticos e ecossocialistas. Essa vertente do esquerdismo tem uma ideologia mais aberta, ela flerta com sistemas de mercado que se aproximam do liberalismo.
Já a extrema-esquerda é o espectro político que agrupa os partidos que não flertam com os que flertam o central-esquerdismo, mas sim com os que tem como base ideológicas fundadas no radicalismo para emprego de sistemas de gestão em sua plenitude, o comunismo.
Esse espectro não flerta, não é favorável, ele luta pela ditadura do proletariado. A ditadura do proletariado é a condição em que o proletariado detém o controle/poder político.
A ideologia radical da extrema-esquerda traz em seu bojo reformas antiliberais como distribuição equitativa da riqueza e descentralização dos meios de produção.
Aqui no Brasil temos partidos de extrema esquerda, muitos acham que é o Partido dos Trabalhadores - PT e o Partido Socialismo e Liberdade - PSOL mas não é. A extrema esquerda no Brasil é representada por Partido Comunista Brasileiro - PCB, Partido Comunista do Brasil - PCdoB, Partido Comunista Revolucionário - PCR e Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado - PSTU.

PARTIDO DOS TRABALHADORES - PT
Nem tudo que faz oposição a direita é esquerda, houve um tempo em que o Brasil tivera sua idade pré-iluminação, e todos os efeitos da democracia foram suprimidos pelo autoritarismo institucional e alguns já não suportavam mais sobreviver as incursões do regime militar, era necessário fazer uma frente política capaz de abalar as estruturas da autocracia instaurada no brasil naqueles tempos.
O PT foi fundado por um grupo heterogêneo de militantes que faziam frente oposicionista a ditadura militar. A gênese do partido ocorrera com o flerte entre os movimentos sindicais do ABC (São Paulo era proeminentemente o maior território brasileiro com sindicalistas) - aproximação que resultaram em grandes greves entre 1987 e 1980 e militantes da esquerda brasileira que era composta por ex-presos políticos e exilados que puderam retornar com a leia de anistia. O PT desde a fundação abraçou o socialismo democrático, friso que foi um partido que praticamente assumiu o protagonismo pela redemocratização brasileira.
ESCÂNDALOS DO PT
Em 2002 finalmente fora eleito pela primeira vez um membro do partido dos trabalhadores para chefiar o poder executivo da união, Luis Inácio Lula da Silva seria o primeiro petista assumir o maior cargo da política nacional.
Desde então, o PT coleciona um rol premiativo de escândalos nas suas gestões até os dias atuais. O partido dos trabalhadores fizera um gestão na minha opinião popular, e não populista, gestão em que fases dela equilibraram a desigualdade das classes mais baixas com as classes médias difundido acesso a educação, cultura e renda, há quem discorde, porém, em outro artigo, escrevo sobre isso. Vamos ao que interessa neste capítulo, escândalos:
  1. Waldomiro Diniz - era assessor da presidência para assuntos parlamentares e em fevereiro de 2004 foi afastado do cargo após divulgação de vídeo em que aparece cobrando propina para arrecadar dinheiro para campanha eleitoral de 2002.
  2. Mensalão - em 2005 foi a vez do esquema de compra de votos do PT dá as caras ao protagonismo anti-ético e vil. Esquema em que deputados eram pagos com dinheiro público desviado com ajuda do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e operador Marcos Valério.
  3. Cassação de José Dirceu - Ele foi apontado como o chefe do esquema do mensalão mas somente em 2015 ele foi cassado, com 293 votos a favor a Câmara dos Deputados o cassou, o maior depoente sobre foi o Roberto Jefferson.
  4. Alcunhado de Esquema dos "Aloprados" em 2006 a Polícia Federal prendeu Hamilton Lacerda, ex-assessor de Aloizio Mercante que tentava negociar um dossiê falso que ligava José Serra e Geraldo Alckmin ao escândalo dos sanguessugas.
  5. Renúncia de Palocci - em 2006 Antônio Palocci renunciou o cargo de ministro da fazenda depois da acusação de ter chefiado esquema de corrupção na época que era prefeito de Ribeirão Preto. Palocci teria cobrado mesadas de até R$ 50.000,00 mensais de empresas que prestavam serviços à prefeitura para os cofres do PT.
  6. Prisão dos Petistas - Em outubro de 2012, quase dez anos após o escândalo do mensalão, os petistas José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares foram condenados por corrupção ativa e formação de quadrilha.
  7. Dilma Roussef - No primeiro ano de mandato da presidente eleita, saíram/perderam/foram exonerados os ex-ministros Antonio Palocci, Wagner Rossi, Orlando Silva, Pedro Novais e Mario Negromonte.
  8. Lava-Jato - Investigações com foco inicial em desvios de recursos da Petrobras.
  9. Ex-tesoureiro preso - Acusado de receber propina de contratos da Petrobras para o PT, o ex-tesoureiro do PT Jão Vaccari Neto foi preso em 2015.
  10. Pedaladas Fiscais - em parecer unanime do TCU as pedaladas fiscais praticadas pela presidente Dilma Rousseff foram consideradas crime de responsabilidade fiscal.
  11. Marqueteiro é preso - A operação lava-jato é divida em diversas fases, em uma delas chamada "Acarajé", o marqueteiro das campanhas presidenciais do PT, João Santana fora preso junto com sua mulher, Mônica Moura, acusados de receber propina da Odebrecht.
  12. Delcido Amaral - ex-líder do governo, o senador foi preso em flagrante ao tentar comprar o silêncio do delator Nestor Cerveró.
  13. Na 24ª fase da operação lava-jato, Lula conduzido coercitivamente para prestar depoimento.
Muito se diz que na gestão do partido dos trabalhadores ninguém criticava ou via os escândalos que ocorriam. A mídia e as instituições fiscalizadoras não fecharam os olhos para os delitos que envolveram os petistas, com ações na maioria das vezes viciadas e tendenciosas, quando foi conveniente, sempre publicizaram o cerne podre do partido e de sua gestão.
PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA - PDT
O PDT é um partido centro-esquerda, e é alinhado com ideologia trabalhista e socialista democrática. Leonel Brizola após a morte de João Goulart reuniu personalidades progressistas que se encontravam no exílio e outras pessoas que vinham ao Brasil no Encontro dos Trabalhistas do Brasil com Trabalhistas no Exílio, realizado na cidade de Lisboa, em Portugal. O objetivo da reunião foi reorganizar o movimento trabalhista no Brasil.
Nesta reunião foi escrita a Carta de Lisboa, documento que tinham as bases programáticas do partido político que Brizola queria reorganizar no contexto da redemocratização, o partido era o Partido Trabalhista Brasileiro.
Com anistia política concedida em 1979 e a volta do pluripartidarismo ao sistema eleitoral brasileiro, muitos políticos brasileiros voltaram ao país e tentaram recuperar os antigos partidos políticos que existam antes da ditadura militar.
Com a morte de Jango durante a ditadura, Brisola surgiu naturalmente como o líder do PTB e, após sua chegada no país, tentou reorganizar a legenda e foi surpreendido pela ação concorrente de Ivete Vargas, sobrinha-neta de Getúlio Vargas que revindicou para si o controle da Legenda do PTB.
E com ajuda dos militares, que não queriam que Brizola herdasse a legenda do PTB de Jango, o TSE resolveu ceder a legenda aos grupo político liderado pela Ivete Vargas que agrupava políticos que não eram favoráveis a políticas garantistas trabalhistas.
Inconformados com a atitude e considerando o PTB sob a liderança de Ivete Vargas divergentes com os ideias de Jango, Brizola formou um novo partido, um partido para representar os ideias trabalhistas históricos, o Partido Democrático Trabalhista.
2019 - A NOVA ERA
Neste ano de 2019 e desde o período da redemocratização somos comandados por políticos profissionais que sabem exatamente que política é um jogo de toma lá da cá, e que não existe governabilidade sem fazer parte desde jogo. Jogo que permite até mudança de nome, por exemplo, PMDB que hoje é apenas MDB mas que não mudara nada em seus ideais e postura. Para muitos brasileiros os grilhões da corrupção seriam rompidos com a nova era política, nova era alcunhada pela gestão atual.
O chefe do executivo pode ser facilmente enforcado pelas casas legislativas se não entrar no jogo político, e os partidos também seguem a mesma regra. Os partidos independente da legenda, ideologia e estatuto terão que flexibilizar a opinião e postura se quiserem sobreviver e já estão fazendo.
O Senado Federal é o representante do Estado na casa legislativa e sua composição segue conforme abaixo.

Composição Atual do Senado

A Câmara dos Deputados Federal representam os interesses do povo na casa legislativa e sua composição segue conforme abaixo:

Composição da Câmara dos Deputados Federais

Com mais poder no senado federal, é lógico que o governo executivo alinhará relações diplomáticas e cooperativas com MDB e PSDB, fará com os demais partidos, e será interessante como isso poderá ser conduzido, já que o Presidente Bolsonaro tem uma postura radical nas relações partidárias.
Já a representatividade do povo na minhão opinião será de contendas, já que o PT, partido claramente odiado pelo presidente do país, dividirá o poder da representatividade com o PSL, partido do presidente eleito.

O JOGO NÃO PODE PARAR, NUNCA!
Rodrigo Maia do Dem, Deputado Federal assumiu protagonismo na mudança ideológica social atual, o expurgo do esquerdismo para o liberalismo que "vai assumir o país". O Deputado Federal e atual presidente do Senado Federal também já foi acusado pela Procuradoria-Geral da República de ter pedido propina e recebido propina num valor de R$ 600.000,00 e outros recursos não contabilizados da Odebrecht.
A bandeira só não é vermelha porque não pode mais, porque se pudesse, usariam, porque "deles" se beneficiam. PDT, SB e PCdoB em 11/01/2019 avaliam apoio a candidatura a reeleição do Maia a presidência do Senado.
O PDT sinalizando apoio, enfraquece qualquer frente oposicionista ao governo atual.
E em 2017, Maia fez aliança com o PT e PCdoB e emperrou instalações de CPIS para investigar a UNE.
Em 2019, Bolsonaro troca bilhete com Maia escrito "Collor é ....dato?" e fora tudo registrado por repórteres fotográficos, o dedo direito do presidente cobriu as primeiras silabas da palavra que pode ser candidato.

Presidente do Senado e do Brasil trocando bilhetes
Essa aproximação denota claramente que o PSL está alinhado com o Maia e haverá apoio político a reeleição, e isso será em troca de quê?
Frisando que um presidente do Senado aliado poderá emperrar qualquer ação que ofereça perigo ao presidente e aliados nas casas legislativas, vide que a atual gestão já entrou com o "pé-na-jaca" https://www.reddit.com/BrasildoB/comments/af75ku/todos_sabem_onde_est%C3%A1_queiroz/

FARINHA IGUAL, SACOS DIFERENTES E MESMA BARRIGA.
Depois de tanto tempo, golpe de 64, diretas já, redemocratização, impeachments e PMDB/MDB nunca elege um presidente direto parece-nos que a política ainda é uma arte complexa que muitos outorgam a capacidade de entender e crítica para quem tem o melhor discurso.
Todos os presidentes já tiveram suas relevantes atuações, sejam elas positivas ou negativas. O Brasil é praticamente uma pessoa da geração Y que dá trabalho e mete os pés pelas mãos na modernidade atual.
Podemos criticar tudo e todos para justificar nossas escolhas políticas que abocanham o tesouro nacional e juramos para nós mesmos que "se fosse a gente nos faríamos diferente".
A política sempre será um jogo encantador como o xadrez, cada peça sua função, cada movimento pensado e calculado, até mesmo, quando se entrega um peça de graça para a morte, não se faz isso sem objetivo.
A esquerda brasileira deve sentar e fazer o mea culpa, principalmente a esquerda de verdade, a vertente que não tem quase expressão política pelo fato de sempre ser considerada concursa com o inimigo do Brasil.
Ameaça comunista não existe, o socialismo é implantado no Brasil desde sempre, a própria constituição que tem um viés socialista.
Quando PT, PCdoB e PDT flertam com um presidente do Senado que vai contra seu estatutos, atuação e imparcialidade do cargo, algo está muito errado.
Quando o Partido Socialismo e Liberdade crítica abertamente a Senadora Gleisi Hoffman e o PT por apoiar governos como o de Maduro na Venezuela mostra a cisão que há entre os partidos de esquerda no Brasil, e esse comportamento heterogêneo constroem um campo para movimento como o Movimento Brasil Livre assumir protagonismo de oposição.
Sendo o MBL como é, ele se opões sempre que não concorda que é algo completamente normal, logo mais, o MBL será a verdadeira esquerda. Kim e Cia, a vez de vocês vai chegar.
Logo, de esquerda ou direita, se causa dano social e estigmatiza a democracia e a política como algo ruim a ponto de preferir um sistema de autocracia liderados por militares, ser esquerda ou direta falha imensuravelmente e quem perde somos todos nós.
O que tem havido é que quem detém o poderio político só faz pelos seus, e como reflexo engolimos goela abaixo o xibé político tradicional brasileiro.


REFERÊNCIAS:

CARONE, Edgard - O PCB. São Paulo: DIFEL, 1982;
TSE, Estatuto do Partido Comunista do Brasil;
PRC, 2010 - Vote em que luta e defende os direitos dos trabalhadores e da juventude;
TSE, TSE - Partidos políticos registrados no TSE, 29 de Junho de 2017;
GADOTTI, M. Pereira - O Pra que PT: Origem, Projeto e Consolidação dos Partidos dos Trabalhadores. São Paulo: Cortez, 1989;
O GLOBO, Brasil - 13 escândalos do PT no Poder, site: https://oglobo.globo.com/brasil/13-escandalos-do-pt-no-poder-18803710
HARI, Alexandre Brust - PDT 38 anos de socialismo. PDT, 2018.
EXAME - Como será a Câmara e o Senado após mudanças desta eleição, 2019, site: https://exame.abril.com.bbrasil/como-ficara-a-camara-e-o-senado-apos-as-mudancas-desta-eleicao/
O GLOBO - Ex-executivo da Odebrecht aponta repasses de R$ 600 mil para Rodrigo Maia. - 12/12/2016 - site: https://oglobo.globo.com/brasil/ex-executivo-da-odebrecht-aponta-repasses-de-600-mil-para-rodrigo-maia-20624518
G1 POLÍTICA - Bolsonaro pergunta sobre Collor em bilhete entregue a Rodrigo Maia durante evento na PGR. Publicado em 11/01/2019 - site: https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/01/11/bolsonaro-pergunta-sobre-collor-em-bilhete-entregue-a-rodrigo-maia-durante-evento-na-pgr.ghtml

submitted by tkaliveira to BrasildoB [link] [comments]


2018.10.06 01:46 silveringking Amore Nostrum, uma agência sem valor?

Olá, este assunto nunca foi muito discutido aqui no Reddit, pelo que decidi falar sobre este assunto em especifico.
Eu sou um ex-cliente da Amore Nostrum e decidi partilhar a minha experiência. A Amore Nostrum é uma agência matrimonial, se bem que eu diria que não é eficaz. Irei contar a minha história e depois vocês dizem-me da vossa opinião.
O ano passado, depois de um desgosto amoroso muito grande, eu encontrei esta agência no Google, eles diziam que os seus clientes eram escolhidos a dedo e que a missão dele era ajudar pessoas a encontrar aquele "alguém especial". Para dizer a verdade, eu não sou muito feio (até sou bem mediano), também não sou pobre ou burro, simplesmente não tenho grande tempo para dedicar a relações porque passo os meus dias de um lado para o outro a tentar ajudar a minha família.
Eu liguei para uma das agências deles, não vou dizer qual para não incriminar ninguém. Fui lá e fiz uma entrevista.
Dizem que não se pode pôr preço no amor, mas eu tive de desembolsar 2000 euros, aliás a empregada que me atendeu (são tudo mulheres nos escritórios deles), a primeira coisa que fez foi gabar-se que alguns clientes deixavam lá 5000 euros. Seja como for os preços deles são fora do comum. Outra coisa que podem esperar é que eles vos tentem vender extras e extras, aliás posso dizer que eles tentaram me vender a versão deles do Okcupid (sim eles tem uma plataforma do género), algumas semanas depois de eu lhes ter dado 2000 mil euros, senão me engano o preço de entrar na plataforma deles era de 500 euros.
Quanto a encontros, geralmente apresentavam-me mulheres belíssimas, mas surpresa das surpresas elas nunca me escolhiam a mim. O sistema dele é se duas pessoas aceitarem encontrar-se uma com a outra, elas podem se encontrar. Eu não sei quanto às proporções deles, mas tenho quase a certeza que têm mais homens do que mulheres.
Outro pormenor engraçado, e só uma nota aqui, eu não tenho nada contra nenhuma raça e dou me bem com gente de todas as cores, eu pedi especificamente que eles nunca me dessem match com mulheres "pretas", eu não gosto muito de mulheres muito escuras (se bem que eu adoro mulheres "quadroons", que é o termo inglês para um homem ou mulher que é 3/4 branco e 1/4 negro), aliás eu sempre tive gosto por mulheres asiáticas. Então uma vez fizeram-me match com uma rapariga que eu descobri ser negra, eu tinha-a aceitado porque na foto parecia diferente, mas eventualmente ela rejeitou-me quando eu lhe disse que eu tinha outra preferência.
Eventualmente ao fim de 7 meses eu acabei mesmo por cancelar o meu contrato, até porque, eu não preciso de esperar 7 meses para que alguém me encontre um par, eu posso fazê-lo eu próprio.
Já agora quase queiram uma opinião sincera sobre a agência muito cuidado com as opiniões que encontrem na net, especialmente nos comentários do Google, eu não sei se os funcionários são obrigados, mas nos comentários do Google eu vejo muitos nomes que são de funcionários que estão na página deles.
Para terminar gostaria de dizer que a Teresa Guilherme faz anúncios para eles.
Não sou eu para dizer a ninguém para não tentar os serviços deles, no entanto se quiserem uma opinião de alguém que experimentou a "maior" agência matrimonial no país aqui o têm.
Espero ter ajudado.
submitted by silveringking to portugal [link] [comments]


2017.09.23 23:23 tuga2 [Post-Match Thread] Campeonato Nacional 2017/18, 7.ª Jornada: SL Benfica 2-0 FC Paços de Ferreira

UMA BOFETADA DE CATEGORIA
Mandão, com ritmo forte, confiança e categoria na elaboração de jogadas, o Benfica, que neste sábado à noite teve Júlio César na baliza e Fejsa na posição mais defensiva do meio-campo, despachou o Paços de Ferreira por 2-0. Com um golo em cada parte – e o primeiro, de Cervi, foi de grande beleza –, os encarnados arrecadaram três pontos na sétima jornada da Liga NOS, mas a verdade é que dispuseram de variadas chances para aplicar uma bofetada de mão-cheia.
Puxando a bola para si e acelerando combinações pelos flancos, mas sem nunca desprezar os espaços interiores, o Benfica, sempre incentivado pela sua massa adepta, foi para cima do Paços de Ferreira logo nos primeiros minutos de jogo. O guardião Mário Felgueiras e os seus parceiros da defensiva pacense sentiram o impacto do apetite da equipa das águias, sempre de olhos postos na baliza.
O primeiro golo da noite esteve para ter como pai o pé esquerdo de Grimaldo. Na cobrança de um livre direto, um pouco descaído para a direita, o lateral do Benfica atirou com força e colocação, mas a bola foi devolvida pelo poste direito, com Mário Felgueiras estacado perto da linha de baliza, impotente.
Variando o jogo, sempre com o intuito de provocar brechas que desequilibrassem a organização defensiva dos castores, os comandados de Rui Vitória continuaram a pisar perto do alvo, com um objetivo declarado.
Ao minuto 17 foi Jonas quem viu um remate para golo, já no interior da área após lance rápido na direita, ser “defendido” pelo mesmo ferro que já frustrara Grimaldo.
Sem desanimar, o Benfica porfiou e alcançou o golo: Zivkovic agitou pela direita, após solicitação de Pizzi, e depois descobriu Cervi à entrada da área pacense. Na passada, o argentino disparou com força e precisão e bateu Mário Felgueiras, que bem se estirou.
A vencer, o Benfica manteve a toada de ataque e o reforço do resultado poderia ter acontecido ao 27’ num cruzamento-remate de Seferovic a partir da esquerda que espirrou na barra. Pese o esforço posterior dos encarnados, o intervalo chegou com apenas 1-0 no marcador.
Encolhido pela pressão do Benfica até ao descanso, o Paços estendeu-se no arranque da segunda parte. Num pontapé de canto executado por Xavier na esquerda, Rui Correia elevou-se na área e desviou a bola na direção da parte superior da barra da baliza encarnada. Um susto que, todavia, não atemorizou o anfitrião.
Decidido, o conjunto da Luz continuou a apontar apenas numa direção. Jonas, aos 55’, ficou a dever um golo a si próprio, consentindo que Mário Felgueiras se opusesse a um tiro em posição privilegiada, à entrada da pequena área.
O ajuste de contas não tardaria: aos 61’, no desenvolvimento de um canto batido por Pizzi à esquerda, Seferovic atacou a bola de cabeça, mas foi Jonas quem recolheu e, numa nesga, trabalhou com os pés para cavar a diferença: 2-0.
Já com Raúl em campo – rendeu Seferovic aos 69’ –, o Benfica, mesmo gerindo o jogo e o resultado – quarta-feira há partida de Liga dos Campeões em Basileia –, continuou a rondar as redes de Mário Felguerias. O próprio mexicano teve uma boa chance para assinar o 3-0, tal como Diogo Gonçalves – um defesa fez de guarda-redes quase em cima da linha de baliza – e ainda Zivkovic, tudo no mesmo lance (87’)!
Fonte: SL Benfica

Coisas e Loisas

  • É a 16.ª vitória consecutiva na Luz frente ao P. Ferreira para Liga Portuguesa; o 5.º consecutivo sem sofrer golos frente aos castores
  • Benfica um mês depois (5J) volta a não sofrer golos num encontro; o Belenenses tinha sido o último adversário a ficar em branco (V 5-0)
  • HISTÓRICO!!! Jonas marca pela 1.ª vez em 5jogos consecutivos numa Liga europeia (Portugal e Espanha): 2017 - 5 2013, 2015, 2017 - 4
  • Há 2 épocas que um jogador do Benfica não marcava em 5+ jogos consecutivos na Liga Portuguesa: 5 Jonas (17/18) 7 Mitroglou (15/16)
  • Jonas (121J) igualou Simão (230J) com 94 golos marcados ao serviço do Benfica; é o 21.º goleador das águias
  • Franco Cervi estreou-se a marcar fora da área no Benfica (8); o argentino fez 75% dos seus golos com o pé esquerdo
  • Dos 23 encontros na Luz entre Benfica e P. Ferreira, os encarnados saíram a vencer ao intervalo por 16x, no final do encontro 100% vitorioso
  • F. Cervi estreia-se a marcar em 17/18 (7J); não marcava desde a penúltima jornada (V 5-0 V. Guimarães); na Liga marca sempre em casa (3)
  • Top-5 dos estrangeiros com + jogos na Liga Portuguesa: 400 Alan 399 Filgueira 356 Edmilson 332 Aloísio 328 Luisão

Eleição do MVP

Talking Points

  • O resultado foi justo? Na sua opinião o que faltou à equipa para alcançar um resultado ou exibição melhor?
  • Está satisfeito com a resposta da equipa hoje? Qual foi o aspeto do jogo que mais o impressionou?
  • Qual foi o jogador que mais se destacou com a camisola do SL Benfica? Nessa nota, quem foi a maior deceção?
  • Quais são os aspetos positivos que o SL Benfica pode tirar deste jogo?
  • Enfrentaremos o Fussball Club Basel 1893 na próxima partida, no St. Jakob-Park, em jogo a contar para a segunda jornada da UEFA Champions League. Quais as perspetivas?

Relacionados

submitted by tuga2 to benfica [link] [comments]


2017.06.27 22:40 feedreddit Denúncia contra Temer tem mais provas de corrupção que outras apresentadas por Janot

Denúncia contra Temer tem mais provas de corrupção que outras apresentadas por Janot
by Alline Magalhães via The Intercept
URL: http://ift.tt/2sY5UG6
Desde o início da Operação Lava Jato, nenhuma das denúncias oferecidas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, recebeu tanta atenção pública e midiática quanto a peça de 60 páginas em que acusa o atual presidente da República, Michel Temer, de ter praticado o crime de corrupção passiva durante o exercício de seu mandato.
Temer e seus aliados, em grande parte tão enrolados em outras acusações quanto o próprio presidente, reagem desqualificando a denúncia, os argumentos e as evidências apresentadas ao Supremo Tribunal Federal por Janot e sua equipe de procuradores.
A denúncia contra o presidente descreve acontecimentos, diálogos, entregas de maços de dinheiro escondidos em malas, com direito a fotos e áudios de conversas entre o presidente, um dos maiores empresários do país e um deputado federal.
The Intercept Brasil analisou outras quatro denúncias oferecidas nos últimos meses pelo procurador-geral da República contra figuras notórias da política brasileira, também acusadas de corrupção: Aécio Neves, Eduardo Cunha, Lula e Renan Calheiros. Nenhuma delas é tão farta de provas quanto a que Janot agora apresenta contra Michel Temer, escorado em índices cada vez mais ínfimos de popularidade, mas ainda com alguma capacidade de manejar um Congresso cheio de rabos presos.
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em abertura de seminário sobre combate à corrupção, em Brasília.
Foto: AFP/Getty Images
Em resumo, o que Janot afirma é que Michel Temer recebeu meio milhão de reais, por meio de Rodrigo Rocha Loures, seu homem de confiança e indicado dessa maneira diretamente pelo presidente a um empresário que buscava ajudas do governo, numa reunião secreta, tarde da noite, em sua residência oficial de mandatário do país.
O dinheiro, afirma a denúncia, “foi viabilizado e repassado, após aceitação, pelo próprio Rodrigo Loures, com vontade livre e consciente, unidade de desígnios e comunhão de ações com Michel Temer, de uma oferta de valores que poderiam chegar ao patamar de R$ 38 milhões ao longo de aproximadamente 9 (nove) meses, [conforme] prometido por Joesley Batista, por intermédio de Ricardo Saud”.
O ponto central de defesa de Temer é que o dinheiro recebido por Loures, de fato, nunca chegou às mãos de Temer e que, portanto, Janot se apoia em “ilações” para fazer essa associação direta.
A denúncia, entretanto, mostra, com base em diferentes gravações, que Loures sempre atuou com respaldo direto de Temer e com a ciência do presidente de que atos ilícitos estavam sendo praticados, a partir do momento em que houve acerto de pagamentos de um percentual sobre valores que a JBS passaria a faturar mediante ações que a administração Temer poderia tomar. Janot argumenta que Rodrigo Rocha Loures, então assessor especial de Temer, não tinha poderes para resolver a questão sozinho e nem poderia lidar com valores tão altos sem que houvesse um aval do presidente.

Renan

O caso do senador Renan Calheiros, um veterano na arte de habitar o imaginário popular da corrupção, é emblemático das diferenças. Na Lava Jato, o senador é alvo de oito inquéritos diferentes sobre supostas práticas do crime. Até aqui, Rodrigo Janot somente conseguiu finalizar uma denúncia contra ele. Nela, o procurador-geral acusa o peemedebista de receber R$ 800 mil da empreiteira Serveng, em 2010, como contrapartida a um contrato bilionário que a empresa conseguiu com a Petrobras para a construção de uma refinaria de petróleo no Maranhão.
Aqui, Janot também constrói sua denúncia com base na associação entre Renan e um emissário – no caso, o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE). A denúncia parte de declarações dadas em acordo de delação premiada pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Segundo Costa, ele participou de reuniões chamadas por Aníbal na casa de Renan ou no gabinete do senador no Congresso, o que levou o então diretor “a confirmar que Aníbal era emissário de Renan, agindo e atuando em comunhão de desígnios em benefício desse último”. Mas não há qualquer evidência do teor do que foi discutido nessas reuniões.
A denúncia parte de declarações dadas em acordo de delação premiada pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.Outro detalhe é que os R$ 800 mil de que Renan teria sido beneficiário foram pagos por meio de doação oficial de campanha em uma conta formal do PMDB, registrada no TSE. Embora a Procuradoria esteja adotando em diversos casos o entendimento de que existe corrupção mesmo quando a doação é oficial, mas está atrelada a uma contrapartida do agente público no governo ou no Congresso, é uma base muito mais frágil do que o caso Temer, em que os R$ 500 mil entregues a Rodrigo Rocha Loures não tinham nenhuma relação com contexto eleitoral.
Senador Renan Calheiros durante sessão no Senado.
Foto: AFP/Getty Images
Não há gravação de conversas. A PGR se apoia em uma sequência de datas que evidenciam que a empreiteira Serveng somente conseguiu o contrato depois de doar para a campanha de Renan. “A assinatura da primeira autorização de serviço e a primeira doação da Serveng ao Diretório Nacional do PMDB serem no mesmo dia corroboram todo o esquema criminoso, deixando de ser mera coincidência de datas”, escreveu Janot no caso Renan.
Outro dado usado pela Procuradoria para reforçar a acusação contra Renan é que a empreiteira somente conseguiu o contrato porque foi convidada a disputar a licitação. E, para que o convite pudesse ser realizado, uma mudança cadastral tinha de ser feita para que a empresa aparecesse num nível melhor de qualificação. Essa mudança, segundo as investigações, aconteceu dentro de um intervalo de 50 dias entre duas visitas de Aníbal Gomes a Paulo Roberto Costa, na Petrobras. Renan não participou dessas reuniões citadas pela Procuradoria-Geral da República.

Cunha

A situação de Renan, no entanto, é bem diferente da que envolve Eduardo Cunha na primeira de três denúncias oferecidas por Janot contra ele, quando ele ainda era deputado e tinha o direito a foro privilegiado. Ainda assim, o caso Cunha também não possui tantas evidências como no caso Temer, embora o envolvimento direto do ex-deputado esteja mais bem demonstrado.
No episódio específico denunciado pela PGR, Cunha, hoje um dos recordistas de crimes de colarinho branco no país, foi denunciado por corrupção passiva (2 vezes) e lavagem de dinheiro (60 vezes). No período compreendido entre junho de 2006 e outubro de 2012, o então deputado foi acusado de solicitar e receber propina em razão da contratação pela Petrobras de dois navios-sonda para perfuração de águas profundas na África e no Golfo do México.
Janot acusou Eduardo Cunha e o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró de negociarem uma propina US$ 40 milhões em troca de vantagens contratuais.Janot acusou Eduardo Cunha e o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró de negociarem, por meio dos lobistas Fernando Baiano e Julio Camargo, uma propina US$ 40 milhões em troca de vantagens contratuais. Cunha ficou com US$ 5 milhões do total, segundo a denúncia.
Esse documento, com mais de 80 páginas, é amparado em evidências mais técnicas, que fogem à simples declaração dos envolvidos. Com análise de metadados de sistemas internos da Câmara, por exemplo, a Polícia Federal descobriu que Eduardo Cunha usou uma colega deputada para apresentar requerimentos oficiais de forma a pressionar, de forma velada, as empresas beneficiárias do contrato para que pagassem o suborno combinado.
Então deputado e presidente da Câmara Eduardo Cunha.
Foto: Evaristo Sá/AFP/Getty Images
A PF obteve ainda provas cabais de que Eduardo Cunha se encontrou pessoalmente com Julio Camargo no Rio de Janeiro, com base em dados de torres de telefonia celular e tickets de estacionamentos. A denúncia também usa 14 depoimentos colhidos, incluindo três delações premiadas, para reforçar a acusação. Há ainda extratos de transferências bancárias envolvendo os lobistas e o doleiro Alberto Youssef – mas não há nesse caso nenhuma conta bancária associada diretamente a Cunha. A parte do peemedebista no rateio da propina foi entregue em mãos, via Fernando Baiano. O caso Cunha teve até doação para igreja evangélica no Rio, frequentada pelo ex-deputado. O pagamento foi feito por Julio Camargo, embora ele mesmo nunca tenha pisado no templo. Mas, também no caso Cunha, não há nenhuma gravação no arsenal de provas da PGR.

Aécio

Um caso em que Rodrigo Janot contou com gravações foi o de Aécio Neves, que tem pedido de prisão pendente de análise pelo Supremo Tribunal Federal. O senador afastado é acusado de corrupção passiva e obstrução de Justiça. A denúncia parte de dois elementos: a delação de Joesley Batista, com quem mantinha uma relação de proximidade, e monitoramentos telefônicos feitos com autorização da Justiça.
Mas o principal elemento foi o repasse de R$ 2 milhões em propina da JBS a um primo de Aécio, monitorado por agentes da PF em São Paulo e Minas Gerais. A evidência é tão forte que Aécio sequer nega que houve a entrega do e que os maços de dinheiro eram para ele. O argumento de Aécio é que o dinheiro era parte da suposta venda de um apartamento, e que o dinheiro “antecipado” era para custear a defesa do senador nos outros inquéritos nos quais é investigado na Lava Jato.
O principal elemento foi o repasse de R$ 2 milhões em propina da JBS a um primo de Aécio.O documento de 80 páginas, contudo, expõe vários pedidos de dinheiro de Aécio a Joesley, sem relação com venda de imóvel. Janot cita como uma das contrapartidas a liberação de créditos de R$ 12,6 milhões de ICMS para a JBS Couros e dos créditos de R$ 11,5 milhões de ICMS da empresa Da Grança, adquirida pela JBS na compra da Seara. Em troca, Joesley teria fornecido R$ 60 milhões para empresas indicadas pelo político na campanha de 2014 e outros R$ 17 milhões após a eleição.
Aécio Neves durante o julgamento do impeachment de Dilma Rousseff no Senado, em agosto de 2016.
Foto: Andressa Anholete/AFP/Getty Images
No monitoramento telefônico, Aécio ainda aparece em conversas com o ministro do STF Gilmar Mendes, com o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, e outras figuras da cena do poder em Brasília. Com base nessas conversas, a PGR também acusa o senador afastado de atuar para tentar bloquear as investigações contra ele. Aécio teria, segundo apontam os elementos colhidos na investigação, tentado influenciar a escolha de delegados da PF para assumir inquéritos da Lava Jato, em especial o inquérito aberto em abril deste ano, após delações da Odebrecht, que o investiga por suposta fraude e recebimento de propina nas obras da Cidade Administrativa, quando Aécio era governador de Minas Gerais. Como Temer, Aécio encontra-se reservadamente com Joesley, num quarto de hotel em São Paulo. Na gravação, Aécio pede R$ 2 milhões e indica um emissário de confiança, o primo Frederico Pacheco de Medeiros. O dinheiro não chega efetivamente às mãos de Aécio Neves, já que a operação contra ele estourou antes que isso pudesse acontecer. No caso Temer, ocorre o mesmo. O dinheiro chega ao emissário de Temer, mas a entrega final ao presidente ou a alguma outra pessoa de confiança do presidente não chega a acontecer.

Lula

[
Lula da Silva, who faces allegations of involvement in the Odebratch scandal, had his graft probe testimony postponed to May 10. / AFP PHOTO / EVARISTO SA (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP/Getty Images)">](http://ift.tt/2rZ5oWQ)Ex-presidente Lula durante seminário promovido pelo PT em Brasília, em abril.
Foto: Evaristo Sa/AFP/Getty Images
Há ainda uma denúncia oferecida por Rodrigo Janot contra o ex-presidente Lula. A maioria dos casos envolvendo o petista é denunciada pela Procuradoria da República nos Estados ou pelo Ministério Público Estadual, já que, desde 2011, Lula não tem mais foro privilegiado. No caso que acabou sendo denunciado por Janot, Lula é acusado de atuar para comprar o silêncio de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras. Na verdade, o que Janot faz é um adendo a uma denúncia oferecida cinco meses antes contra o ex-senador Delcídio do Amaral, Cerveró e outros envolvidos. A inclusão de Lula no caso se dá a partir de declarações dadas em delação premiada por Delcídio, ex-aliado do petista. Há também registros de encontros entre Delcídio e Lula, mas sem o teor das conversas, em datas que coincidiam com o período em que Delcídio atuava, supostamente sob a orientação do ex-presidente, para tentar silenciar Cerveró e, com isso, proteger o empresário José Carlos Bumlai.
Colaboração: Luiz Leite
The post Denúncia contra Temer tem mais provas de corrupção que outras apresentadas por Janot appeared first on The Intercept.
submitted by feedreddit to arableaks [link] [comments]


2016.03.09 23:30 fidjudisomada [Post-Match Thread] UEFA Champions League 2015/16, Oitavos, 2.ª Mão: FC Zenit 1-2 SL Benfica (Resultado das duas mãos: 1-3)

Aos 69', golo de Hulk. O Zenit chega ao golo e empata eliminatória. Yuri Zhirkov ganha o lance dividido com Nélson Semedo, e sem oposição, consegue colocar a bola na cabeça de Hulk, que se limitou a encostar.
Aos 85', golo de Gaitán! Empata o Benfica pelo argentino, que finaliza à boca da baliza, após um tiro fabuloso de Raúl Jiménez de fora da área, que Yuri Lodygin apenas sacudiu contra a barra, com a bola a ficar à mercê de Nicolás Gaitán.
Aos 90+6', golo de Talisca! Na última jogada do encontro o Benfica chega ao triunfo! O brasileiro, numa jogada de insistência, depois de passe de Gaitán, a tirar um adversário com o pé esquerdo para, a seguir, de pé direito, a bater o guardião russo.

Coisas & Loisas

  • Quatro anos depois o SL Benfica elimina novamente o Zenit nos 1/8 de final da UEFA Champions League;
  • O SL Benfica está nos 1/4 de final da UEFA Champions League pela 4.ª vez (1994/95, 2005/06, 2011/12 e 2015/16);
  • O SL Benfica entra no top-5 das equipas com mais vitórias nas competições europeias (184); melhor só Real Madrid, Barcelona, Bayern e Juventus;
  • O SL Benfica iguala o Atlético Madrid no 11.º lugar, como a equipa da história das competições europeias com mais vitórias fora;
  • O SL Benfica é a equipa portuguesa com mais vitórias fora nas competições europeias (54) e ultrapassa o FC Porto (53);
  • Rui Vitória é o treinador do SL Benfica com mais vitórias (5) numa só edição da UEFA Champions League;
  • Este SL Benfica, é aquele que tem a melhor média de golos de sempre dos encarnados na UEFA Champions League (1,6 golos/jogo);
  • SL Benfica de Rui Vitória chegou aos 13 golos nesta edição da UEFA Champions League em 8 jogos e iguala a melhor prestação em 2011/12;
  • Rui Vitória iguala registo de Jimmy Hagan (1972/73) como o treinador do SL Benfica com mais vitórias fora (10) de forma consecutiva numa época;
  • O SL Benfica no Bessa poderá ser histórico. Se Vitória vencer Boavista, torna-se no treinador com vitórias consecutivas fora (11) numa época!
  • Este é o 40.º jogo de Rui Vitória à frente da equipa encarnada; Recorde-se que o treinador tem 5.ª melhor % de vitórias de sempre do clube;
  • Em casa ou fora, nunca o SLB tinha ganho de virada na UEFA com 2 golos nos últimos 5 minutos;
  • A última vez que o SL Benfica alcançou 2 vitórias numa eliminatória pela margem mínima foi contra o Bordeaux (2012/13, Liga Europa);
  • Talisca ao serviço do SL Benfica : 70 jogos, 18 golos e 3 assistências; Nas 2 vezes que marcou na UEFA Champions League deu a vitória ao SL Benfica (2014 Monaco e 2016 Zenit);
  • Jonas e Mitroglou ficaram em branco. É a 1.ª vez desde 19 de Janeiro, que pelo um dos golos do SL Benfica não teve a sua assinatura;
  • Gaitán entrou no top-10 dos jogadores com mais jogos nas provas europeias e iguala Shéu Han (62J);
  • O top é este: 117 - Luisão, 77 - Veloso, 76 - Cardozo, 75 - Nené, 74 - Maxi, 71 - Humberto Coelho, 71 - Eusébio, 66 - Nuno Gomes, 65 - Simões;
  • Nico Gaitán igualou Pablo Aimar em número de golos (5) na UEFA Champions League;
  • A passagem aos quartos de final garantiram mais seis milhões de euros; As Águias já chegaram aos 28,5 milhões de euros, um valor nunca visto nos cofres das águias em apenas uma época; Há ainda a somar o valor do market pool, referente às receitas televisivas, o que só será conhecido no final da temporada;
  • Portugal manterá, garantidamente, três equipas na Liga dos Campeões (uma sujeita a playoff) em 2017/2018, depois da vitória do Benfica sobre o Zenit;
  • Real Madrid, Wolfsburgo, PSG e Benfica: todas as equipas que estão nos quartos de final venceram os dois jogos nos oitavos (casa e fora).

Reações

Rui Vitória, treinador do Benfica
Temos um grupo fantástico de jogadores que têm trabalho muito e merecem tudo isto que lhes está a acontecer. Esta vitória é deles, incluindo dos que ficaram em Lisboa, lesionados. Estamos de parabéns!
Foi uma vitória merecida de uma equipa muito organizada, que soube manter-se concentrada mesmo depois do golo que sofreu. Continuámos a acreditar, mostrámos mentalidade de campeão e conseguimos chegar à vitória.
Ederson mostrou que merece estar onde está e estou muito satisfeito por ter à minha disposição jovens prontos para substituírem os jogadores mais experientes. Esta noite esses jovens confirmaram toda a sua classe. Na viagem de regresso a casa vamos celebrar esta vitória, mas mal aterremos em Lisboa vamos começar a pensar no próximo jogo.

UEFA Champions League

Os embates dos quartos-de-final são determinados por um sorteio aberto (11h00 de Portugal Continental, 18 de Março, em Nyon), sem cabeças-de-série e no qual podem defrontar-se clubes oriundos da mesma federação. A equipa sorteada em primeiro lugar disputa a primeira mão em casa.
Os quartos-de-final vão ganhando forma:
  • SL Benfica
  • Real Madrid CF
  • VfL Wolfsburg
  • Paris Saint-Germain FC
  • Manchester City FC/FC Dynamo Kyiv
  • Atlético Madrid/PSV Eindhoven
  • FC Bayern München/Juventus FC
  • FC Barcelona/Arsenal FC
Caminho para Milão:
  • Quartos-de-final: jogos 5/6 e 12/13 de Abril
  • Meias-finais: sorteio 15 de Abril; jogos 26/27 de Abril e 3/4 de Maio
  • Final: Sábado, 28 de Maio

Eleição do MVP

Talking Points

  • Qual foi o jogador que mais se destacou com a camisola do SL Benfica? Nessa nota, quem foi a maior deceção?
  • Quais são os aspetos positivos que o SL Benfica pode tirar deste jogo?
  • Enfrentaremos o CD Tondela na próxima partida, no Estádio da Luz, em jogo a contar para a 26.ª jornada da Liga NOS. Quais as perspetivas?

Relacionados

submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


2015.01.23 02:39 fidjudisomada [Debate] Melhor primeira volta dos últimos 30 anos

Desde 1983, na altura era Sven Goran Erikson o treinador, que o Benfica não fazia uma primeira volta tão eficaz. O sueco registava um empate nesta fase do campeonato ao ser travado à 14.ª jornada em Alcobaça e o placar marcou 1-1.
Em 17 jornadas, o SL Benfica apenas cedeu um empate, na receção ao Sporting (1-1), e uma derrota, em Braga (1-2), tendo ganho os restantes 15 encontros - venceu os últimos nove, nos derradeiros sete sem golos sofridos. O saldo de golos é de 41-7.
Ao conquistar 90,2% dos pontos possíveis, o SL Benfica repete assim esta liderança, tal como tinha acontecido na temporada 2013-14.
Jorge Jesus é o melhor na Luz do pós-1974
Jorge Jesus é desde quarta-feira o primeiro treinador a acumular 300 jogos ao serviço do Benfica e não será por acaso: nos últimos 40 anos ninguém ganhou mais do que ele no clube da Luz.
Com 209 triunfos, o homem que cumpre a sexta temporada consecutiva nos ‘encarnados’ – mais tempo só o húngaro Janos Biri, de 1939 a 1947 – apresenta o melhor registo de vitórias das últimas quatro décadas, com quase 70 por cento de taxa de sucesso (69,6%).
É preciso recuar ao ciclo de Jimmy Hagan, de 1970 a 1974, para encontrar um treinador com melhor saldo (78,3%). Após a Revolução de Abril de 1974, nem as épocas áureas com Sven-Goran Eriksson ao leme das ‘águias’ superam a regularidade com que o actual Benfica ganha. No acumulado das duas passagens do sueco pelo clube (1982 a 1984 e 1989 a 1992), a percentagem de vitórias ficou ligeiramente abaixo, nos 67,9%.
Quem mais se aproxima de Jesus neste período é o britânico John Mortimore, que somou 159 triunfos nos 202 jogos (68,8%) em que orientou a equipa, primeiro de 1976 a 1979 e mais tarde de 1985 a 1987. À frente de Eriksson situa-se ainda o húngaro Lajos Baroti, com 68,5% de vitórias no início dos anos 80.
O técnico português de 60 anos assinalou as três centenas de jogos pelo Benfica com uma goleada caseira ao Arouca (4-0), a meio da semana, a contar para a fase de grupos da Taça da Liga. Os golos de Pizzi, Cristante, Salvio e Jonas prolongam a série de jogos consecutivos na Luz em que o marcador funciona sempre para a equipa da casa, em provas nacionais. A sequência dura há 101 encontros, desde 22 de Novembro de 2009, quando a equipa ficou em branco na recepção ao Vitória de Guimarães e foi eliminada da Taça da Liga. Jesus levava então cinco meses de Benfica e essa constitui até hoje a única excepção à regra, num total de 107 jogos, de marcar sempre golos em casa nas competições internas – Campeonato, Taça de Portugal e Taça da Liga.
Menos golos sofridos só com Mozer e Ricardo Gomes
Mas nesta sexta época do treinador da Amadora ao comando das ‘águias’ é a solidez defensiva que mais tem surpreendido os adversários. Desde 1990/91 que o clube não atingia esta fase do Campeonato com tão poucos golos sofridos (sete) e é preciso reviver a temporada de 1988/89 para encontrar melhor registo.
Nessa altura alinhava no sector recuado uma das mais famosas duplas de centrais da história do Benfica, formada pelos brasileiros Mozer e Ricardo Gomes. Agora a realidade é outra: quando se pensava que a saída de Siqueira e principalmente a de Garay pudessem fragilizar a equipa, a resposta de Jardel e André Almeida, antes habituais suplentes, ou do reforço César tem superado as expectativas. Ao ponto de este ser o sexto melhor desempenho defensivo de sempre do Benfica à 16.ª jornada do Campeonato. A segurança do guarda-redes Júlio César ajuda.
Mesmo sem Luisão, que se lesionou em Dezembro na visita ao FC Porto, a equipa não sofre golos há cinco jogos e venceu-os todos, depois da eliminação da Taça de Portugal frente ao Sp. Braga.
Essa derrota não foi a única desilusão da época. Apesar dos feitos para consumo interno, Jesus revelou-se incapaz de ‘espremer’ o plantel para render nas várias frentes. E a campanha na Liga dos Campeões acabou por ser desastrosa: nem a repescagem para a Liga Europa, possível através do terceiro lugar no grupo, foi alcançada.
A liderança reforçada do Campeonato, com o triunfo por 2-0 no reduto do FC Porto, veio amenizar os efeitos negativos desses desaires. Jorge Jesus mantém o seu crédito entre os adeptos e segue como o oitavo treinador com melhor saldo de vitórias da história do Benfica. Só atrás do já referido Janos Biri e dos homens dos anos 60 e 70, Czeizler (80,5%), Hagan (78,3%), Riera (73,9%), Schwartz (71,7%), Guttmann (70,6%) e Fernando Cabrita (69,8%).

Talking Points

  • Méritos e deméritos neste sucesso parcial.
  • Marcas positivas e negativas de Jorge Jesus no Benfica.
  • Seis pontos de avanço sobre FC Porto e Sporting CP a dez pontos. Título bem encaminhado?
  • Com quantos golos terminará Jonas a época?
  • Júlio César baterá o recorde da lenda Bento?
  • Que clube quebrará a invencibilidade do SL Benfica?
  • Saídas de Enzo Pérez, Oblak, Garay, Siqueira, Markovic, Cardozo e Rodrigo fizeram mossa? Como acha que foi possível recuperar a equipa depois dessas saídas?
Com informações do Jornal Sol
submitted by fidjudisomada to benfica [link] [comments]


Encontros Quinzenais de Arte 10 - Composição Preto e Branco Encontros com o Castíssimo Coração de São José - 19/03/2014 Um Amô Encontros  Tamborim (Macaco Branco) Sommelier Grand Cru: Vinho Branco Verde Adega Guimarães - Massimo Leoncini Coral Dos Jovens-Núcleo de Servicio Crer-Sendo-Nova Terra.wmv Um Minuto de Santidade: São João de Brito Encontros Quinzenais de Arte 09 - Preto e Branco - YouTube Osni Branco - Oficina de encontro de arte - Nagoya - Japão Will Guidara (Eleven Madison) para Encontro de Serviço e Hospitalidade ENCONTRO DE TRATORES - YouTube

Homem Procura Homem anuncios gratis Encontros

  1. Encontros Quinzenais de Arte 10 - Composição Preto e Branco
  2. Encontros com o Castíssimo Coração de São José - 19/03/2014
  3. Um Amô Encontros Tamborim (Macaco Branco)
  4. Sommelier Grand Cru: Vinho Branco Verde Adega Guimarães - Massimo Leoncini
  5. Coral Dos Jovens-Núcleo de Servicio Crer-Sendo-Nova Terra.wmv
  6. Um Minuto de Santidade: São João de Brito
  7. Encontros Quinzenais de Arte 09 - Preto e Branco - YouTube
  8. Osni Branco - Oficina de encontro de arte - Nagoya - Japão
  9. Will Guidara (Eleven Madison) para Encontro de Serviço e Hospitalidade
  10. ENCONTRO DE TRATORES - YouTube

Material desta aula: • Lápis grafite, dermatográfico ou preto • Papel A3 • Prancha • Fita crepe Atividade Preto e Branco: trabalho com hachura em preto, de c... Tratorada em São Carlos Conheça o vinho verde Adega Guimarães: https://goo.gl/BG2KM5 'Que delícia uma taça de um bom e fresco Vinho Verde, com amigos e algumas lulas fritas como aperitivo e a conversa refrescada num ... PUDIM DE BANANA COM 3 INGREDIENTES SEM AÇÚCAR, FEITO NA PANELA DE PRESSÃO! - Duration: 10:35. Pilotando o fogão com a Lene Recommended for you. 10:35. CERCO DE JERICÓ / RÁDIO GOSPA MIRA / 31-03-2020 / NOITE Gospa Mira TV 243 watching Live now 20ª Maratona da Divina Misericórdia - 05/03/2015 (15h) - Duration: 1:38:01. Will Guidara (Eleven Madison) fala aos participantes do Encontro de Serviço e Hospitalidade. Mestre Macaco Branco, da Vila Isabel, fala sobre sua relação com o tamborim na série Um Amô Encontros. Vídeo produzido por ImaginaRio Comunicação e Marketing. Gerenciamento: Rafael Arantes ... Cita de Sri Aurobindo Una Fuerza Divina Fluirá por tejidos y celulas y dominará la respiración, el habla y los actos. ... Nucleo de Serviço Crer-Sendo.Coral Dos Jovens. ... Encontros com o ... Material desta aula: • Lápis grafite, dermatográfico ou preto • Papel A3 • Prancha • Fita crepe Atividade Preto e Branco: trabalho com hachura em preto, de c... Este vídeo mostra algumas imagens do artista Osni Branco de quando ele morou 18 anos no Japão para aprimorar suas técnicas. Para saber mais sobre o artista O...